Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Onda de calor continua em Teresópolis

Temperaturas só devem diminuir a partir de segunda-feira

Redação O Diário de Teresópolis

A previsão do Climatempo indica que a onda de calor continuará impactando Teresópolis nos próximos dias. Hoje (16), espera-se um clima mais quente em comparação com ontem, com sol entre muitas nuvens e previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite.

As temperaturas devem atingir uma máxima de 35°C e uma mínima de 19°C, reforçando a necessidade de medidas para se proteger do calor intenso.

Recomendações para enfrentar os dias de calor:

  1. Hidratação: Beba bastante água ao longo do dia para manter o corpo hidratado.
  2. Proteção Solar: Use protetor solar para evitar danos à pele causados pelos raios UV.
  3. Vestuário Adequado: Opte por roupas leves e frescas para aliviar o desconforto térmico.
  4. Ambientes Climatizados: Busque locais com ar-condicionado ou ventiladores para se refrescar.
  5. Atenção à Saúde: Esteja atento a sinais de exaustão ou desidratação, e procure ajuda médica se necessário.

Mantenha-se informado sobre as condições climáticas e adote precauções para garantir seu bem-estar durante esse período de calor intenso. ☀️?️

Onda de calor só deve melhorar a partir de segunda-feira

A onda de calor que atinge grande parte do Brasil pode dar uma aliviada a partir da próxima segunda-feira, mas as já conhecidas altas temperaturas do verão brasileiro devem continuar. É o que explica o meteorologista do Inmet, Instituto Nacional de Meteorologia, Olívio Bahia.

E para completar, estamos sob o efeito do fenômeno El Niño, que é o aquecimento das águas superficiais do Oceano Pacífico. E as Nações Unidas já informaram que deve durar até abril do ano que vem. Mas o meteorologista Olívio Bahia diz que as altas temperaturas devem continuar, mesmo sem onda de calor.

O meteorologista ainda afirmou que a previsão é de que, nos próximos dias, as chuvas podem cair na região central do Brasil, onde não aparecem há um tempo. Isso é esperado no Centro-Oeste e parte do Sudeste.

Com o excesso de calor que dura duas semanas, o consumo de energia elétrica no país aumentou, já que todo mundo teve que recorrer aos ventiladores e aparelhos de ar condicionado. Para termos uma ideia, no meio deste mês de novembro, o ONS, Operador Nacional do Sistema Elétrico, registrou um aumento de quase 17% no consumo de energia, no Brasil, em comparação com o início do mês. Na ponta do lápis, a chamada “demanda nacional instantânea” subiu, em cerca de duas semanas, de mais de 86 mil  megawatts, para mais de 100 mil megawatts, ou 100 gigawatts.

Edição 17/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Férias da criançada: Infláveis gigantes e parque de diversões no Le Canton

Festival Sesc de Inverno: Teresópolis com shows de Ney Matogrosso, Mart’nália e Mumuzinho

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar no dia 22

Vinícola Maturano celebra sua primeira colheita

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE