Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Preso jovem que ficou paraplégico por culpa de traficantes

Deficiente físico teria voltado para o crime e terminou na cadeia junto com outros três por tráfico

Marcello Medeiros

Entre as muitas ocorrências diárias relacionadas ao tráfico de entorpecentes em Teresópolis, uma registrada no último fim de semana no bairro da Quinta-Lebrão chamou a atenção. Policiais do 30º BPM estiveram na comunidade apurando denúncias que um jovem deficiente físico – que teria ficado paraplégico após ser baleado na coluna cervical por traficantes em suposta disputa por pontos de venda de drogas – estaria comercializando cocaína no local. Equipes da PATAMO, DPO São Pedro e P2 montaram cerco tático e estiveram na casa do rapaz, não encontrado nada suspeito. Porém, no decorrer da operação receberam a informação que um casal residente perto do denunciado seria responsável por guardar a droga.
No local indicado, os militares apreenderam 200 papelotes de cocaína. O casal, por sua vez, denunciou mais um rapaz, que seria a ligação deles com o deficiente físico, que impossibilitado de andar teria o contratado para fazer a distribuição de entorpecentes. Os quatro terminaram na 110ª Delegacia de Policia, onde ficaram acautelados até transferência para presídio no Rio de Janeiro. Um dos militares carregou o paraplégico da residência até a viatura, levando em seguida a cadeira de rodas.

Muitas drogas
O tráfico de drogas é um problema gravíssimo e que merece atenção muito além do ponto quase final de toda história, a prisão. Se existe tanta gente vendendo, é porque é enorme o número de usuários em Teresópolis. Além disso, mesmo empiricamente é fácil perceber que a cocaína, que comprovadamente causa muito mais danos e em tempo mais curto do que a maconha, tem sido alvo de maior parte das apreensões.
Para tentar diminuir a incidência desse tipo de crime é preciso um trabalho mais amplo – envolvendo secretarias como Desenvolvimento Social, Saúde e Educação, por exemplo – do que apenas esperar que os policiais cumpram sua difícil missão de retirar das ruas apenas os traficantes, muitas vezes arriscando a própria vida para que isso aconteça. 
Somente na semana passada, foram aproximadamente 1.400 pinos de cocaína apreendidos, além de alguns tabletes pequenos de maconha. O tráfico gera ainda outros crimes, como furtos, roubos e homicídios. Para contribuir com a fiscalização, o “cidadão de bem” pode fazer denúncias anônimas ao quartel do 30º BPM pelos telefones 190, 2742-7755 e 99817-7508 (WhatsApp).

 

Tags

Compartilhe:

Edição 17/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Veja como ficam as repartições e atrativos turísticos de Teresópolis no feriado

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

Teresópolis recebeu etapa do Circuito Carioca Master de Vôlei de Praia

Quatro fontes com água imprópria para consumo em Teresópolis

Moradores da Rui Barbosa denunciam calçada em situação irregular

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE