Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Bairros de Teresópolis: 60 anos do surgimento de Perpétuo e Rosário

Localidades do bairro São Pedro foram abertas a partir de 17 de junho de 1962

Wanderley Peres

Nesta sexta-feira, 17 de junho, completa 60 anos da criação de duas localidades no bairro São Pedro, Nossa Senhora do Rosário e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ou Rosário e Perpétuo, como ficaram conhecidas as povoações iniciadas a partir das denominações dadas pelos padres Redentoristas José Nogueira e Geraldo Magela, quando participaram de grande evento de missões entre os dias 5 a 17 de junho de 1962, ápice do evento que atraiu enorme quantidade de pessoas aos festejos da igreja de São Pedro.

Segundo relato do radialista Henrique Villalba, que participou dos festejos ainda criança, no dia 17, um domingo, último dia das Missões, foi celebrada a missa na praça em frente à antiga e pequenina igreja de São Pedro, com grande número de fiéis. “Às 10 horas, após a Missa Campal, ocorreu uma procissão em direção ao local das atuais Comunidades do Rosário e Perpétuo, todos levando uma grande cruz de madeira tosca e duas placas de alumínio pintadas de branco pregadas em armações de madeira, contendo os nomes de Rosário e Perpétuo Socorro, que foram colocadas na entrada de cada Comunidade e a cruz no alto de um morro entre as duas recém batizadas Comunidades”, lembra, observando que os nomes Rosário e Perpétuo são homenagens à padroeiras das missões daquele ano distante já seis décadas.

Embora maiores que muitos bairros da cidade, Perpétuo e Rosário não são bairros. Fazem parte do complexo de localidades que se formou na antiga Vidigueira, que passou a São Pedro por lei municipal proposta pelo vereador Juel Teixiera, aprovada na Câmara Municipal ainda nos anos 1960. Além de Perpétuo e Rosário, o bairro que chegou a ser denominado, ainda, “Omar Magalhães”, em homenagem ao prefeito que facilitou a ocupação do lugar, construindo, inclusive, as casas populares para os moradores mais necessitados, abrindo ainda o loteamento chamado Funcionários, pertencem a São Pedro, também, a Granja Primor e Pimentel.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 02/07/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Veículo abandonado em via pública é incendiado

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis