Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Placa padrão Mercosul fica mais barata

A pedido do Detran-RJ, lacre não será mais obrigatório

Desde a última segunda-feira (22), o custo de produção das placas do padrão Mercosul está  R$ 25 mais barato para a população fluminense. O novo modelo não terá a exigência do lacre. A mudança permite a redução do preço pago em R$ 25,00, passando de R$ 219,35 para R$ 193,84 para os veículos em geral. A placa para as motocicletas custa R$ 64,61. A medida foi uma adequação solicitada pelo Detran-RJ e autorizada pelo Denatran para todo o território nacional, com o aprimoramento dos equipamentos de segurança do item veicular. 
Um dos benefícios da nova placa é a segurança para os proprietários de veículos, com tecnologias que evitam a possibilidade de clonagem. O novo modelo tem QR Code que contém todos os dados de confecção da placa, desde a identificação do fornecedor até o número, data e ano e modelo de fabricação do carro, além de permitir a rastreabilidade dela. Foi a existência desta ferramenta tecnológica que fez o Denatran desobrigar a presença do lacre.
Na última semana a Justiça suspendeu a adoção das placas do Mercosul no Brasil, um mês após o estado do Rio ter iniciado o movimento no país. A ideia era ter um sistema mais seguro, foram apontados problemas como a falta de um sistema integrado de informações e também o credenciamento dos fabricantes. Para a autora da ação, a desembargadora Daniele Maranhão Costa, “o Brasil deveria ter implantado o sistema de consultas e troca de informação das novas placas para depois exigir o novo emplacamento”. O Detran-RJ, porém, informou não ter sido notificado e que continua o emplacamento no padrão novo. No primeiro mês, Teresópolis emplacou 1.179 veículos no sistema Mercosul de identificação – o que representa aproximadamente 1% da frota local.
Através da Assessoria de Comunicação, o Detran informa que não foi notificado de decisão judicial que suspenda as resoluções 729/18 e 733/18 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), referentes às placas padrão Mercosul. Sendo assim, aguarda posicionamento do Ministério das Cidades e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) sobre o caso. A resolução do Denatran regulamentando a placa Mercosul é de 6 de março deste ano. Somente seis meses depois, no dia 11 de setembro, o Detran do Rio lançou o serviço.  “O Denatran em nota informa que até segunda-feira (15/10), não foi notificado oficialmente sobre a liminar da Justiça pedindo a suspensão da placa Mercosul. A orientação repassada ao Detran é para que todos os processos de emplacamentos continuem seguindo normalmente”, informa ainda o órgão. “Em todo o estado, neste mês de lançamento 112 mil placas já foram confeccionadas e, portanto, o sistema do Detran já administra as duas placas simultaneamente. Nenhum cidadão fluminense será prejudicado por instalar a nova placa”, completa.

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 24/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Festival Sesc de Inverno terá shows com Mumuzinho e Paralamas do Sucesso

Onde estão os vereadores de Teresópolis?

Promoção de Férias no Parc Magique e Fazendinha do Le Canton no domingo (28)

Novos radares começam a funcionar na Rio-Teresópolis x Além Paraíba

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE