Tag Arquivo | "nutricionista"

SUPER MAIS: Patrícia Baldez e a saúde na cozinha

Eu convidei a nutricionista Patrícia Baldez para preparar uma receita diferente que fosse bem saudável e nutritiva

Quem disse que o arroz integral não pode ficar gostoso em uma receita especial?

Convidei a nutricionista Patrícia Baldez para preparar alguma receita diferente que fosse bem saudável e nutritiva, além de gostosa, é claro. Ela mesma escolheu o prato e durante a preparação na cozinha do Super Mais, Patrícia foi explicando cada propriedade dos ingredientes que utilizamos na receita, e quebrou o tabu de que cozinhar arroz integral é muito difícil, demorado e que pode não dar certo. Nada disso! É muito fácil, rápido, gostoso e além de tudo muito saudável.

O arroz integral que hoje em dia podemos encontrar em qualquer mercado, é rico em fibras, proteínas, minerais e vitaminas do complexo B. A nutricionista explica que como dele só é retirada a casca, os nutrientes concentrados em sua película e gérmen, tem mais vantagem á saúde do que o arroz branco que é processado e acaba perdendo em nutrientes. A casquinha grudada no grão do arroz, ajuda a combater a prisão de ventre, tão comum e prejudicial á maioria das pessoas, isento de glúten, é de fácil digestão.
O cozimento dele é muito fácil, basta colocá-lo em água fervente, como se fosse cozinhar uma macarrão,contudo, vale observar a quantidade de arroz para a quantidade de água, que deve ser de 3 para 1 (3 partes de água para 1 parte de arroz).

“Esse pó dourado é a especiaria mais cara do mundo. As propriedades do açafrão são muitas”, afirma a nutricionista

A especiaria mais cara do mundo

Outro ingrediente muito saboroso e que foi usado na receita, foi o açafrão, ou cúrcuma como é mais conhecido. “Esse pó dourado é a especiaria mais cara do mundo. As propriedades do açafrão são muitas, vão desde as ações antiinflamatórias e anti-oxidantes, como também aumenta a resistência das células, a proteção do sistema cardiovascular e a proteção do fígado, entre muitas outras propriedades”, afirma a nutricionista. O açafrão deve ser usado com cautela segundo Patrícia, pois além de comprometer o sabor do prato, pode até fazer mal á saúde.
O açafrão é extraído dos estigmas de flores de uma variedade de Crocus sativus, uma planta da família das Iridáceas.O açafrão é rico em carotenóides – incluindo os alfa e beta carotenos – e é devido a presença destes pigmentos que é utilizado como corante de cor amarelo dourado.

O açafrão é extraído dos estigmas de flores de uma variedade de Crocus sativus, uma planta da família das Iridáceas

Alto conteúdo de omega 3

 

As nozes também foram adicionadas á receita, e deram um toque super especial.Elas se destacam pelo seu alto conteúdo em omega 3, uma gordura poli insaturada realmente boa e positiva para a saúde, para nosso corpo e para o organismo em si, isso sem contar que também possuem omega 6, motivo pelo qual as nozes são ideais para lutar contra o colesterol alto.

A alcachofra também faz parte da receita, é um pouco difícil de encontrar nos mercados em Teresópolis,e pode ficar de fora da receita escolhida sem problemas, mas, se for encontrada, vale a pena investir.

A parte carnuda das “pétalas”

Considerada uma iguaria exótica, esta hortaliça parece ter sido feita para ser deliciada a cada pétala e não para ser devorada. Afinal, dela consumimos apenas a parte carnuda das “pétalas” e o “fundo” da flor, depois de retirados os espinhos. O trabalho é compensador, se levarmos em conta suas excelentes propriedades nutritivas e medicinais: a cada 100g comestíveis, encontramos boas doses de vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, fósforo, iodo, sódio, magnésio e ferro. A lista de suas qualidades terapêuticas também é digna de registro. Para começar, o sabor amargo estimula as secreções digestivas. A água do cozimento da alcachofra é um verdadeiro chá de efeito diurético, estimulante da vesícula biliar e ativador da digestão.
Então, vamos a deliciosa receita escolhida e preparada pela nutricionista Patricia Baldez.

Após o fácil, prático e rápido preparo, tive a difícil tarefa de experimentar o prato, e tive a grata surpresa com o sabor irresistível da saudável refeição

ARROZ INTEGRAL COM NOZES, AÇAFRÃO E ALCACHOFRA

INGREDIENTES:

2 colheres de sopa de óleo de canola
4 colheres de sopa de cebola picada
4 dentes de alho espremido
2 xícaras de chá de arroz integral lavado e escorrido
1/2 xícara de nozes moídas
2 alcachofras grandes cozidas na água e sal (coração de alcachofra picada)
1 colher de chá de açafrão ou cúrcuma em pó
6 xícaras de água fervente

O prato ficou uma delícia. Eu garanto!

MODO DE PREPARO:

Refogue com 1 colher de sopa de óleo de canola, as 2 colheres de sopa de cebola com açafrão, coloque a água e deixe ferver.
Acrescente o arroz e não tampe a panela, somente depois que a água reduzir.
Deixe cozinhar em fogo baixo por 25 minutos ou até que o arroz fique seco. Reserve.

Refogue o restante da cebola, com o alho, as alcachofras e as nozes picadas. Deixe apurar por 3 minutos. Desligue o fogo.
Misture o arroz delicadamente ao refogado com as alcachofras. Sirva quente.
Esse arroz acompanha bem carnes brancas como lombo suíno, frango, chester, peixe grelhado.

Após o fácil, prático e rápido preparo, tive a difícil tarefa de experimentar o prato, e tive a grata surpresa com o sabor irresistível da saudável refeição. Posso assegurar que ficou uma delícia. Vale a pena ir para a cozinha e seguir a risca a dica da nutricionista.

BOM APETITE!!!!!

Postado em Culinária, Super MaisComentário (0)

SUPER MAIS: Volta às aulas com merenda saudável

A nutricionista Patrícia Baldez visitou o Super Mais e falou sobre merenda escolar

Com a volta ás aulas, surge a velha dúvida e que nos acompanha todos os anos no retorno as atividades escolares: O que colocar na merenda da minha filha? Pensando nisso, aproveitei a oportunidade e convidei a nutricionista Dra. Patrícia Baldez para além de falar um pouquinho do assunto que muito nos interessa, dar algumas dicas de lanches saudáveis para a merendeira da escola. Nem eu sabia que existiam tantas opções de lanches saudáveis no mercado. Foi impressionante o contato com tantos produtos para a merenda escolar e que sejam atrativos e ao mesmo tempo nutritivos para os nossos pequenos.

Lanche saudável

Gravando!

A preparação para a gravação foi uma deliciosa experiência de cores, sabores e formatos, não só para as crianças, mas para todos nós, adultos, porque não? Dra. Patrícia Baldez, ressaltou a  importância da merenda escolar  para reposição da energia perdida durante as atividades escolares como brincar , queimam as calorias na hora do recreio. Logo após o recreio elas precisam voltar á concentração nos estudos, pois com energia a gente consegue se concentrar melhor. A preocupação das mães no que levar para merenda escolar das crianças. Na correria do dia a dia, a gente pega a primeira coisa que vê nas prateeiras do supermercado e coloca na merendeira, até mesmo sem ter idéias do que colocar para o lanche da tarde.

Lanches Mundo Verde fazem sucesso

Alimentos não perecíveis

Numa Lancheira  agente deve evitar os alimentos perecíveis. Se o colégio tiver uma geladeira para que os alunos coloquem seus lanches, não tem problema, mas caso não haja, o melhor é preparar outras opções que sejam não perecíveis. Devemos cuidar da segurança alimentar. A salada de frutas é um bom exemplo, ela só pode ser levada para a escola se tiver uma geladeira disponível. O ideal é que a gente consiga montar lanches com opções não perecíveis. O pão é sempre bem vindo, pois é fonte de carboidrato, o biscoito também é uma ótima opção. O interessante é montar os kits de merenda sempre com uma fruta, um suco e um carboidrato como um bolinho. Bolos de tabuleiro também são uma excelente opção, porém sem cobertura ou recheio, pois os cremes são muito fáceis de serem contaminados. Outra coisa muito interessante para colocar no sanduíche, é um queijo processado, com salame, ou provolone, pois não necessitam de refrigeração.   Quanto mais grãos tiver no pão, maior será a resposta glicêmica do açúcar no nosso sangue, então mais fibra ele terá.

Uma linha de alimentos saudáveis altamente recomendáveis

As lancheiras

As lancheiras a gente precisa tomar cuidado também, porque elas geralmente vem com potinho para sanduíche e a garrafinha, que é melhor levar água ao invés do suco. Melhor colocar o suco dentro da garrafa no dia anterior e levá-la ao congelador, no dia seguinte retirar do congelador e colocar na lancheira. Para garantir a segurança alimentar é preciso um cuidado maior com as frutas, que devem ser acondicionados na sacola em que vieram do hortifruit direto na geladeira, pois qndo são resfriadas são seladas a pele daquela fruta. Bastam 15 minutos, depois é só levá-las com uma escovinha exclusiva para as frutas e colocá-las em solução com hipoclorito de sódio que são facilmente encontradas nos próprios mercados. As maçãs conhecidas como da Turma da Mônica, são as mais indicadas por serem selecionadas e terem o mesmo tamanho padronizado o que facilita na porção diária indicada.

Os refrigerantes, frituras e alimentos industrializados hoje são proibidos de serem vendidos nas escolas públicas

Ministério da Educação

Outra opção são as vitaminas de frutas que vem já industrializadas, porém naturais. As frutas secas, como a bananada por exemplo são ótimas pois não contém açúcar e o que não é recomendado são as batatas chips, refrigerantes, guloseimas em geral. Por isso, acreditamos que é sim possível montar lanches nutritivos, saudáveis e atrativos para as crianças. Nesta tendência maravilhosa, o Ministério da Educação até elaborou uma lei sobre a merenda escolar. Segundo a mesma, nas escolas públicas foram proibidas as cantinas, no entanto nas particulares elas ainda existem, porém  não podem vender lanches industrializados, frituras, refrigerantes.

 

 

Postado em Culinária, Super MaisComentário (0)

Fim de festa… Hora de desintoxicar o organismo!

Para desintoxicação, a nutricionista recomenda líquido, frutas e leguminosas. O folião também deve evitar consumir produtos industrializados

– O DIÁRIO traz dicas para quem usou e abusou das comidas e bebidas no Carnaval

 

Depois de cinco dias de folia, é hora de acalmar e retomar o ritmo normal da vida. Porém o corpo dá sinais de que você vai pagar caro pelos excessos cometidos na festa de Momo. A dica é desintoxicar. A nutricionista Patrícia Baldez recomenda pelo menos uma semana de moderação alimentar, com muito líquido e alguns alimentos específicos para que o organismo volte à normalidade. Atenção especial para fígado, rins e intestinos, que costumam ser os mais prejudicados com os efeitos pós-carnavalescos.
“É importante perceber tudo o que foi feito nos dias de folia, não só os excessos alimentares, mas físicos também. Agora é tempo de buscar uma purificação do organismo”, explica Patrícia. “Principalmente investir em líquidos, porque nós retemos muito líquido quando comemos alimentos gordurosos ou muito salgados e bebemos um pouco além da conta. Precisamos de líquidos para repor isso”, aponta.

Patrícia Baldez lembra que os excessos cometidos na folia podem ser prejudiciais ao corpo e ao organismo

Caminho das pedras

A nutricionista aponta o caminho das pedras. “Primeiramente a água, que é um líquido universal e não tem concorrentes à altura. Outras opções seriam: Uma boa limonada ou uma água de coco. Nesse caso, além de ser um líquido refrescante, tem magnésio, que é importante para ajudar no equilíbrio do corpo. Ainda existem também sucos maravilhosos e diferentes, fugindo da rotina da laranjada. Vale combinar gengibre, que é depurativo, anti-inflamatório, aumenta o sistema imunológicos. A água de coco pode ser enriquecida com um limão, que é rico em potássio. Enfim, muitas possibilidades de sucos que podem ser feitos para equilibrar o corpo e fazer com que ele funcione melhor”, explica.

A nutricionista Patrícia Baldez dá algumas dicas específicas para a famosa “ressaca”

Rins, fígado e intestino

Os foliões de ressaca devem redobrar a atenção com três importantes órgãos do corpo humano: os rins, que tem a função de filtrar o sangue; o fígado, que elimina as toxinas do corpo; e o intestino. Estes dois últimos, atacados pelo excesso de alimentos gordurosos e pelas bebidas alcoólicas. A nutricionista Patrícia Baldez dá algumas dicas específicas.
“Primeiro é importante regular a função intestinal, evitando problemas como diarréia, barriga estufada e mal estar. Para melhorar o intestino é bom investir em leites fermentados, daqueles com lactobacilos vivos, um bom iogurte. Também em fibras solúveis que estão nos feijões, leguminosas em geral, frutas com cascas, vegetais folhosos, principalmente com talos”, detalha. Segundo a profissional, nos talos das folhosas são encontradas maiores quantidades de fibras e nutrientes do que nas folhas em si. Outros alimentos que devem ser consumidos são ameixa, uvas, mamão, aveia e gérmen de trigo.
Para os rins, alimentos diuréticos. “Precisamos de alho, abóbora e alcachofra. A alimentação deve ser rica em potássio, como acelga, alface, aipo, tudo montado em uma boa salada de verão”, recomenda. Erva doce, repolho roxo e verde, cebola, rabanete, maça e abacaxi também são parceiros importantes.

As frutas são “carro chefe” das dicas da nutricionista para o período

Proteção

Para o fígado, a dica é de proteção. “É o principal órgão na eliminação das toxinas. Quando ocorre algum desequilíbrio no corpo e os níveis de magnésio e vitamina B diminuem, há um declínio na função desse órgão e por isso é interessante repor esses nutrientes com alimentos que darão suporte na desintoxicação. Nós protegemos o fígado comendo bastante brócolis, em primeiro lugar, e as crucíferas em geral, como repolho, a couve comum e a couve flor, alho, castanhas do Pará e amêndoas, peixes de água fria, gérmen de trigo e óleos aromáticos (linhaça, gergelim e girassol). Todos juntos ajudam a desintoxicar e se purificar destas toxinas que acumulamos durante esses dias.”, detalha.
De acordo com Patrícia, o tempo de desintoxicação deve ser o mesmo dos excessos. “O ideal é que o processo dure os mesmo cinco dias consecutivos. Neste período devemos evitar também alimentos gordurosos e com muito sal. Não o sal que usamos para cozinhar, mas aquele que está principalmente nos alimentos industrializados. Então, neste período de desintoxicação, o interessante é: Quanto mais natural, melhor”, aconselha.

Sugestões de sucos desintoxicantes (fígado):

1 laranja seleta ou 200ml de suco de abacaxi natural
1 folha de couve
½ cenoura crua
¼ de mamão papaia
¼ de maçã
Bater no mixer e beber em seguida

½ beterraba cozida sem sal
1 col. de sopa de salsinha
1 col. sopa de couve picada
½ maçã
150ml de água
Bater no liquidificador e beber em seguida

Sugestões de Sucos Antioxidantes e diuréticos (rins):
3 Morangos
1 Maçã vermelha
1 Copo de água-de-coco
Modo de preparo: Misture tudo no liquidificador. Adoce com um pouco de mel, ou adoçante e sirva com pedrinhas de gelo.

2 cenouras
1/2 Limão
2 Rodelas de abacaxi
1 Copo de Água-de-coco
Modo de preparo: Misture tudo no liquidificador. Não necessita de adoçantes. Sirva com algumas pedrinhas de gelo

Shake Digestivo (intestino):

4 ameixas secas pretas cozidas
1 laranja (suco)
1 copo de iogurte natural ou Activia original(iogurte adicionado a lactobacillos)
Bater no mixer e deixar por 15 minutos no freezer.

Postado em Banner principal, Cidade, SaúdeComentário (0)


Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...