Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rua esburacada prejudica formação de condutores em Teresópolis

Instrutores se unem para resolver problema que é responsabilidade do governo municipal

Isla Gomes

Nesta quinta-feira (29), a equipe da Diário TV esteve na Rua Mello Franco, no bairro do Alto, após tomar conhecimento de diversas reclamações sobre o estado dessa via pública onde são aplicados testes, provas e treinos das autoescolas do município. Instrutores e alunos reclamam do estado precário no asfalto, com muitos buracos, que acabam atrapalhando a realização do ensino. No intuito de amenizar os transtornos, os instrutores se juntaram para tapar alguns dos buracos, usando terra e cimento. Em entrevista ao Diário, a instrutora Renilda Gomes destacou sua insatisfação. “Estamos apelando para termos uma melhoria para os nossos alunos. O aluno naturalmente já tem dificuldade e nervosismo no processo de aprendizagem e quando ele se depara com esses buracos na hora de fazer a baliza acabam ficando mais desestabilizados. Na aplicação de provas nós instrutores não podemos escolher baliza, tem que ser aquela que desocupar, então fica uma situação complicada, pois, o aluno não deseja fazer a prova nas áreas de baliza mais esburacadas. O transtorno é imenso, todo dia prova nós temos que chegar mais cedo, buscar terra em uma loja de flores ou pegar de algum canteiro, para poder tapar os buracos. Eu acho que as autoridades deveriam fazer um recapeamento aqui na rua, não apenas vir tapar os buracos superficialmente”, ressalta a profissional.

O instrutor Marcos Souza reforçou a reclamação sobre os buracos e pontuou outros problemas pertinentes no local. “A dificuldade aqui é enorme, tanto para a gente que é instrutor quanto para o aluno. Tem buracos enormes, a via está toda cheia de mato, o que dificulta a sinalização e atrapalha o andamento do ensino. Vale ressaltar que, esses buracos estavam abertos, se eles agora estão tapados com terra é devido nosso esforço de levantar mais cedo, pegar terra no terreno do vizinho, arrumar uma enxada, para tentar aliviar essa situação precária. Temos consciência de que não tem condição nenhuma de um aluno fazer uma prova de baliza em um asfalto dessa maneira, isso não está certo. O serviço público que deveria resolver isso e não nós, eles só vem aqui para realizar procedimentos superficiais que não permanecem nem por dois dias”, destaca ele.

“O aluno naturalmente já tem dificuldade e nervosismo no processo de aprendizagem e quando ele se depara com esses buracos na hora de fazer a baliza acabam ficando mais desestabilizados”, destaca Marcos Sousa, instrutor. Foto: Isla Gomes/O Diário

Depoimento de um aluno
O aluno Gabriel Santos está no processo de tirar a sua Carteira Nacional de Habilitação e salienta o quanto o estado da rua atrapalha seu rendimento. “O buraco atrapalha bastante na hora das aulas, o pior é saber que esse tipo de problema é comum na cidade. Temos o peso de arcar com um DUDA caríssimo que o Detran cobra em caso de erros e nesse âmbito ter que enfrentar buracos como esses aqui da via no momento de uma prova é bastante desesperador. Manobras que são relativamente fáceis, que poderiam ser feitas apenas com a embreagem, acabam necessitando do acelerador por conta dos buracos. Além de tudo, para piorar, acho que falta um apoio para essa área de exame aqui, muitas vezes vem carros na contramão enquanto estamos em teste, falta o controle adequado no local”, declara.

“Manobras que são relativamente fáceis, que poderiam ser feitas apenas com a embreagem, acabam necessitando do acelerador por conta dos buracos”, desabafa o aluno, Gabriel Santos. Foto: Isla Gomes/O Diário

Moções sem resposta
Ainda neste âmbito, o vereador Raimundo Amorim tem levantado constantemente a pauta sobre os transtornos na Mello Franco nas abordagens da Câmara Municipal de Teresópolis, sobretudo gerando diversas moções que não foram sequer atendidas pela prefeitura. Os pedidos foram realizados em 2021, 2022 e 2023, ou seja, todos na atual gestão.

Edição 16/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sul do Brasil pode registrar geada nos próximos dias

Correios anunciam cargos de nível médio e superior em concurso público

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

ChocoSerra começa nesta sexta-feira em Teresópolis, confira a programação

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE