Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rio-Teresópolis: pedágio mais caro a partir deste domingo

Tarifa na praça principal passa para R$ 21,70. Nas praças auxiliares, tarifa mínima será de R$ 15,20

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) da última terça-feira a deliberação que permite reajustes nas tarifas cobradas pela Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) para a utilização do trecho da BR-116 administrado por ela. Com isso, os novos valores, R$ 21,70 na praça principal e R$ 15,20 nas praças auxiliares, começam a ser aplicados a partir de 0h deste domingo, dia 1º de Maio. Segundo a ANTT, após reunião da Diretoria na última semana foi aprovado o reajuste anual da Tarifa Básica de Pedágio (TBP) do trecho concedido da Concessionária Rio-Teresópolis S/A, correspondente à variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA no período, que indicou o percentual positivo de 15,13%.
Na principal praça de cobrança da CRT, localizada entre Imbariê, em Duque de Caxias, e Piabetá, em Magé, a tarifa simples para automóveis vai passar de R$ 18,80 para R$ 21,70. Já para as motocicletas, o valor subirá de R$ 9,40 para R$ 10,85. Nas praças auxiliares, o valor da tarifa básica passa de R$ 13,10 para R$ 15,20. Na Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ) estão em funcionamento uma praça principal de pedágio Engenheiro Pierre Berman (km-133,5), em Bongaba, e duas auxiliares, em Santa Guilhermina (km-122) e Santo Aleixo (km-114), as três no trecho da Baixada Fluminense. Os usuários que trafegam na direção Rio-Além Paraíba e vice-versa, pagam tarifa em apenas uma dessas praças. A praça principal de Três Córregos (km-71) está com a cobrança suspensa desde 02/09/09 por determinação da ANTT.

Preço reduzido com nova concessão
Um tema de grande interesse para moradores de Teresópolis, Guapimirim e turistas que costumam visitar a região é o pedágio cobrado pela CRT, pois muita gente considera um valor muito caro. Como o período de concessão do trecho está terminando, um novo processo de licitação está sendo preparado e há previsão de que haverá uma redução na tarifa paga pelos motoristas. O deputado federal Hugo Leal acompanha os processos de concessão e afirmou em entrevista recente ao jornal O Diário e Diário TV que a nova concessão da Rodovia deverá proporcionar um valor do pedágio menor, pois é uma ponto considerado essencial neste processo. Hugo Leal, que integra a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, tem participado de audiências promovidas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre a nova concessão denominada Sistema Rodoviário Rio de Janeiro-Governador que irá incluir o trecho da BR-116 hoje operado pela CRT e também o Arco Metropolitano do Rio de Janeiro.

Concessão mais ampla
O deputado explicou que há várias novidades na concessão que será licitada e por isso é importante garantir o máximo em benefícios aos municípios envolvidos: “É uma luta grande que nós temos em relação às concessões do estado do Rio de Janeiro, tanto na BR 116, como na BR 040 e também na Dutra. São três concessões grandes que estarão em debate ao longo desse ano. A novidade principal em relação à concessão da Rio-Teresópolis é o aumento da sua extensão até Governador Valadares. Isso pode ser benéfico se a divisão faça com que cada pedágio pague pelo seu respectivo trecho. O que não pode é o fluxo do trecho daqui bancar uma concessão mais longa porque aqui vai arrecadar mais por ter mais movimento”, disse, citando ainda a possível redução nas tarifas. “Estas audiências públicas são para poder ouvir os municípios, as entidades, está perfeito. Estou esperando o resultado dessas audiências para poder coletar essas informações porque não dá para fazer a comparação dos trechos de forma igual pois nós aqui (Teresópolis, Guapi e Magé) estamos há 25 anos com essa concessão, pagando pedágio. Esse pedágio é caro não só para quem é da baixada, mas também para quem vem para Teresópolis. O tratamento que precisa ser dado a esses municípios que são da concessão tem que ser diferente daqueles que vão entrar no processo. O meu trabalho é coletar essas informações levar à Câmara agora em fevereiro e fazer uma discussão direcionada na Comissão de Viação e Transportes com foco nessa concessão que se encerra agora”.

Marcello Medeiros

Na principal praça de cobrança da CRT, localizada entre Imbariê, em Duque de Caxias, e Piabetá, em Magé, a tarifa simples para automóveis vai passar de R$ 18,80 para R$ 21,70

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE