Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Confira a diferença entre as blitzen da PM e as da Lei Seca

Motoristas podem tirar dúvidas sobre o que será checado durante as abordagens

As blitzen feitas pela Operação Lei Seca e pela Polícia Militar já fazem parte da rotina nas ruas do estado do Rio de Janeiro. Só os agentes da Lei Seca fazem, em média, 200 operações por mês em todo o estado. Já as ações específicas da Polícia Militar variam, conforme a necessidade da região. Porém, como os motoristas, muitas vezes, ficam em dúvida sobre o que será checado nas abordagens dos agentes, confira o que é visto em cada blitz:
ALCOOLEMIA: Lei Seca – Os motoristas são submetidos ao teste do etilômetro. Se o condutor for pego sob o efeito do álcool, será multado em R$ 2.934,70 e terá a CNH suspensa por um ano. A multa duplica se for reincidente. PM – Se os policiais perceberem que o motorista está com sinais de incapacidade psicomotora, esses têm o direito de intervir.
CERTIFICADO DE REGISTRO E LICENCIAMENTO DE VEÍCULOS: PM e Lei Seca – Se o certificado estiver em dia, prova que o veículo está em condições de trafegar em segurança, pois indica que passou pela vistoria anual e que foram verificados todos os itens obrigatórios. Além disso, será checado, online, se há algum alerta de roubo daquele veículo. Em caso de irregularidades na CRLV, há a remoção do veículo.
HABILITAÇÃO: Nas duas blitzen, pedem-se os documentos do condutor e do veículo. Com a CNH, os agentes vão verificar se é autêntica; se está na validade; se não está suspensa; e se a carteira corresponde à habilitação correta. Quando a CNH está com alguma irregularidade, ficará retida e é necessário que algum motorista vá buscar o veículo.
ABORDAGEM: Nos dois casos, é realizada por policial militar. Durante a abordagem para a fiscalização de trânsito, se o agente identificar algo suspeito ou houver alguma denúncia, ele pode fazer revista interna no veículo, em busca de armas, drogas e produtos ilícitos. Além disso, o PM verifica a documentação de todos os ocupantes do carro.

Foto: Imprensa/RJ

Só os agentes da Lei Seca fazem, em média, 200 operações por mês em todo o estado

Tags

Compartilhe:

Edição 17/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Preso acusado de receptação de sinal de Tv a cabo em Saquarema

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar no dia 22

Teresópolis: Passagens de ônibus dos doentes crônicos continuam sem solução

Polícia Ambiental flagra mais um desmatamento em Albuquerque

Parque Nacional terá processo seletivo para agente ambiental

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE