Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

PM vai agir no combate ao comércio ilegal nas ruas de Teresópolis

O 30º Batalhão de Polícia Militar vai passar a atuar no combate ao comércio irregular de mercadorias pelas ruas de Teresópolis em parceria com a Secretaria Municipal de Fazenda. Em conjunto ao setor de Fiscalização de Posturas do município, o trabalho visa coibir a ação do grande número de camelôs que estão tomando conta das calçadas do centro da cidade.

Marcus Wagner

O 30º Batalhão de Polícia Militar vai passar a atuar no combate ao comércio irregular de mercadorias pelas ruas de Teresópolis em parceria com a Secretaria Municipal de Fazenda. Em conjunto ao setor de Fiscalização de Posturas do município, o trabalho visa coibir a ação do grande número de camelôs que estão tomando conta das calçadas do centro da cidade. Para definir detalhes da parceria, uma reunião foi realizada na última quarta-feira, dia 6, envolvendo representantes da PM e do governo municipal.
De acordo com o que foi informado pela prefeitura, a reunião tratou de uma ação integrada de fiscalização pela manutenção da ordem pública e a ideia é que as atividades sejam realizadas com regularidade, na cidade e no interior. “É de suma importância essa integração entre Polícia Militar e Prefeitura para dar uma ordem maior na cidade e cobrar mais a legalidade. A população pode contar conosco nesse trabalho conjunto”, concluiu o tenente Reis, do 30º BPM.
Também acompanharam o encontro de trabalho os fiscais de Posturas Jonathan Oliveira de Araújo, Vagner Torres Gomes, Nelma Campos e Raphael Marquetti Faria e os policiais militares major Mescolin e capitão Rômulo. A conselheira tutelar 2 Tatiana Charles também participou do encontro, pois foram tratados ainda outros assuntos em que a PM deverá auxiliar no controle da ordem do município, como a autorização e licenças para realização de eventos.
“Todo evento deve ter licenciamento prévio da Prefeitura e comunicação aos órgãos pertinentes, como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A proposta é evitar a venda de bebida alcoólica a menores de idade, tumulto em via pública e a ocorrência de acidentes, entre outras situações”, pontuou André Luiz Soares, secretário municipal de Fazenda. 

Câmara cobrou fiscalização
O problema do comércio irregular nas ruas de Teresópolis já foi até abordado na Câmara de Vereadores pela parlamentar Claudia Lauand que destacou o fato de haver muitas pessoas que não são de Teresópolis realizando a venda de mercadorias de procedência duvidosa, agindo livremente todos os dias, principalmente aos sábados. Ela destacou que o problema não são os vendedores locais, mas aqueles que chegam diariamente de ônibus ou de van na cidade.
“O que me preocupa e chama a atenção é de que maneira essa mercadoria está chegando ao consumidor? Eu vejo pessoas vendendo óculos de grau, mas é algo que você tem que usar por um problema que pode ser miopia, astigmatismo, então não é só comprar uns óculos qualquer. Esta mercadoria tem nota fiscal? É proveniente de onde? Então nosso medo é que o comércio ilegal cresça demais e que essa mercadoria tenha origem ilícita. Isso vai trazer outros problemas em consequência, como aumento de violência em diversos bairros”, enfatizou Claudia.
A vereadora afirmou que ao deixar que ambulantes ilegais atuem nas ruas da cidade, a prefeitura comete uma injustiça com os comerciantes e com os vendedores do Mercado Popular, que pagam impostos: “Estamos em uma cidade pequena e nós conhecemos nossos ambulantes, não estamos falando das pessoas que vendem cocada, verduras, aqueles que são nossos conhecidos, mas aqueles que estão chegando de van, de ônibus e são pessoas que a gente não conhece, então nada mais justo que se cadastre essas pessoas, que se conheça a origem da mercadoria. Nada mais justo que o nosso comércio que paga imposto e passa por uma crise seja protegido, pois é muito mais fácil a pessoa comprar uma meia no comércio ilegal do que numa loja e aí isso não pode acontecer”

 

 

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE