Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Teresópolis é cenário de curta-metragem de drama com artistas locais

O Diário acompanhou o primeiro dia de gravação da produção, realizada na Casa de Cultura Adolpho Bloch

Isla Gomes

Nesta sexta-feira (22) a equipe do jornal O Diário e Diário TV esteve na Casa de Cultura Adolpho Bloch, no Bairro de Fátima, para acompanhar o primeiro dia de ensaios e filmagens da equipe da produtora R2 Filmes, que está investindo em um novo projeto de cinema em Teresópolis. Trata-se da produção do curta-metragem “A Difícil Arte De Se Despedir”, que tem patrocínio da lei de incentivo à cultura Paulo Gustavo. “Esse projeto se chama ‘A Difícil Arte De Se Despedir’, é um curta-metragem de drama, é o primeiro drama, inclusive, da R2 Filmes. O que eu posso falar de antemão é que é a história de uma menina, que recebe uma informação sobre a saúde dela e a história se desenrola a partir do que ela faz com essa informação. O público pode esperar muita emoção, no projeto tratamos de temas que são tabus, então terá um apelo muito grande e estamos contando com uma equipe incrível, que está tratando todos os temas com muita sensibilidade. No filme terão cenas gravadas na Casa de Cultura, na Feso Pro Arte, Soberto, entre outros lugares. Nosso intuito é engrandecer as filmagens com as belezas de Teresópolis que só têm a somar ao filme, transformando a produção em algo único e original”, ressalta Rafael Reis, diretor e fundador da R2 Filmes.

“Esse projeto se chama ‘A Difícil Arte De Se Despedir’, é um curta-metragem de drama, é o primeiro drama, inclusive, da R2 Filmes. Nosso intuito é engrandecer as filmagens com as belezas de Teresópolis”, ressalta o diretor e fundador da R2 Filmes, Rafael Reis.


O diretor de produção, Diego Prata, enfatiza a importância do trabalho no âmbito de visibilidade local. “Esse projeto já está no forno há um tempo e está sendo realizado através da lei de incentivo à cultura, a Lei Paulo Gustavo. Começamos a pré-produção em dezembro e nesta sexta-feira (22) teve inicio a prática da gravação. Estamos muito animados com essa produção, pois, são artistas locais que foram contemplados pela Lei Paulo Gustavo, então estamos muito felizes de ter essa oportunidade de estar desenvolvendo o nosso trabalho. Com esse projeto estaremos levando um pouco da linguagem do nosso município para o mundo e exaltando as belezas da nossa cidade, já que, a maioria dos nossos cenários são em Teresópolis”, salienta Prata.

“Esse projeto já está no forno há um tempo e está sendo realizado através da lei de incentivo à cultura, a Lei Paulo Gustavo. Começamos a pré-produção em dezembro e nesta sexta-feira (22) teve inicio a prática da gravação”, conta Diego Prata, diretor de produção. Foto: Isla Gomes/O Diário


Dois dos atores principais, Felipe e Ella, contaram como está a expectativa e o sentimento em meio a essa realização. “É incrível fazer parte dessa produção maravilhosa financiada pela Lei Paulo Gustavo. É impressionante ver o zelo dessa equipe por cada detalhe da produção, está tudo impecável e eu tenho certeza que esse filme ficará perfeito”, conta Felipe Valentim. “A nossa expectativa é emocionar o público e trazer muita reflexão. Não podemos revelar muita coisa, mas, posso dizer que é uma pauta muito importante que iremos tratar nesse filme. Vai ser lindo ver essa produção pronta e emocionando a todos”, pontua Ella Viana.

Felipe Valentim e Ella Viana são dois dos atores principais do projeto, os jovens artistas ressaltaram o quanto são gratos por fazerem parte da produção e destacaram que o público irá ficar muito feliz com o resultado. Foto: Isla Gomes/O Diário

Mais do elenco
A produção conta com um elenco composto por artistas únicos e locais, todos demonstram muita gratidão e empolgação diante dessa jornada. “Meu sonho é trabalhar com roteiro, na área de multimídia, então esse projeto é muito especial para mim. Estar trabalhando com essa equipe agrega muito ao meu currículo, estou muito feliz”, conta Elisa Marra, de 23 anos. “Toda a equipe é muito dedicada, tanto a equipe de apoio quanto o elenco. Tem muito esforço envolvido nas filmagens e essa união é um diferencial dessa produção”, relata Giovana Pinheiro, 18 anos. “O público pode esperar muita coisa boa, pois, todos nós estamos nos dedicando ao máximo. Eu estou muita grata por fazer parte do projeto, meu sonho sempre foi ser atriz, essa é uma grande realização para mim”, frisa Hanna Souza, 18 anos.

A produção conta com um elenco composto por artistas únicos e locais, todos demostram muita empolgação diante dessa jornada, como é o caso das jovens: Elisa Marra, Giovana Pinheiro e Hanna Souza. Foto: Isla Gomes/O Diário

Previsão de estreia
Diante dessas informações sobre o projeto, fica o questionamento de quando será possível assistir a obra pronta. Quanto a isso, o diretor Rafael nos esclarece a previsão. “Como acabamos de começara a gravar agora, então a produção deve durar em torno de uma semana. Depois disso tem o processo de edição que leva uns dois ou três meses. Dessa forma, eu acredito que até em junho nós já tenhamos esse material pronto para divulgar e aí então informaremos os locais onde será exibido o filme. Nossa intenção é colocar o filme em festivais e também fazer uma exibição especial para o público de Teresópolis”, conclui.


Tags

Compartilhe:

Edição 18/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Polícia Civil conclui inquérito e indicia por tráfico mulher que deu balas com droga para camareira de hotel em Teresópolis

Prefeitura de Teresópolis confirma data do leilão de veículos apreendidos

Veja como ficam as repartições e atrativos turísticos de Teresópolis no feriado

Moradores da Fazendinha denunciam o estado precário da Rua Jaguaribe

Albuquerque: manilhas usadas em obra da PMT foram compradas por moradores

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE