Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Pedágio fica mais caro na rodovia Rio-Teresópolis

Novos valores, com reajuste de 15,13%, começam a ser aplicados no domingo

Nesta terça-feira, 26, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) a Deliberação 158/22, que permite reajustes nas tarifas cobradas pela Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) para a utilização do trecho da BR-116 administrado por ela. Os novos valores, R$ 21,70 na praça principal e R$ 15,20 nas praças auxiliares, começam a ser aplicados a partir de 0h deste domingo, dia 1º de Maio. Segundo a ANTT, após reunião da Diretoria na última semana foi aprovado o reajuste anual da Tarifa Básica de Pedágio (TBP) do trecho concedido da Concessionária Rio-Teresópolis S/A, correspondente à variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA no período, que indicou o percentual positivo de 15,13%.
Na principal praça de cobrança da CRT, localizada entre Imbariê, em Duque de Caxias, e Piabetá, em Magé, a tarifa simples para automóveis vai passar de R$ 18,80 para R$ 21,70. Já para as motocicletas, o valor subirá de R$ 9,40 para R$ 10,85. Nas praças auxiliares, o valor da tarifa básica passa de R$ 13,10 para R$ 15,20.
Na Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ) estão em funcionamento uma praça principal de pedágio Engenheiro Pierre Berman (km-133,5), em Bongaba, e duas auxiliares, em Santa Guilhermina (km-122) e Santo Aleixo (km-114), as três no trecho da Baixada Fluminense. Os usuários que trafegam na direção Rio-Além Paraíba e vice-versa, pagam tarifa em apenas uma dessas praças. A praça principal de Três Córregos (km-71) está com a cobrança suspensa desde 02/09/09 por determinação da ANTT.

Preço reduzido com nova concessão
Um tema de grande interesse para moradores de Teresópolis, Guapimirim e turistas que costumam visitar a região é o pedágio cobrado pela CRT, pois muita gente considera um valor muito caro. Como o período de concessão do trecho está terminando, um novo processo de licitação está sendo preparado e há previsão de que haverá uma redução na tarifa paga pelos motoristas. O deputado federal Hugo Leal acompanha os processos de concessão e afirmou em entrevista recente ao jornal O Diário e Diário TV que a nova concessão da Rodovia deverá proporcionar um valor do pedágio menor, pois é uma ponto considerado essencial neste processo. Hugo Leal, que integra a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, tem participado de audiências promovidas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre a nova concessão denominada Sistema Rodoviário Rio de Janeiro-Governador que irá incluir o trecho da BR-116 hoje operado pela CRT e também o Arco Metropolitano do Rio de Janeiro.
Os debates continuam em andamento e darão base ao processo licitatório dos trechos viários.
O deputado explicou que há várias novidades na concessão que será licitada e por isso é importante garantir o máximo em benefícios aos municípios envolvidos: “É uma luta grande que nós temos em relação às concessões do estado do Rio de Janeiro, tanto na BR 116, como na BR 040 e também na Dutra. São três concessões grandes que estarão em debate ao longo desse ano. A novidade principal em relação à concessão da Rio-Teresópolis é o aumento da sua extensão até Governador Valadares. Isso pode ser benéfico se a divisão faça com que cada pedágio pague pelo seu respectivo trecho. O que não pode é o fluxo do trecho daqui bancar uma concessão mais longa porque aqui vai arrecadar mais por ter mais movimento”, disse, citando ainda a possível redução nas tarifas. “Estas audiências públicas são para poder ouvir os municípios, as entidades, está perfeito. Estou esperando o resultado dessas audiências para poder coletar essas informações porque não dá para fazer a comparação dos trechos de forma igual pois nós aqui (Teresópolis, Guapi e Magé) estamos há 25 anos com essa concessão, pagando pedágio. Esse pedágio é caro não só para quem é da baixada, mas também para quem vem para Teresópolis. O tratamento que precisa ser dado a esses municípios que são da concessão tem que ser diferente daqueles que vão entrar no processo. O meu trabalho é coletar essas informações levar à Câmara agora em fevereiro e fazer uma discussão direcionada na Comissão de Viação e Transportes com foco nessa concessão que se encerra agora”.

Marcello Medeiros

Na principal praça de cobrança da CRT, localizada entre Imbariê, em Duque de Caxias, e Piabetá, em Magé, a tarifa simples para automóveis vai passar de R$ 18,80 para R$ 21,70

Edição 25/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Mais dois flagrantes de corte irregular de árvores em Teresópolis

ATÉ DÍVIDA DE R$ 1: Prefeitura de Teresópolis notifica e divulga lista com 210 contribuintes

Transporte escolar: renovação do alvará até o dia 31

Onça-parda e Jaguatirica “gigante” flagrados em trilhas do Parque dos Três Picos

Estácio Teresópolis disponibiliza vagas para o ProUni

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE