Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Mais um suposto caso de pedofilia em escola preocupa

?Vem sendo divulgado pelas redes sociais desde o fim de semana um vídeo que chama atenção de pais e responsáveis por estudantes alunos da escola municipal Professora Acliméia De Oliveira Nascimento, no bairro de São Pedro. Nesse local, um professor estaria cometendo o crime de pedofilia, com as imagens mostrando um homem em atitude e movimentação bastante suspeitas com duas meninas, que parecem ter menos de dez anos de idade. O caso foi denunciado logo após o registro do vídeo a partir do quartel do TG e o homem, que teria contrato temporário com a rede municipal como agente de creche e sido e remanejado para dar aulas, foi parar no xadrez da 110ª Delegacia de Polícia logo em seguida.

Vem sendo divulgado pelas redes sociais desde o fim de semana um vídeo que chama atenção de pais e responsáveis por estudantes alunos da escola municipal Professora Acliméia De Oliveira Nascimento, no bairro de São Pedro. Nesse local, um professor estaria cometendo o crime de pedofilia, com as imagens mostrando um homem em atitude e movimentação bastante suspeitas com duas meninas, que parecem ter menos de dez anos de idade. O caso foi denunciado logo após o registro do vídeo a partir do quartel do TG e o homem, que teria contrato temporário com a rede municipal como agente de creche e sido e remanejado para dar aulas, foi parar no xadrez da 110ª Delegacia de Polícia logo em seguida.
Dois dias depois, porém, a informação é que teria obtido o direito de responder em liberdade pela acusação, em decisão que teria sido obtida em plantão judiciário do fim de semana. Tentamos confirmar a soltura através da Assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça, que relatou que, “sendo caso de crime sexual, envolvendo menor ou não, tramita em segredo de justiça”. Também buscamos mais detalhes dessa história junto a Polícia Civil, responsável pelo registro e investigação, não obtendo retorno por conta da troca de plantão nesta segunda-feira. Além disso, de acordo com delegado de plantão, “quando há soltura, não somos comunicados se a pessoa não estiver presa aqui”. O acusado foi levado para o Rio de Janeiro na sexta-feira, um dia após o flagrante.
Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que acompanha as investigações policiais e que, paralelamente, instaurou um procedimento administrativo, afastando o funcionário por 60 dias, de acordo com o Estatuto do Servidor Público Municipal. A Prefeitura disse também que aguarda o resultado das investigações e os procedimentos da Justiça.
Este não teria sido o primeiro caso do tipo registrado em escola da rede municipal: Já seriam três em apuração. Além disso, outras ocorrências sobre essa modalidade de crime foram registradas pela polícia recentemente, fora do ambiente escolar. 

Em Santa Cecília
No início de junho passado, policiais do setor Charlie, do 30º BPM, foram acionados para ocorrência de um estupro no bairro de Santa Cecília. Os militares estiveram inicialmente na 110ª DP, onde estava a vítima do crime. Com informações passadas por ela, se dirigiram ao imóvel onde teria acontecido a violência sexual, encontrando o apontado autor. Como também havia a informação que ele teria filmado o ato, os policiais realizaram buscas no imóvel e encontraram muito além do citado vídeo: Havia farto material de pedofilia. Foram apreendidos e apresentados na delegacia 480 DVDs, 68 HDs, 11 fitas VHC, um notebook, uma filmadora, dois aparelhos de celular e um pendrive. 

PF em Teresópolis
Em novembro passado, a Polícia Federal cumpriu 70 mandados de busca e de prisão contra pessoas suspeitas de distribuição pornografia infantil. As ações ocorreram nos estados de Alagoas, Pernambuco, do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, de Minas Gerais, da Bahia, Paraíba, do Pará, Amazonas, Maranhão, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, de Santa Catarina, São Paulo e do Paraná. No total, 67 pessoas foram rastreadas fazendo a troca do material pornográfico. Em Teresópolis, foi realizada uma prisão e muito material foi apreendido pela PF. A identidade do suspeito não foi divulgada.  Os investigados são suspeitos de distribuição de fotos e vídeos com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Tais ações deram continuidade à Operação Darknet, realizada em 2014, quando 51 pessoas foram presas.

Pai acusado
Em fevereiro de 2015, a Polícia Civil de Teresópolis apresentou quatro pessoas que foram presas em uma operação de combate a casos de pedofilia. Os agentes da 110ª DP cumpriram os mandados de prisão no município e no Rio de Janeiro, onde residia um dos acusados. Em um dos casos, uma criança de nove anos estaria sofrendo abusos do próprio pai e no outro caso que motivou a operação, outra menina de nove anos teria sofrido abuso de um ex-padrasto e do atual namorado com a ajuda da mãe. Denúncias sobre esse crime podem ser passadas para a Civil (2642-9252) ou PM (190 ou 2742-7755).

Imagens PF / Arquivo: Novembro do ano passado: PF prendeu 70 pessoas suspeitas de distribuição de fotos e vídeos com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes, entre elas um morador de Teresópolis

Tags

Compartilhe:

Edição 22/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Belo em Teresópolis no dia 8 de junho

Estado é atingido por temporais e enchentes desde final de abril

Promoção no Parc Magique e fazendinha do Le Canton neste domingo (26)

Amós pode ter o mandato cassado por falta de decoro

Rota de observação de aves em Teresópolis ganha grande projeção

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE