Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rio descarta suspeita de sarampo em quatro casos

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro descartou a possibilidade de sarampo em quatro dos 17 casos suspeitos que estavam sendo analisados. De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Cristina Lemos, apenas 13 casos continuam em análise, incluindo uma jovem que já teve um resultado preliminar positivo para a doença mas que ainda aguarda confirmação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

 
A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro descartou a possibilidade de sarampo em quatro dos 17 casos suspeitos que estavam sendo analisados. De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Cristina Lemos, apenas 13 casos continuam em análise, incluindo uma jovem que já teve um resultado preliminar positivo para a doença mas que ainda aguarda confirmação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Segundo ela, não há nenhuma confirmação de que o sarampo esteja circulando no estado. A paciente com resultado preliminar positivo viajou para Petrópolis, cidade da região serrana fluminense que não tem nenhum caso confirmado, para um encontro com estudantes de outros estados. “Ela pode ter tido contato com pessoas de outros estados onde a doença está ocorrendo, mas isso faz parte de um processo de investigação”, disse Cristina, em entrevista à Agência Brasil.

Os outros 12 casos suspeitos são colegas de faculdade da jovem, que manifestaram algum sintoma de sarampo. Para a superintendente, não há motivo para a população ficar com medo, já que a doença está erradicada no estado há pelo menos 18 anos. Ela explica que as pessoas que não são vacinadas precisam procurar se imunizar e aquelas que tiveram contato com vítimas de sarampo devem procurar atendimento médico.

“A gente ainda está tranquilo, mas em alerta, porque é uma possibilidade, por causa da situação de Manaus, de Roraima. Também já teve no Rio Grande do Sul. A Secretaria de Saúde está alerta e agindo na medida necessária. Como é uma doença importante, a gente precisa intervir de forma rápida mesmo diante de suspeita. A gente não espera confirmar para fazer medida preventiva”, acrescentou a superintendente.

Tags

Compartilhe:

Edição 21/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Seleção Sub-20 em Teresópolis no próximo dia 03

Selo “Amigo Pet” para bares e restaurantes é criado

Zerada a tarifa de importação para garantir abastecimento de arroz

PM apreende 11 motos em situação irregular no trânsito

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE