Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rua Dr. Aleixo permanece interditada e buraco gera transtornos para a população

Falta de ações da PMT prejudica comerciantes e atrapalha centenas de motoristas diariamente

Isla Gomes

Os motoristas que trafegam pela Várzea precisam continuar prestando muita atenção no percurso. A rua Dr. Aleixo permanece interditada no trecho próximo à ponte. A pista cedeu e surgiu uma cratera em consequência do grande volume e pressão alcançados pelo Rio Paquequer nas chuvas que atingiram o município de Teresópolis em março deste ano e, até agora, a “gestão” não tomou nenhuma atitude no sentido de promover a liberação de importante conexão entre a avenida Lúcio Meira e a Rua Heitor de Moura Estevão.
Não é a primeira que incidências como essa ocorrem no local. Quando em grande volume, o rio acaba sendo direcionado para direita, trecho embaixo da via pública onde há uma rede de manilhas. A força da água vai escavando o barranco e causa o afundamento da pista. A equipe da Diário TV esteve no local em 2020 para retratar a queda de um caminhão em um buraco que se abriu no local. Quatro anos depois, nada mudou, no dia 27 de março um carro que carregava uma família caiu no afundamento, todos foram resgatados e ninguém se feriu. A medidas tomadas até então pelo poder público são superficiais, causando a reincidências dos fatos.

“Eu gostaria que o poder público tomasse alguma providência e ajeitasse isso. Nossos clientes reclamam sempre, são inúmeros transtorno e eu espero que seja resolvido logo”, ressalta Willian Oliveira, gerente do Rede Economia, supermercado situado no local. Foto: Isla Gomes/O Diário


Em entrevista ao Diário, nesta quinta-feira (11), o gerente do supermercado Rede Economia, que fica localizado na Rua Dr. Aleixo, ressalta sua queixa pelos transtornos que a ocorrência causa no estabelecimento. “Essa situação está afetando muito a nossa rotina aqui no local. O movimento não caiu, mas, com certeza é algo que atrapalha bastante. Eu gostaria que o poder público tomasse alguma providência e ajeitasse isso. Nossos clientes reclamam demais disso, nossa luz cai toda hora, pois a situação afetou a fiação. São inúmeros transtorno e eu espero que seja resolvido logo, já está assim há muito tempo. Além disso, recentemente um carro caiu ali e foram os meninos do nosso depósito que ajudaram a tirar a família de dentro do veículo. Isso está uma vergonha, enquanto não expormos isso não teremos uma solução”, relata William Oliveira.

“Foi uma situação estranha, não sabia que a rua estava fechada, levei um susto e tiver que fazer o retorno. Agora vou ter que passar pelo transtorno de mudar minha rota e pegar o engarrafamento da via principal”, conta o aposentado Luiz Gonzaga. Foto: Isla Gomes/O Diário

Mais transtornos
No pouco tempo em que a nossa equipe esteve no local, foi possível observar inúmeros carros sendo pegos de surpresa com a rua interditada, tendo assim que realizar o retorno. Um desses motorista é o Luiz Gonzaga, o aposentado relata seu sentimento. “Foi uma situação estranha, não sabia que a rua estava fechada, levei um susto e tiver que fazer o retorno. Agora vou ter que passar pelo transtorno de mudar minha rota e pegar o engarrafamento da via principal”, conta o motorista.

“Isso é uma vergonha, esse buraco já está há mais de 15 dias aberto, eu até imaginava que já tinham solucionado, por isso quase passei direto com o carro. Teresópolis está abandonada, eu como morador antigo sinto vergonha dessa situação”, enfatiza o motorista Antônio Gonçalves. Foto: Isla Gomes/O Diário


Antônio Gonçalves é morador da Posse, conta que nesta quinta-feira (11), pouco antes da chegada da nossa equipe, ele não percebeu a sinalização e quase passou direto. “Isso é uma vergonha, esse buraco já está há mais de 15 dias aberto, eu até imaginava que já tinham solucionado, por isso quase passei direto com o carro. Teresópolis está abandonada, eu como morador antigo sinto vergonha dessa situação. Além de tudo, a sinalização no local está horrível, ou seja, não solucionam o buraco e ainda não sinalizam corretamente. Diante disso tudo, agora está vindo a época de política e em breve estarão atrás da gente pedindo voto, enquanto a cidade está largada”, enfatiza o aposentado.

Sem resposta
Na manhã desta quinta-feira (11) o Diário entrou em contato com a Prefeitura, através da assessoria de Comunicação pedindo um posicionamento sobre a situação, mas, até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta.


Edição 23/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Noventa bombeiros militares do Rio de Janeiro são condecorados pela atuação no Rio Grande do Sul

Corujão: novos horários de ônibus durante a madrugada em Teresópolis

Lula avalia vetar taxação federal de compras internacionais até US$ 50

Fiação quase no nível da rua na Dr. Aleixo, na Várzea

Centro Operacional da GCM homenageia Márcio Catão

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE