Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

SindPMT critica cancelamento de desfile de seis e julho: ?Quem deve, teme?

Funcionários públicos podem realizar manifestação contra Tricano no dia do aniversário de Teresópolis

O governo Mario Tricano anunciou nesta quinta-feira o cancelamento do desfile cívico em homenagem ao aniversário de 126 anos de emancipação do município, alegando a crise financeira como justificativa, porém o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresópolis (SindPMT) considera que o verdadeiro motivo é o medo de protestos. De acordo com Andrea Pacheco, presidente do sindicato, as escolas municipais já estavam todas preparadas para participar do desfile, mas a prefeitura decidiu em cima da hora tomar essa atitude drástica, surpreendendo a todos e repetindo o ato do ex-prefeito Arlei Rosa no auge de sua impopularidade. 
Mesmo sem este grande evento popular, os sindicalistas estão avaliando a possibilidade de realizar uma manifestação contra o caos do governo Mario Tricano na próxima quinta-feira, com a participação de trabalhadores de outros segmentos. Informações de releases da assessoria de comunicação do governo Tricano mostram que não há nenhum evento programado para o dia do aniversário do município, apenas para outras datas. 
“É uma surpresa, mas isso aconteceu no governo do Arlei. Quem deve, teme. Os servidores já estão completando dois meses de salário atrasado, como que ele vai fazer desfile deve0ndo dois meses? Ele não faz porque tem medo do servidor cobrar o que é devido. Não programamos nada para a data, até porque dependemos da aprovação da categoria em assembleia, mas para este tipo de movimento é importante convocar a sociedade, representantes da Cedae, bancários, feirantes, taxistas, pois essa situação do município não afeta só o servidor, pois esse é um governo de perseguição”, afirmou a sindicalista. 
Andréa destacou ainda que o SindPMT continua brigando na justiça pelos direitos dos funcionários da prefeitura, principalmente daqueles que entraram em greve e sofreram desconto no salário. Ela explicou que haverá uma audiência no dia 4 por conta das faltas aplicadas pela prefeitura, mas que já existe uma decisão de que enquanto perdurar a mora do pagamento, o governo está proibido de dar falta ou descontar salário. Na ação o sindicato cobra o ressarcimento do que foi descontado dos trabalhadores.
Para Andrea, neste aniversário de Teresópolis a mensagem mais importante que a população precisa ter em mente é de união contra o caos que se instalou na prefeitura: “Temos que nos unir porque a situação ode Teresópolis não mudou nada, continuamos vivendo uma calamidade pública, sem saúde, educação, sem salários, querendo terceirizar serviços em vez de gerar renda. Ele que quer terceirizar tudo porque a intenção dele é destruir a cidade, isto fica cada vez mais claro ainda mais depois de pedir isenção de imposto dos imóveis dele”, disse.

Professores terão que trabalhar no feriado
Não bastasse a falta de respeito com importante data, a Secretaria Municipal de Educação divulgou ofícios para as diretorias escolares onde orienta que seja tocado dia letivo comum e apresentação de trabalhos na próxima semana – em um momento que professores e crianças deveriam estar comemorando os 126 anos de Teresópolis. Tal medida teria como objetivo evitar que os profissionais desse setor saiam às ruas para reclamar das carências e desmandos do governo Mário Tricano.
“A culminância do Projeto ‘Quebrando Muros, Criando Laços’, portanto, não acontecerá com o Desfile. Ressaltamos, contudo, que o referido Projeto continuará sendo desenvolvido e a culminância do mesmo deverá ocorrer no dia 06 de julho (dia letivo) de forma individualizada e interna das Unidades Escolares. Caso seja necessária a troca deste dia letivo para adequação ao Projeto, a solicitação deverá ser encaminhada através de Ofício ao Gabinete desta pasta e, desde já, relembramos que o dia 07 de julho continuará sendo letivo conforme calendário escolar”, informa a nota assinada pela Secretária de Educação, Eveline da Silva Cardoso.
O Ofício Circular SME 014/GS/17 ainda tenta abonar a falta de consideração com importante data: “Ainda que esta Secretaria Municipal de Educação, respeitando o Princípio da Economicidade, disponibilizasse para o Desfile Cívico em Comemoração ao Aniversário de Teresópolis o mínimo de recursos financeiros, a atual Gestão Municipal decidiu pelo cancelamento do Desfile considerando a grave crise econômica que atravessa o Município e considerando que para a realização do mesmo é necessária a participação das outras Secretarias”. Nesta quinta-feira, solicitamos nota oficial sobre o assunto, não recebendo resposta até o fechamento desta edição. No ano passado, o desfile cívico de Seis de Julho foi marcado por protestos. Já o Sete de Setembro, “substituído” pela apresentação de bandas escolares na Praça Olímpica Luís de Camões.

 

LEGENDA

Andrea Pacheco afirmou que o prefeito está com medo de que funcionários público realizem protestos no dia do aniversário do município

Tags

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE