ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Verão com jeitinho de Primavera em Teresópolis

Data: 16/02/2019

No início da Rua Coronel Antônio Santiago, por exemplo, um corredor colorido é um convite a uma boa fotografia. Impossível passar por ali sem perceber a grande variação de cores e formatos, se destacando mais atualmente os exemplares de Quaresmeira - Marcello Medeiros

Marcello Medeiros

Cercado por três unidades de conservação ambiental – além de várias APAS (Áreas de Proteção Ambiental) e RPPNs (Reservas Particulares do Patrimônio Natural), nosso município é privilegiado quando se fala em belezas naturais. São tantas que, mesmo nos ambientes onde a pressão antrópica nos lembra dos problemas causados pelo crescimento populacional desordenado e falta de gestão dos governantes, em todas as esferas, que mesmo fora dos ambientes protegidos por lei existem vários locais que são motivo de orgulho e locais para contemplação.

Um dos causadores de sorrisos e muitos registros fotográficos é a floração das árvores de diversas espécies plantadas ao longo de canteiros e calçadas ou mesmo nos cada vez menores fragmentos florestais nas áreas urbanas. Atualmente, as que têm chamado bastante atenção são as Quaresmeiras e Paineiras com suas muitas variações de rosa e roxo, que compõem lindos contrastes nos dias de céu azul e são um alento aos olhos e corações nos chuvosos e cinzas, como têm sido os últimos.
No início da Rua Coronel Antônio Santiago, por exemplo, um corredor colorido é um convite a uma boa fotografia. Impossível passar por ali sem perceber a grande variação de cores e formatos, se destacando mais atualmente os exemplares de Tibouchina granulosa em tons de lilás. Em rua paralela, onde está localizada a Igreja São Judas Tadeu, mais algumas Quaresmeiras embelezam a passagem de pedestres, agora em tons de rosa. “Essas árvores que estão floridas em praticamente toda a cidade são popularmente conhecidas como Quaresmeiras, de nome científico Tibouchina granulosa. É uma árvore muito utilizada em arborização urbana por ser de pequeno porte e com uma floração exuberante. Tem variedades de cores entre rosa e roxo, passando, por exemplo, de roxo ao lilás e rosa do rosa pink ao rosa claro”, explica a Bióloga Hayssa Dumard.


Da mesma família do jacatirão e do manacá-da-serra, ela é conhecida ainda como flor-de-quaresma, quaresmeira-roxa ou simplesmente quaresma. É uma espécie nativa e endêmica do Brasil e ocorre somente na Mata Atlântica e no estado do Rio de Janeiro. Outra que vem chamando atenção em vários pontos do município é a Paineira, de nome científico Ceiba speciosa. Nesse caso, por conta do diferente porte e comportamento de raízes, ela não tem tanto volume na utilização na  arborização urbana. “A Paineira já é uma árvore mais robusta, passa dos 20 metros de altura. Por isso não é comum encontrar em locais como o Canteiro Central ou calçadas, por ser muito alta. Mas podemos observa-la em vário pontos, se mostrando com sua copa frondosa e rosa pink, com flores maiores. Ela é uma espécie caducifólia, que perde todas as flores e folhas em determinada época do ano. A floração de alguns exemplares pode variar por conta das condições climáticas diferentes como temos enfrentado, com um calor acima da média dos menos anos e períodos maiores sem chuva”, destaca Hayssa. 


Um dos locais onde exemplares de Paineira têm chamado bastante atenção é a Tenente Luiz Meirelles, no Bom Retiro, pouco após um posto de gasolina. Suas frondosas e rosáceas copas são vistas de longe e mudam totalmente a ofuscada vista de uma região cada vez mais ocupada pelo homem e consequentemente cinza. Além das duas espécies citadas na reportagem, nativas da Mata Atlântica, importante destacar uma que veio da África e que se deu muito bem por aqui, mantendo sua floração perene em destaque em vários pontos, a Espatódea (Spathodea campanulata) com suas grandes flores vermelho-alaranjadas. “Nós moramos em um município privilegiado. Somos muito ricos quando se fala em belezas naturais, em riquezas únicas e que devem ser valorizadas”, enfatiza a Bióloga.

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Câmara quer saber origem dos ovos de "ouro" do prefeito

Caixa vai dar desconto de até 90% para clientes com dívidas

Região dos Lagos se recupera de temporal da semana passada

Ministério da Saúde prepara campanha de vacinação contra sarampo

TJ do Rio terá "juízes sem rosto" contra crime organizado

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ