ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Técnica de enfermagem morre sem atendimento

Data: 18/05/2020

Em seu perfil na internet, a técnica de enfermagem recém-formada Monique compartilhava a campanha do distanciamento social

Técnica de Enfermagem recém formada, Monique Magalhães, de 34 anos, residente no bairro dos Pinheiros, morreu na manhã desta segunda-feira, 18, vítima de coronavírus. Mãe de uma menina de 5 anos, a jovem sofreu da doença em casa por duas semanas, desde quando procurou o ginásio Pedrão, com suspeita de covid-19. Com tosse e dificuldades para respirar, ela chegou a ir à UPA quatro vezes, voltando de lá sem fazer o teste. Em áudio, á coluna, Monique tinha relatado a dificuldade de atendimento:

- Há uns quinze dias eu passei mal, com falta de ar e tosse, e fui pro Pedrão, achando que era coronavírus. Lá disseram que eu não tinha nada e voltei pra casa. A dor continuou e fui na Upa, onde fiz exames de urina e de sangue. Deu tudo bom, fiz raio x também, e os médicos disseram que eu podia ir pra casa porque não tinham certeza se era o virus”, relatou. Ainda segundo Monique, “Essa parada de teste é tudo mentira. Ffui quatro vezes na Upa. Ir no Pedrão fazer o que, me mandaram pra casa e eu estava muito mal quando estive lá. Eu fiz de tudo, mas ninguém me dá certeza, acho que é covid mesmo, estou com uma dor insuportável no corpo e a falta de ar é demais, uma coisa terrível”, relatou Monique em áudio feito no final de semana.

Na manhã desta segunda-feira, a dor e a falta de ar pioraram e jovem foi levada às pressas para a Upa, de onde foi transferida, quando foi constatado, finalmente, o coronavírus. Antes de ser entubada, morreu. “Os amigos, agora, estão tentando conseguir o exame para a sua filha, de apenas 5 anos, que conviveu com ela nesses dias e pode ter pego a doença”, informa a vizinha Fabiane Gasparelli, que a conhecia bem.

Números desta segunda-feira, do Boletivm Coronavirus informam 13 óbitos, 526 casos de coronavirus confirmados, mais 171 suspeitos e 9 óbitos suspeitos. Segundo a prefeitura, existem 42 internados, 23 em leitos clínicos e 19 em leitos UTI, 18 deles entubados.

Perguntada sobre o caso, a prefeitura fez relato do suposto atendimento à vítima e mandou Nota à Redação:

NOTA DE PESAR E ESCLARECIMENTO SOBRE O FALECIMENTO DA TÉCNICA EM ENFERMAGEM MONIQUE MAGALHÃES

A Prefeitura de Teresópolis lamenta profundamente o falecimento da técnica em enfermagem Monique Magalhães, moradora de Teresópolis, voluntária no combate à COVID-19, falecida nesta segunda-feira (18) na UPA Teresópolis. Sobre o caso, a Prefeitura esclarece:
- A paciente deu entrada na UPA Teresópolis no dia 6 de maio de 2020 com queixa de mialgia (dor muscular), sem febre. Conforme protocolo, a paciente estava assintomática para COVID-19 e foi encaminhada para a residência orientada a retornar caso tivesse outros sintomas.
- No dia 12 de maio, a paciente compareceu ao Centro de Atendimento 24h contra o Coronavírus no Pedrão, onde foi atendida, passou por análise clínica e foi encaminhada para UPA. Na unidade de pronto-atendimento, relatou dor lombar e tosse. Negou febre, náuseas, vômitos ou outros sintomas associados. Foram realizados o exame de sangue e raio X e todos estavam normais.A paciente foi medicada para dor, liberada e orientada para retorno caso houvesse sintomas agravados.
- A paciente não foi testada para COVID-19 porque para o teste ter resultado confiável é preciso ter pelo menos 7 dias de sintomas.
- Na noite do dia 17 de maio, por volta das 22h, o Serviço de Atenção Domiciliar recebeu um áudio da paciente de que não estava se sentindo bem.
- No dia 18, a equipe foi à residência da paciente onde encontrou familiares já levando a paciente para a UPA, onde a paciente chegou com parada cardiorrespiratória e veio a óbito.
A Prefeitura de Teresópolis reforça o compromisso de todos os profissionais de Saúde do município com o combate à pandemia e com a vida. A Secretaria de Saúde está à disposição da família para todos os esclarecimentos, disponibilizando prontuário e laudos dos exames.
A Prefeitura mais uma vez lamenta o falecimento da Monique, uma guerreira de farda branca, que se doou para a causa do combate à COVID em Teresópolis e que, com certeza, ajudou a salvar muitas vidas exercendo sua profissão.

 Matéria atualizada as 22:20 para incluir a nota de esclarecimento da Prefeitura de Teresópolis

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Famílias carentes vão receber alimentos da Agricultura Familiar

"Policial fake" tinha arma de verdade e foi preso

Covid-19: Teresópolis tem 882 casos confirmados e 29 óbitos

TCE/RJ rejeita, por unanimidade, contas de 2019 do governo Witzel

Prefeito diz que "não adianta reabrir comércio e ter que fechar logo em seguida"

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy