Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Aberto vestibular para o curso de Turismo da Uerj

Graduação gratuita e que permite atuação em diversas áreas relacionadas ao setor

Marcello Medeiros

A cerca de 100 quilômetros do Rio de Janeiro, cercada por três unidades de conservação ambiental e com um clima de montanha que faz inveja a muitos municípios, Teresópolis tem entre suas grandes potencialidades o turismo. Ecológico, rural, histórico, cervejeiro… São diversas áreas que interessam ao visitante e, consequentemente, podem gerar muitos empregos direta e indiretamente. Mas, para se candidatar a uma dessas muitas oportunidades, é preciso buscar qualificação profissional. E, justamente para os teresopolitanos, essa graduação pode ser gratuita e em um dos melhores cursos de turismo do Brasil, o oferecido pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. A UERJ tem polo na Avenida Lúcio Meira, 223, na Várzea, há oito anos. Recentemente, o curso de graduação aplicado no município foi escolhido o melhor do estado do Rio de Janeiro e o décimo melhor de todo o país, segundo ranking da Folha de São Paulo. “Aqui na cidade já conseguimos colocar muitos estudantes nos postos de trabalho relacionados ao turismo, dando um pouco mais de profissionalismo nesse setor, além das análises críticas que são necessárias para melhorar cada vez mais o turismo teresopolitano”, atenta o professor Rafael Fortunato, vice-diretor do Instituto de Geografia da UERJ.
Um dos responsáveis pelo Turismo na unidade local, ele lembra que apesar da nomenclatura do curso, tal graduação permite atuar em diversas áreas. “A atividade turística passa por 54 áreas da economia. Para atender esse leque de possibilidades dessas áreas que abrangemos direta e indiretamente, estudamos várias áreas do saber, um pouco de história, antropologia, sociologia, filosofia, psicologia, marketing, administração… Ou seja, é um curso multidisciplinar e muito abrangente. Se a pessoa não tiver certeza, terá uma graduação mais abrangente e mais para frente pode decide se vai continuar especificamente no turismo ou se vai focar um pouco mais nessas subáreas que o turismo abrange. Um bacharel em turismo pode atuar depois dentro de uma empresa marketing, como empreendedor em uma agência de turismo, com planejamento de turismo em um organização não governamental ou prefeitura, por exemplo”, destaca Rafael, reforçando que o curso é gratuito e estão sendo oferecidas 40 vagas.

Processo seletivo
As inscrições podem ser feitas até o fim do mês no endereço vestibular.uerj.br. Os locais onde serão aplicadas as provas do 1º Exame de Qualificação serão divulgados a partir do dia 22 de maio. As avaliações acontecem no dia 10 de junho. As provas são compostas por questões objetivas de Linguagens, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza. A previsão é de que o resultado final, com a lista de classificados para a próxima etapa, seja divulgado no dia 18 de junho. A segunda fase do processo seletivo é o exame discursivo, marcado para o dia 2 de dezembro. Somente nesta etapa o candidato poderá fazer a opção pelo curso e, se for o caso, pelo sistema de cotas. Aqueles que não forem habilitados no 1º EQ ou desejarem melhorar a nota, podem se inscrever para o 2º EQ, que está marcado para o dia 16 de setembro. Neste caso, as inscrições estarão abertas entre os dias 17 de julho e 5 de agosto. Ainda não há data para a divulgação da lista de aprovados no Vestibular.
“Apesar de nossa boa qualificação no ranking de cursos, ainda não temos uma disputa muito grande. Ou seja, é possível entrar com mais tranquilidade com uma pontuação mesmo média”, lembra o professor. Ainda segundo Rafael, a crise enfrentada pela universidade nos últimos dois anos não afeta o planejamento para Teresópolis e, principalmente, a sua importante história. “A instituição permanece na cidade, tem planejamento estratégico para 2019 ter toda turma preenchida, as 40 vagas. Estamos avançando e queremos permanecer no município, acreditamos que a universidade tem muita força e não é um governo de quatro anos que vai acabar com a história de um país”.

Curso de especialização
Outra boa notícia para os teresopolitanos é outro projeto da UERJ em Teresópolis é a previsão, já para o próximo semestre, de um curso de especialização que pode atender graduados em diversas áreas. “Nessa perspectiva de aumentar o número de estudantes em nosso campus, decidimos pensar e trabalhar nessa pós em desenvolvimento territorial, uma pós lato sensu de 360 horas, aberta a todos que já têm graduação, não só turismo. Como temos expertise para trabalhar em várias áreas do saber, decidimos montar uma pós para pensar uma estratégia de desenvolvimento sócio econômico para o município de Teresópolis e região. Nesse curso podemos abrir o leque para estudantes graduados em biologia, direito, engenharia, e vários outros, que podem um fazer curso gratuito e ter um título de especialista, que pode ser porta de entrada para dar aula em instituição de nível superior ou, para o pessoal da educação, garantir até um aumento salarial. Essa especialização vai focar as áreas de cultura, meio ambiente, educação e economia”, explica Rafael.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 22/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Estado é atingido por temporais e enchentes desde final de abril

Promoção no Parc Magique e fazendinha do Le Canton neste domingo (26)

Amós pode ter o mandato cassado por falta de decoro

Rota de observação de aves em Teresópolis ganha grande projeção

ANIC HERDY: Mulher desaparecida é aluna do Unifeso

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE