Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Atacante Marta já está na concentração da Granja Comary

Atletas que jogam nos EUA completam equipe que se prepara para as Olimpíadas

As sete jogadoras que estavam nos Estados Unidos e faltavam para completar o grupo de trabalho de Arthur Elias na Granja Comary já estão à disposição do técnico da Seleção Brasileira. Primeiro vieram Tarci e Lauren. Depois, a atacante Marta – símbolo do futebol brasileiro feminino e melhor do mundo por seis vezes, Kerolin, Adriana, Angelina e Rafaelle se apresentaram em Teresópolis. Todas foram recebidas por funcionários da sede local e por integrantes da comissão técnica, perfilados na entrada principal do prédio do CT da CBF.
Arthur Elias vai contar agora com todas as 18 atletas inscritas para a disputa dos Jogos Olímpicos de Paris e também com as quatro convocadas como suplentes – elas viajarão com a delegação dia 17 de julho para a França, mas só poderão participar dos jogos em caso de corte de alguma das 18 escolhidas. Além dessas 22, o treinador também relacionou outras oito atletas para ajudarem durante o período de treinos em Teresópolis. Essas, no entanto, não seguem com o grupo para a Europa.

Tamires na expectativa
Em 2016, no Rio, ela era muito retraída e o nervosismo de disputar uma olimpíada no Brasil a deixou bastante ansiosa e nervosa. Em 2021, em Tóquio, sentia-se mais experiente, mas o excesso de cautela a impedia de ser mais comunicativa. Agora, a poucos dias da estreia nos Jogos Olímpicos de Paris, Tamires percebe nitidamente as mudanças por que passou. “Eu quero ser cada vez melhor e como atleta quero mostrar meu trabalho e trazer as meninas junto comigo. Eu me comunico mais com elas. Coloco meus pontos de vista, ouvindo também o que elas têm a dizer. Essa troca foi muito evolutiva para minha trajetória. Em 11 anos de Seleção, aquela Tamires mais quietinha, mais tímida, hoje é uma Tamires muito mais aberta a tudo”, disse.
Muito à vontade em Teresópolis, Tamires é só elogios à estrutura oferecida pela CBF na Granja Comary e ao trabalho do técnico Arthur Elias, reconhecendo o poder de liderança dele, principalmente pelo seu retrospecto pontuado por conquistas. “As atletas sentem confiança quando o professor e sua comissão técnica estão confiantes em seu trabalho. O Arthur é um técnico muito vitorioso, todas nós aqui sabemos desse histórico dele, que traz para o grupo esse espírito vitorioso. E ele em todas as convocações consegue passar esse pensamento, esse sentimento para as jogadoras”, comentou.

Edição 20/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar

Mercado aumenta previsão da inflação de 4% para 4,05% em 2024

“Sabores Britânicos” segue até o dia 28 em Teresópolis

Santa Rita, o berço das plantações orgânicas de Teresópolis

Teresópolis: Vale dos Frades vai receber festival de música e arte da montanha

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE