ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Sonho da casa própria mais fácil em Teresópolis

Data: 10/09/2018

Gênesis Empreendimentos é uma das grandes parceiras da Caixa Econômica Federal em Teresópolis

Marcello Medeiros

Na semana passada a Caixa Econômica Federal anunciou a redução de até 0,5 ponto percentual das taxas de juros do crédito imobiliário para operações com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). As taxas mínimas passaram de 9% ao ano para 8,75% ao ano, no caso de imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 10% ao ano para 9,5% ao ano, para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Além disso, a Caixa também alterou o limite de cota de financiamento de imóveis usados de 70% para 80%, facilitando o sonho de adquirir a casa própria também com a utilização dos recursos do FGTS. Para falar sobre esses benefícios, a DIÁRIO TV recebeu Cleber Couto, Gerente da CEF em Teresópolis, e Rogério Branco, da Gênesis Empreendimentos Imobiliários. “Nosso cliente é nosso maior patrimônio e sabemos a importância de ajuda-los a realizar esse sonho. Mesmo quando compram carro com a gente, muitos falam que o grande sonho é a moradia mesmo. Por isso tais benefícios e parcerias com construtoras são muito importantes para o fornecimento desse crédito”, enfatizou Cleber. “Facilitar esse negócio fomenta ainda emprego e renda. Conseguir aumentar percentual de financiamento para 80% facilita bastante a inclusão de muitas famílias. Com a entrada maior fica mais difícil adquirir um bem. Hoje melhorou bastante para adquirir imóvel, com recursos do FGTS, boa taxa, entre outros como, por exemplo, juros menores para quem tem renda menor”, completou.



Um dos empreendimentos da Gênesis no momento é o Residencial Arvoredo, localizado no bairro Cascata do Imbuí, próximo ao Golf e que dispõe de grande área verde, piscina, churrasqueira, salão de festas, quadra poliesportiva, academia, playground e estacionamento
Rogério falou ainda sobre a qualidade dos imóveis, cada vez mais tecnologia e preocupação com sustentabilidade nos empreendimentos feitos em parceria com o governo federal. “Nós passamos por um período de aprendizagem muito grande. Atribuímos essa evolução também a esse período, evoluímos, o crédito evoluiu, ficou mais inteligente e a construção também. Foram se criando mecanismos melhores. Hoje todos os empreendimentos desse tipo passam por uma auditoria de empresa internacional, que faz auditoria e dá uma certificação de padrões”, destacou o representante da Gênesis, falando ainda sobre a preocupação com segurança e qualidade desde o início da obra à entrega ao proprietário, passando até pela divulgação dos empreendimentos.

Rogério destacou a preocupação com segurança e qualidade desde o início da obra à entrega ao proprietário

O Gerente Cleber completa informando que o cliente é o grande beneficiário nessa verificação mais apurada e parceria entre Caixa e construtoras. “A pessoa sabe que vai adquirir um produto de qualidade e cumprindo todas as regras de segurança. Antes isso dependia apenas de ser bom construtor. Hoje em dia também tem auditoria, além de ser um bom construtor”, pontua. “A necessidade de moraria é latente. As pessoas haviam se afastado um pouco, mas esse financiamento de até 80% melhora o mercado bastante, lembrando ainda que as próprias construtoras costuma facilitar bastante a entrada no período de obras”, completou.

Mais sobre as taxas
Estão enquadrados no SFH os imóveis residenciais de até R$ 800 mil, para todo país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o limite é de R$ 950 mil. Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH são enquadrados no SFI. A nova redução das taxas de juros facilita o acesso à casa própria e contribui para a retomada de investimentos no setor da construção civil. Para este ano, a Caixa tem R$ 82,1 bilhões disponíveis para o crédito habitacional. O banco mantém a liderança no setor com 69,3% das operações para aquisição da casa própria. Em abril, a Caixa já havida reduzido os juros em até 1,25 ponto percentual, nas operações com recursos do SBPE. Naquele mês, o limite de cota de financiamento do imóvel usado subiu de 50% para 70% e a Caixa retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos) com cota de até 70%. Em julho, o banco reduziu em média de 1 a 2 pontos percentuais ao ano as taxas do crédito imobiliário para pessoa jurídica e valor parcelado chega a 80%.

“Nosso cliente é nosso maior patrimônio e sabemos a importância de ajuda-los a realizar esse sonho”, enfatizou Cleber

Teto para funcionários públicos
Os servidores públicos podem financiar um valor maior ao comprarem imóveis usados por meio da Caixa Econômica Federal. O banco elevou de 70% para 80%, o limite de financiamento, igualando o teto com o usado na compra de unidades novas. Os demais clientes continuarão a financiar até 70% do valor de imóveis usados e 80% no caso de imóveis novos. Em nota, o banco informou que o aumento do limite para os servidores públicos tem como objetivo beneficiar o segmento com a mais baixa inadimplência e estimular o relacionamento de longo prazo com a instituição financeira. Tradicionalmente, os servidores públicos, por terem estabilidade no emprego, pagam juros menores e têm condições mais favoráveis de crédito por terem menor risco de inadimplência. Atualmente, a Caixa tem R$ 43,2 bilhões emprestados para servidores públicos em todo o país.

Arvoredo
Um dos empreendimentos da Gênesis no momento é o Residencial Arvoredo, localizado no bairro Cascata do Imbuí, próximo ao Golf e que dispõe de grande área verde, piscina, churrasqueira, salão de festas, quadra poliesportiva, academia, playground e estacionamento. Tudo isso a poucos minutos do centro da cidade e com parcelas a partir de R$ 570,00. A construtora funciona na Rua Alice Quintela Mauricio Regadas, 66, loja 9, na Várzea, e atende pelo telefone (21) 2642-1203. 

 

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jovem preso com arma de fogo e munições

Casal preso por tráfico de drogas no interior

BR-116 terá tráfego em meia pista nesta quarta-feira

Teresópolis arrecadou R$ 20 milhões a menos que o previsto

PM morre em acidente na Rio-Teresópolis

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ