Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rua Tietê em Teresópolis: Secretário garante conclusão do primeiro trecho até o fim de semana

Davi Serafim também explica obra de construção de galeria entre a Casa de Cultura e a praça Dom Quixote

Luiz Bandeira

Na semana passada a equipe de reportagem do jornal O Diário e Diário TV, atendendo ao apelo de moradores e usuários da Rua Tietê, no Bairro de Araras, esteve no local para registrar a paralisação do serviço de recapeamento da rua, interrompido por defeito mecânico de uma máquina vibro-acabadora, importante para o serviço de assentamento do asfalto quente. Tal situação estava realmente estava causando sérios transtornos e prejuízos à população que mora, trabalha e circula pelo bairro. As reclamações iam desde sujeira em excesso devido à poeira, passando por riscos de acidentes a prejuízos com comércios que perderam clientes e carros danificados ao transitar sobre os muitos e grandes buracos deixados após a fresagem do asfalto antigo. Paralelo a essa obra, a Secretaria de Serviços Públicos começou a preparação para construir uma nova galeria de águas pluviais, no trecho da via entre a Casa de Cultura Adolpho Bloch e a Praça Don Quixote. Nas redes sociais especulou-se que o atraso no asfaltamento seria por conta desta obra, porém isso foi desmentido na semana passada pelo secretário Davi Serafim, com quem nos encontramos nesta terça-feira, 09, para esclarecer quais são os novos prazos estipulados para a conclusão dos dois serviços, asfaltamento e nova galeria.

“Nosso primeiro pensamento é o manilhamento em um prazo de 30 dias. Aí eu imagino que após esses 30 dias, em mais 30 dias concluímos o asfaltamento também”, secretário de Davi Serafim

Motivo de muitas e justas reclamações, o asfaltamento da Rua Tietê, um projeto do programa “Asfalto Novo”, parceria do governo do estado com o município, foi retomado nesta terça-feira, 09. O secretário de Serviços Públicos estimou o prazo até o fim de semana para concluir o serviço no trecho entre a Praça John Kennedy até o acesso a Rua Alfredo Rebello Filho. “Esse trecho aqui a gente deve demorar no máximo até sexta-feira, 12, para concluir esse pano de asfalto, vai eliminar esse problema da poeira, o sofrimento da população. A vibro-acabadora quebrou, não é uma máquina comum que pode ser substituída de um minuto pro outro, vale ressaltar que não é em todo canto que você encontra uma máquina vibro-acabadora, se fosse uma retroescavadeira já teríamos solucionado mais fácil. Infelizmente isso atrasou essa obra e essa máquina já voltar a trabalhar, então até sexta-feira, 12, esse trabalho aqui estará concluído”, estima Davi Serafim.

Nova galeria
A galeria de águas pluviais que passa por baixo da Rua Tietê já se rompeu diversas vezes e, em todas elas, o serviço de reparo realizado não se mostrou suficiente para resolver um problema recorrente no bairro, que vem passando por um crescimento demográfico muito maior que a capacidade da galeria antiga de absorver o aumento do despejo. Davi Serafim revela que o governo municipal está sensível a esse problema do bairro. “Já é um projeto antigo da prefeitura e agora esse projeto chegou na fase final e está sendo executado. A gente vai da Casa de Cultura até a Praça Dom Quixote, onde vai eliminar aquele problema de alagamento, rede de esgoto que é antiga. Então hoje a gente está subindo com outra rede, de um metro de diâmetro e vamos manter a rede antiga que é de 60, então teremos ali um metro e 60 de água pra correr sem problema até o Rio Paquequer. A gente comprou quinhentas manilhas, numa extensão de 450 metros”, revela o secretário.

Retomado serviço de asfaltamento da Rua Tietê, entre a Praça John Kennedy e a Rua Alfredo Rebello Filho

Com essas duas frentes de trabalho no Bairro de Araras, os transtornos continuam e agora os moradores precisam conviver também com o tráfego de veículos desviado para outras vias do bairro. Assim, a Guarda Civil Municipal orienta os motoristas enquanto as máquinas trabalham. Uma equipe da Cedae também acompanha a obra da nova galeria para reparar possíveis danos na rede da empresa. A expectativa é de que em no máximo dois meses o sofrimento dos moradores se transforme em comodidade em utilizar uma via sem buracos e que não vai mais sofrer com cheias nas chuvas mais severas, como estima Davi Serafim. “Nosso primeiro pensamento é o manilhamento em um prazo de 30 dias, pode ser que termine antes, a gente depende do tempo ou pode ser que atrase alguma coisa, mas o material está todo estocado e o nosso plano é pra 30 dias finalizar a parte do manilhamento, posterior a isso vem a fresa e o asfalto novo também, aí eu imagino que após esses 30 dias, em mais 30 dias concluímos o asfaltamento também”, estipula o secretário de Serviços Públicos.

Edição 23/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Chuvas no estado do Rio provocam ao menos sete mortes

Justiça Federal determina retorno de Adélio Bispo a Minas Gerais

Ônibus: novas tarifas intermunicipais entram em vigor neste sábado

Sexta e sábado com feira de adoção de cães na Várzea

Asfalto ficou na promessa e Vale dos Cedrinhos segue quase intransitável

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE