Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Asfalto ficou na promessa e Vale dos Cedrinhos segue quase intransitável

Há nove meses moradores de localidade aguardam governo municipal realizar sonhado asfaltamento

Marcello Medeiros

Parece coisa da velha política, mas é da autointitulada nova mesmo. Há meses moradores de Vale dos Cedrinhos, acessado pela rodovia Teresópolis x Friburgo, próximo a Albuquerque, aguardam a realização do serviço de asfaltamento das ruas da localidade, pelo menos aquelas mais íngremes e onde no período chuvoso tem sido muito difícil transitar. Mas, assim como os políticos de outrora, os atuais parecem não gostar muito de cumprir o prometido. Com as tempestades dos últimos dias, praticamente todas as estradas que cortam Vale dos Cedrinhos estão em péssimas condições de trafegabilidade, dificultando o direito constitucional de ir e vir e colocando a vida de pessoas em risco.
Segundo moradores, a promessa de asfaltamento foi realizada nove meses atrás, quando um ônibus que faz o transporte escolar colidiu lateralmente com um barranco após derrapar em escorregadio trecho. As crianças, que acabaram perdendo um dia de aula, tiveram que sair pela janela de emergência do coletivo. Conhecedor das mazelas dessa região, o fotógrafo Renato Rabe tem utilizado as redes sociais para denunciar o abandono dessa aprazível localidade, que seria muito tranquila para morar não fosse o habitual abandono do poder público municipal.

Nove meses atrás um ônibus de transporte escolar colidiu em um barranco e crianças tiveram que sair pela janela. Foto: Renato Rabe


“A estrada de acesso e ruas internas do bairro precisam de uma ação efetiva por parte do poder executivo. Há nove meses o prefeito de Teresópolis prometeu asfaltar o trecho da estrada em que o ônibus escolar quase tombou e até momento nada foi feito. São vidas de crianças em risco, na segunda feira o ônibus escolar volta a passar nessas estradas. É preciso uma ação de infraestrutura no bairro, não adianta somente a prefeitura ir até a localidade e ficar apenas uma manhã é preciso uma ação duradoura, pois há serviço para vários dias. É primordial que seja feito um escoamento para as águas das chuvas e também a pavimentação da estrada. Os moradores da localidade estão muito preocupados com a situação crítica em que o bairro se encontra. A prefeitura precisa ser mais presente!”, publicou Rabe.

Mais uma promessa
Nesta quinta-feira (22), a reportagem do Diário entrou em contato com o governo municipal para saber se há previsão de quando o governo Vinicius Claussen irá cumprir a promessa feita aos moradores do Vale dos Cedrinhos. Em nota, divulgada através da Assessoria de Comunicação, a secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos informa “que espera trégua das chuvas para avaliar a possibilidade de fazer o serviço”.

Córrego dos Príncipes e Tabatinga
Em contato com a redação através do nosso WhatsApp (2742-9977), moradores das localidades de Córrego dos Príncipes e Tabatinga, no entorno dos bairros Salaco e Granja Florestal, respectivamente, relataram que estão há mais de duas semanas em situação ainda mais precária do que o habitual em relação a dificuldade de acesso. Sem calçamento, as ruas ficaram ainda piores do que já eram depois da tempestade que atingiu o município no dia 08 de fevereiro. Na ocasião, eles foram informados pelo governo municipal que seriam atendidos na semana seguinte, mas o serviço de recuperação das ruas não foi realizado. Em Córrego dos Príncipes, crianças têm ainda mais dificuldade para conseguir para a escola e depois voltar para casa porque uma improvisada ponte de madeira foi arrastada pela força da enxurrada.
Losenir Oliveira, que trabalha em prol da comunidade da Granja Florestal, alertou a nossa reportagem sobre tal situação. Ainda segundo ela, na Tabatinga os pequenos também passam por dificuldades. “Crianças estão indo a pé. A van deixa na Praça da Igreja Católica da Granja Florestal por medida de segurança”, pontuou, citando outra rua no Salaco que há muito tempo não recebe a atenção do governo municipal, a Teresa Cristina.
Em nota, a secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos informa “que está aguardando o conserto da máquina patrol para executar o serviço” e também que “a previsão é de que na próxima semana seja dado andamento ao trabalho no local”.

Edição 12/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Rua Dr. Aleixo permanece interditada e buraco gera transtornos para a população

prefeitura

Em apenas dois meses, prefeitura recebeu mais de R$ 30 milhões do governo estadual

Diploma não poderá ter identificação de modalidade de ensino à distância

Dom Joel ministra o sacramento da Crisma na Paróquia São Pedro

Teresópolis participa da 12ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE