Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Prefeitura decreta estado de emergência em Teresópolis

Governo Municipal cria Grupo Especial de Mobilização de visita às áreas de risco e abre pontos para doações_

A Prefeitura de Teresópolis decretou estado de emergência pública no município por conta dos danos causados pela chuva. O Decreto 6.151/2024 foi publicado na edição deste sábado (23).

Com um acumulado de 260mm em 24 horas, o município registra 27 ocorrências em 16 bairros, das quais 15 são deslizamentos de terra atingindo total ou parcialmente residências, muros e árvores, com 02 óbitos (uma criança de 7 anos e um adolescente de 16 anos, ocorridos na localidade da Coreia, no bairro Meudon.

Entre os motivos do decreto estão: as consequências das fortes precipitações, que ocasionaram alagamentos e deslizamentos de terras em diversos pontos do Município, acarretando em morte, danos e prejuízo. Os inúmeros estragos provocados no Município em virtude do elevado índice pluviométrico elevou de forma desproporcional os níveis dos rios e seus respectivos afluentes.

“Estamos identificando a situação das pessoas atingidas, listando as intervenções emergenciais, como obras de contenção e de recuperação de trechos de ruas danificados, e alinhando ações assistenciais e de reconstrução com o Governo do Estado”, relata o Prefeito Vinicius Claussen.

Mobilização: O Grupo Especial de Mobilização, sob o comando do secretário municipal de Meio Ambiente, Coronel Flávio Castro, percorre pontos críticos com altos índices de acumulado de chuva. Fazem parte equipes das secretarias de Defesa Civil, Governo e Coordenação, Meio Ambiente, Saúde, Assistência Social e Direitos Humanos e de Segurança Pública. O trabalho do grupo é orientar os moradores destas áreas para que se retirem do local. No Pérpetuo, primeira comunidade visitada, cerca de 90% dos moradores atenderam ao pedido e estão saindo das residências.

Pontos de apoio: Desde a madrugada de sábado, estão abertos pontos de apoio para acolhimento de moradores de áreas afetadas pela chuva. São eles: Ciep Sebastião Mello (Barroso) e as escolas municipais Dorvalino de Oliveira (Coreia) e Neidy Angélica de Souza Coutinho (Vargem Grande). Durante o dia foram abertos novos pontos de apoio nas escolas municipais Anna Barbosa (Jardim Féo), Vera Pedrosa (Meudon), Irene Sant’anna (Pimentel), Manoel José Fernandes (Jardim Meudon), CEDAL (São Pedro), Marília Porto (Santa Cecília ), Estado de Israel (Granja Florestal/Salaco SOB AVISO) – na cidade, e nas escolas Sizenando Tayt-Sohn (Mottas) e José Alves (Santa Rosa) – na zona rural.

Doações: A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos instalou quatro pontos para recebimento de doações de água, alimentos, roupas e produtos de higiene: Ginásio Pedro Jahara – o Pedrão (Várzea), e na área rural o CRAS Bonsucesso, a Igreja Católica em Mottas e Igreja Católica em Imbiú.

Trabalho integrado: Desde a madrugada deste sábado, 23, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos apoia as equipes de busca e salvamento da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, com homens, maquinário e caminhões atuando na desobstrução de ruas, remoção de árvores caídas e limpeza, principalmente na Coreia e no Vale da Revolta, as duas áreas mais afetadas. Mas a ação será realizada em outros bairros atingidos. No Meudon, o trabalho tem o apoio da empresa Águas da Imperatriz, que disponibilizou retroescavadeira, dois caminhões e um caminhão-pipa.

Edição 13/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Protetoras sem respostas às críticas feitas à gestão municipal

Sesc Alpina recebe mais uma edição da ChocoSerra

Licenciamento de veículos: taxa de emissão do CRLV-e volta a ser cobrada

“Agroturismo”, um convite para novas descobertas em Teresópolis

GAECO/MPRJ obtém bloqueio de R$ 6 milhões do ex-prefeito do município de Carmo e de outros envolvidos em fraude na compra de respiradores

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE