Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Padrão Águias participa de evento de logística humanitária

Instituição de Teresópolis realiza visita técnica em locais afetados por desastre em Mariana, Minas Gerais

A Organização dos Águias escreve mais um importante capítulo na sua história, sendo a única instituição do estado do Rio de Janeiro ao participar da mesa de debates do Centro Logístico Humanitário Nacional, realizado em Mariana, Minas Gerais, afetado por grande desastre ambiental três anos atrás. Representado pelo Mestre dos Águias, Cleiton Pimentel, Comandante-Chefe da Instituição e pelo Expedicionista Márcio Raphael, Comandante da 2ª Brigada Verde (Filial Nova Friburgo), a ONG fundada em Teresópolis teve como um dos objetivos aperfeiçoar a sua conduta de cumprir os seus princípios da defesa do meio ambiente e preservação da integridade da vida.
O evento reuniu profissionais dos órgãos de Defesa Civil do estado de São Paulo e Minas Gerais, Pesquisadores e Professores Universitários e autoridades responsáveis pela atuação direta em todas as situações de emergências, calamidades e eventos extremos climáticos. Nas discussões, profissionais do Brasil, Venezuela e do Qatar, além de representantes das comunidades atingidas defenderam a importância de um fortalecimento para a preparação técnica para a atuação mais eficaz na resposta aos desastres.
O evento também destacou o lançamento do livro “Logística Humanitária – Metodologia de Centros de Gestão de Donativos em Desastres”, de autoria de Douglas Sant´Anna, uma das mais conceituadas personalidades no assunto. A importante obra que é um verdadeiro instrumento para a atuação em situações adversas, tem por objetivo servir de base para auxiliar a implantação de Centros Logísticos Humanitários em situações que exijam o controle, a organização e a provisão de meios mínimos e eficazes para assegurar à integridade da vida, cujas ações devem ser bem compreendidas por profissionais e instituições públicas e privadas.
O livro é um importante instrumento técnico para emprego na prática e é constituído de uma metodologia eficaz já empregada em grandes desastres e visa a contribuição para o emprego de técnicas que vão desde o controle, organização e acondicionamento de alimentos e materiais, além de dinâmicas de funcionamento, sistema de informações, segurança estrutural e das equipes envolvidas no trabalho, estabelecimento de rotinas seguras e principalmente na manutenção durante o período da necessidade.

União e eficácia
Para o teresopolitano Cleiton Pimentel, que possui larga experiência no comando de gerenciamento de crise em situações de emergências e calamidades, é preciso haver um envolvimento de todos os poderes constituídos unindo as forças de proteção, propiciada pela iniciativa privada através de Organizações Não-Governamentais, para a soma de esforços para a eficiência e eficácia das ações, e, fundamentalmente para que haja um entendimento e uma linguagem única para salvar vidas. “Um dos grandes desafios das estruturas da segurança e proteção e defesa social é, sem dúvida o treinamento e a preparação de pessoas para atuarem corretamente num momento tão difícil. Historicamente os eventos extremos climáticos e a falta de manutenção nas estruturas montadas pelo homem estão numa agenda oculta e quando chegam sem avisar, devastam e rompem a vida cotidiana, muda os hábitos, assola a sociedade e compromete o desenvolvimento social e humano, deixando cicatrizes muitas vezes irreparáveis”, pontua o fundador do Padrão Águias.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 13/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Receita Federal em Teresópolis fala sobre declaração de IR 2024

“Agroturismo”, um convite para novas descobertas em Teresópolis

Direito do Unifeso é avaliado pelo MEC como 4º melhor do estado do RJ entre 94 universidades públicas e privadas

“Tesouros da Serra” prestigia o Fórum Regional de Turismo

Domingos de abril com promoção no Parc Magique e fazendinha do Le Canton

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE