Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Pesquisa inédita aprova merenda da Rede Estadual

Maioria dos alunos considerou a alimentação servida nas escolas como boa ou excelente

Uma pesquisa inédita realizada pelo Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU) atestou a qualidade da alimentação servida nas escolas públicas da Secretaria de Educação. A merenda foi considerada “boa” ou “excelente” por 89,75% dos alunos consultados. A nota média registrada pelos estudantes para a merenda servida em 93,75% das escolas analisadas também ficou entre “boa” e “excelente”.
Para a elaboração do 1° Relatório de Ouvidoria Ativa no Programa Nacional de Alimentação Escolar no Estado do Rio de Janeiro, foram entrevistados mais de 2.600 alunos, entre os meses de abril e maio de 2018, de escolas estaduais selecionadas pelo próprio Ministério em diferentes regiões do estado. – É a primeira vez que realizam este tipo de pesquisa em uma metodologia desenvolvida pelo Centro de Mídia Cívica do Massachusetts Institute of Technology (MIT). A operação de merenda escolar é uma logística excepcional que requer controle, acompanhamento e gestão central para a preparação e entrega de mais de um milhão de refeições diárias em todas as 1.249 escolas da nossa rede pública estadual – disse o secretário de Educação, Wagner Victer.
Além da qualidade da alimentação servida nas escolas, também foram avaliados outros itens, como a divulgação do cardápio elaborado pela Secretaria de Educação e a oferta regular de merenda. – Foi constatado que 97,54% dos entrevistados têm conhecimento prévio do cardápio. A oferta de merenda para os alunos também vem acontecendo de forma regular, visto que 99,92% dos pesquisados informaram que tiveram merenda no período pesquisado – informou Victer.
Para a estudante Ketellyn da Silva Felipe, de 15 anos, é sempre um prazer fazer as refeições na escola. – Adoro a comida da escola! É difícil escolher meu dia preferido, porque como de tudo, mas gosto muito de moela com batata e de frutas. Os funcionários e o grêmio avisam qual o cardápio, mas nem espero para saber e já entro logo na fila – brincou a aluna do 1º ano do Curso Normal (Formação de Professores), do Instituto de Educação Sarah Kubitschek, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 18/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sepultado o servidor público André Luiz

Restaurante Donna Tê realiza mais uma edição do “Jantar Imperial”

Portais de Hércules, o lugar mais bonito da Serra dos Órgãos

SPVAT: entenda o que muda com o novo seguro de trânsito

PM apreende motos que eram de leilão em Bonsucesso

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE