Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rua afunda e “engole” caminhão em Santa Cecília

Veículo ficou danificado por conta de problema em via pública

Um caminhão baú VW 10-160, de uma empresa do município de Seropédica, Rio de Janeiro, ficou danificado após a frente afundar na Rua Tietê, próximo ao encontro com a Paulo Lóssio, no bairro de Santa Cecília, na manhã desta quarta-feira (18). O veículo de carga seguia para entrega na direção do bairro de São Pedro e ficou preso em grande buraco causado pelo rompimento do sistema de manilhas depois que um cano d´água teria estourado. Além do grande susto aos ocupantes do Volks – e prejuízo para a empresa em relação a parte mecânica e atraso no serviço previsto para Teresópolis – o que chamou a atenção na situação é que havia um remendo asfáltico novo exatamente no local onde foi registrada a situação e, segundo moradores, esse foi o terceiro caso do tipo somente nos últimos dias.
Foi necessária a utilização de uma espécie de guincho para puxar o caminha para cima e, depois para fora da direção da cratera. Foram mais de duas horas até conseguir um veículo especializado para resolver a situação, comprometendo a entrega do envolvido, como citado acima, e o trânsito no local. Uma equipe da Guarda Civil Municipal foi acionada para controlar o fluxo até que a situação fosse resolvida, tendo como objetivo evitar colisões com o caminhão e acidentes com estudantes de estabelecimento de ensino próximo, o Centro Educacional Helena de Paula Tavares (CEHPT).

Problema se arrasta
O afundamento do sistema de manilhas na Rua Tietê não é nenhuma novidade. Entra prefeito e sai prefeito e a situação se repete anualmente por conta da antiga e precária rede, que não suporta o grande volume de água no período de chuvas. Dessa vez, não foi preciso nem encher a caixa de passagem sucumbir. A via em questão tem grande importância porque liga os bairros de Santa Cecília e Alto ao populoso São Pedro, evitando que grande volume de veículos precise atravessar a região da Várzea ou cruzar comunidades com vias mais estreitas para chegar a um ponto ou outro.
Porém, apesar de tamanha complexidade e grande fluxo de veículos de todo o tipo, nenhuma grande intervenção foi realizada no local nos últimos anos – seja no sistema de captação de água da chuva e também esgoto ou mesmo o calçamento, cada vez mais precário. Em meados do ano passado a situação ficou tão crítica que moradores instalaram diversas placas criticando o abandono por parte da prefeitura e informando o grande gasto com oficinas mecânicas por conta das crateras ao longo das principais vias de Santa Cecília.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 25/06/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis

Veículo abandonado em via pública é incendiado