Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Buracos representam riscos de acidentes no Meudon

Um incalculável número de buracos está preocupando moradores ou mesmo trabalhadores que circulam diariamente de carro pelo bairro do Meudon. Eles encaminharam um pedido de socorro através do WhatsApp do Diário ? (21) 99436 5717 ? no sentido de cobrar providências por parte da Prefeitura. São buracos que surgiram pelo desgaste natural do pavimento, mas também que estão ali por conta de serviços mal executados ou mesmo inacabados.

Um incalculável número de buracos está preocupando moradores ou mesmo trabalhadores que circulam diariamente de carro pelo bairro do Meudon. Eles encaminharam um pedido de socorro através do WhatsApp do Diário – (21) 99436 5717 – no sentido de cobrar providências por parte da Prefeitura. São buracos que surgiram pelo desgaste natural do pavimento, mas também que estão ali por conta de serviços mal executados ou mesmo inacabados. 

 

O leitor telefone final 2402 relata: “Vários buracos estão fazendo os motoristas irem para a contramão. Inevitavelmente isso vai provocar acidentes”, relata. “Peço que olhe com carinho para essa comunidade, precisamente no percurso das ruas Melvin Jones e Tupi. Esses buracos tem causado grandes transtornos aos moradores, obrigando carros e motocicletas a seguirem pela contramão. Eu mesmo já quase fui envolvido em um acidente e por isso, ciente dos meus direitos e deveres, peço à Prefeitura e Secretaria de Obras da cidade que tomem as providências. Todos do bairro ficariam gratos se os serviços forem feitos relata.

 

Um desses buracos fica há poucos metros do viaduto do Meudon. Motoristas que trafegam do bairro em direção ao centro se deparam com um obstáculo e são obrigados a desviar exatamente numa confluência de várias vias para pontos em comum. O problema é que quem vem na mão contrária também se depara com outro buraco. Se ambos desviarem, a colisão é certa. Vale lembrar que a rotatória do viaduto recebe o fluxo das ruas Melvin Jones, Tenente Luiz Meireles, Fernando Luz Filho e da própria BR-116.

 

O outro buraco fica na confluência das ruas Tupi, Melvin Jones e Charruas, onde houve algum tipo de escavação para conserto ou manutenção e o serviço não foi concluído com o devido acabamento asfáltico. Há também um aparente rompimento de galeria  na mesma Rua Tupi, ao lado do reservatório da Cedae, atualmente sinalizado por pedaços de pau e até mesmo por pneus velhos.

 

A demanda apresentada pelo leitor foi encaminhada para a Prefeitura através da Ouvidoria e Assessoria de Comunicação. Em nota, "A Secretaria de Serviços Públicos informa que, devido ao atraso na entrega da emulsão asfáltica, que deverá chegar na cidade ainda esta semana, o serviço nas ruas citadas só poderá ser iniciado quando tal material estiver no município".

  Um serviço mal acabado na confluência das ruas Melvin Jones, Tupi e Charruas também força muitos motoristas a trafegar pela contramão 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 28/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Bancos não terão atendimento presencial ao público nesta quinta-feira

Dia do Desafio: Sesc Teresópolis promove atividades gratuitas

Moradores de Albuquerque continuam convivendo com lamaçal

Ladrão de residência tenta fugir da PM pulando em rio

Homem é preso por grave agressão à mulher na Várzea

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE