Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Vereadores são levados para unidade da SEAP em Benfica

Após passagem pela Cidade da Polícia, na localidade do Jacaré, Zona Norte do Rio de Janeiro, os vereadores de Teresópolis presos na manhã desta sexta-feira em operação do Ministério Público do Rio de Janeiro foram transferidos para unidade da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária ? SEAP, localizada em Benfica, também no Rio de Janeiro. Tiveram mandados de prisão expedidos os edis Claudia Lauand, Leonardo Vasconcellos, Pastor Luciano, Rock, Ronny Carreiro e Dedê da Barra.

Após passagem pela Cidade da Polícia, na localidade do Jacaré, Zona Norte do Rio de Janeiro, os vereadores de Teresópolis presos na manhã desta sexta-feira em operação do Ministério Público do Rio de Janeiro foram transferidos para unidade da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária – SEAP, localizada em Benfica, também no Rio de Janeiro. Tiveram mandados de prisão expedidos os edis Claudia Lauand, Leonardo Vasconcellos, Pastor Luciano (não estava na Cidade da Polícia), Rock, Ronny Carreiro e Dedê da Barra. O último vereador está internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Teresópolis, acompanhado de agentes do MP e Polícia Militar. Caso seja transferido para outra unidade, seguirá em custódia. Se receber alta, terá o mesmo destino dos colegas.
A operação do MP recebeu o “Ananas”, em referência ao termo Abacaxi, usado em gravações como referência à suposta propina que deveria ser paga aos vereadores.  O trabalho aconteceu através do Grupo de Atribuição Originária Criminal da Procuradoria-Geral de Justiça, Delegacia Fazendária e Polícia Civil, que além de buscar o cumprimento dos mandados de prisão realizou apreensão de documentos na Câmara Municipal e imóveis dos vereadores. 
Segundo denúncias apresentadas pelo ex-prefeito Mario Tricano, os vereadores são acusados de associação criminosa para a prática dos crimes de concussão e peculato. Segundo o MP, ao longo das investigações foi comprovado que os vereadores teriam se unido para exigir de Tricano a indicação de empresas a serem contratadas, sem as devidas licitações, para realização dos serviços de iluminação pública municipal, serviços de cemitério, estacionamento rotativo pago e saneamento básico no município. O conhecido pacote de terceirizações iniciado por Tricano e objeto das escutas divulgadas pelo político.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 25/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Moradores de Albuquerque continuam convivendo com lamaçal

TCE-RJ emite parecer prévio favorável à aprovação das contas do Governo do Estado

Teresópolis recebe ações pelo “Maio Laranja”

Lançamento da pré-candidatura de Alex Castellar

Mudanças na temperatura podem provocar gripes e resfriados

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE