Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Polícia apreende dinheiro do tráfico no Rosário

Mais uma moradora do bairro do Rosário foi flagrada em envolvimento com o movimento de venda de entorpecentes naquela comunidade ? onde casos do tipo têm acontecido quase que diariamente. Apurando informações sobre uma mulher que seria responsável pelo transporte de maconha e cocaína e pelo dinheiro dos traficantes, os policiais do DPO São Pedro realizavam incursão na Rua Francisco da Rocha quando avistaram a jovem descendo a comunidade.

Mais uma moradora do bairro do Rosário foi flagrada em envolvimento com o movimento de venda de entorpecentes naquela comunidade – onde casos do tipo têm acontecido quase que diariamente.  Apurando informações sobre uma mulher que seria responsável pelo transporte de maconha e cocaína e pelo dinheiro dos traficantes, os policiais do DPO São Pedro realizavam incursão na Rua Francisco da Rocha quando avistaram a jovem descendo a comunidade. Abordada e questionada, acabou confessando que seguia para agência bancária onde depositaria R$ 1.765,00 na conta de um presidiário, quem seria o dono da carga de entorpecente comercializada na comunidade nos últimos dias. Com as informações e gravação da acusada confessando o crime, os militares a conduziram para a 110ª Delegacia de Polícia, assim como o dinheiro que teria sido obtido de forma ilícita. Ela foi autuada por associação ao tráfico, mas liberada para responder ao crime em liberdade – pelo menos até julgamento. 
São Pedro tem sido o bairro com maior número de ocorrências do tipo em Teresópolis, tendo sido recentemente inclusive “destaque” em reportagem no jornal Extra como a terceira região com maior número de prisões por tráfico em todo o estado, ficando atrás apenas de Bangu e Centro do Rio. Além do Rosário, outras “divisões” do bairro mais populoso de Teresópolis são motivo de preocupação da polícia: Perpétuo, Pimentel e Morro do Tiro são outros locais onde muitas pessoas têm tentado a vida de forma ilícita, se sujeitando à prisão e até morte em caso de enfrentamento ao previsto no Código Penal Brasileiro. 

 

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 21/06/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Golpista usa nome da Naturgy para lucrar em Teresópolis

Quando Paquetá é a ponta de um iceberg

Sine divulga 206 vagas de emprego em Teresópolis

SOME COM O DINHEIRO E MENTE EM NOTA OFICIAL: “Calote na empresa de ônibus seria culpa dos vereadores”

A Empatia verdadeira e a Depressão

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE