Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Teresópolis tem 8 casos suspeitos de meningite

Em 2022 já foram notificados 30 casos no município

Wanderley Peres

Embora não tenha ocorrido nenhuma morte por meningite em Teresópolis ao longo do ano e apenas 4 casos sejam de interesse epidemiológico, com as medidas de profilaxia de contatos devidamente tomadas, foram notificados 30 casos de meningite no município ao longo do ano, e ainda oito casos suspeitos, ocorridos entre os meses de novembro e dezembro, envolvendo crianças com idades de 6 meses, 3 anos, 4 anos, 5 anos e 9 anos. “Há dois casos de meningite viral, em que os pacientes são irmãos e estudam na mesma escola, porém não há risco de transmissão por conta da etiologia e história epidemiológica”, diz a secretaria municipal de Saúde, que nega a incidência de surto de meningite no município. “A preocupação para pais e mães deve se relacionar com a vacinação de seus filhos, pois a maioria dos casos de meningite de importância epidemiológica, têm vacina disponível no SUS. Basta procurar uma unidade de saúde, levar a caderneta de vacinação e manter atualizada”, recomenda.
Os casos de meningoencefalites são todos de interesse epidemiológico. Cuidados envolvem medidas gerais de higiene, geral e respiratória, e do ambiente, que deve ser bem ventilado, evitando-se locais de grande aglomeração. Entretanto pais e responsáveis devem manter em dia a vacinação de todas as crianças e adolescentes. Adultos e idosos também podem receber vacinas, de acordo com calendário de imunização nacional.
Meningites são geralmente causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos, como fungos e parasitas, embora também possa ter etiologia não infecciosa. A maioria dos casos é devida à infecção bacteriana ou viral, sendo as demais causas menos frequentes. O conhecimento da etiologia da meningite é fundamental para o tratamento e profilaxia adequados.

VACINAS A DISPOSIÇÃO NOS POSTOS:
A principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação. O SUS disponibiliza as seguintes vacinas:
Vacina meningocócica conjugada C que previne de doenças causadas pela bactéria Neisseria meningitidis do grupo C – conforme Calendário Vacinal do SUS para crianças com 3, 5 e 12 meses, também para os adolescentes de 11 a 14 anos, 11 meses e 19 dias como reforço ou dose única.
Vacina BCG está indicada para o recém-nascido, na qual previne as formas mais graves da tuberculose, dentre elas meningite tuberculosa e tuberculose miliar.
Vacina Pentavalente (Difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenzae b e Hepatite B) que no caso da meningite previne contra a infecção causada pela bactéria Haemophilus influenzae b, disponível no SUS para crianças de 2, 4 e 6 meses.
Vacina Pneumocócica 23 valente (para população acima de 60 anos). A Pneumocócica 10 valente (para crianças com 2, 4 e 12 meses) – previnem doenças causadas pelo Streptococcus pneumoniae.

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar no dia 22

Enel flagra 239 “gatos de luz” em Teresópolis

Trilha na Pedra da Tartaruga sofre com a ação de vândalos

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Delmo Ferreira novo presidente da ATL

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE