Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Alerj deve convocar Enel para explicar falta de energia

CPI quer informações sobre problemas frequentes nos últimos dias

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) dos Serviços Delegados e das Agências Reguladoras deve realizar, na próxima terça-feira (28), audiência pública em que serão convocados os presidentes das empresas Enel e Light para prestarem esclarecimentos sobre a falta de energia em diversos pontos do estado durante os últimos dias. A medida foi anunciada em plenário pelo presidente da Alerj, deputado Rodrigo Bacellar (PL), e decidida em comum acordo durante reunião do Colégio de Líderes da Casa realizada nesta terça-feira (21).
Presidente da CPI, o deputado Rodrigo Amorim (PTB) explicou que a comissão deve se reunir nesta quarta-feira (22/11) para deliberar, em regime de urgência, a convocação dos dirigentes das empresas. “Considerando a gravidade do fornecimento de energia tanto na capital quanto no interior, com clientes de ambas as concessionárias sem luz, decidimos convocar essa audiência de forma extraordinária para que eles prestem esclarecimentos à população, e a Alerj possa dar uma resposta efetiva à crise energética no Estado do Rio”, declarou Amorim.
Desde o temporal que atingiu o estado no último sábado (18), moradores de diversas cidades relataram falta de luz, problema que se prolongou, em alguns casos, por dois/três dias. “Nós recebemos ligações de diversos parlamentares ao longo do último fim de semana. A falha no fornecimento de energia prejudica o desenvolvimento econômico do estado e afeta a vida das famílias e dos empreendedores”, disse o deputado.

Posicionamento da Enel
A empresa informa que mais de 99% de todos os clientes afetados pela tempestade na área de concessão da empresa tiveram o serviço normalizado. “A empresa segue atuando nos atendimentos finais de sábado (18) e em ocorrências originadas nos dias seguintes à chuva.

O evento climático, com chuva, fortes rajadas de vento e descargas atmosféricas, causou danos severos à rede elétrica de várias cidades fluminenses, interrompendo o fornecimento de energia”, informa, em nota.
Ao todo, cerca de 900 equipes estão atuando na área de concessão da distribuidora para acelerar o atendimento das ocorrências remanescentes. “Como as emergências foram espalhadas em diferentes pontos específicos e a destruição da rede afetou diversos pontos ao mesmo tempo, o restabelecimento do serviço ocorreu de forma gradativa, apesar de todo o adicional de técnicos atuando nas ruas”, explica José Januário de Oliveira, Diretor de Planejamento de Redes da Enel.

Tags

Compartilhe:

Edição 20/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

População transforma terreno vizinho da UPA em lixão clandestino

Cães farejadores ajudam polícia a encontrar grande carga de drogas

Jovem encontrado morto na BR-116 tem passagem por tráfico, diz PCERJ

Prefeito diz que não vai pagar o aumento de ninguém

Teresópolis: matagal toma conta de rua no Golfe

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE