Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Câmara realiza campanha de arrecadação de alimentos em Teresópolis

Meta para este ano é superar 20 toneladas de alimentos não perecíveis

Luiz Bandeira

A Câmara de Vereadores de Teresópolis realiza mais uma vez a campanha de donativos de alimentos “Compartilha Natal”. O objetivo é arrecadar mais de 20 toneladas de alimentos não perecíveis. Se essa meta for atingida, ultrapassa a maior quantidade já arrecadada em outras campanhas passadas. Nesta quinta-feira, 17, a equipe do jornal O Diário e Diário TV conversou sobre a ação com o presidente da casa legislativa, Leonardo Vasconcellos. O vereador trouxe a tona um preocupante dado, de que aqui em Teresópolis cerca de seis mil pessoas passam fome e que está contando que os alimentos arrecadados na campanha amenizem um pouco essa angústia pela qual passam famílias teresopolitanas. “Esta será a terceira edição. Nós já fizemos no auge da segunda onda da pandemia, fizemos no ano passado pra ajudar nossos amigos de Petrópolis, na época da chuva que atingiu Petrópolis e esse ano nós temos informações que existem seis mil pessoas em vulnerabilidade alimentar na nossa cidade, em extrema pobreza”, revela Leonardo.

“Existem seis mil pessoas em vulnerabilidade alimentar na nossa cidade, em extrema pobreza”, enfatiza Leonardo Vasconcelos


O vereador explicou para a nossa reportagem como está sendo feita a coleta dos donativos. “Nós lançamos essa campanha onde os supermercados são nossos parceiros. Cada supermercado da cidade tem um carrinho e lá tem a plaquinha do ‘Compartilha Teresópolis’, cada teresopolitano que puder doar um quilinho de alimento vai estar nos ajudando demais. Na última vez nós arrecadamos 20 toneladas e fizemos duas mil cestas básicas, nós queremos bater essa meta, porque com duas mil cestas básicas a gente atinge a gama de famílias que representa esses seis mil irmãos nossos que estão sem ter o quê comer”, lamenta o presidente da Câmara.
Leonardo Vasconcellos convoca a todos que possam ajudar que doem ao menos um quilo de alimento.“Esse é o princípio, até o dia 11 de dezembro, de quilo em quilo, produto não perecível, arroz, feijão, macarrão, óleo, biscoito pras crianças, achocolatado, leite em pó, vamos enriquecer essa cesta aí. Tem até supermercado que tem deixado quilo de alguns artigos e oferecem na hora, porque a pessoa já compra e bota no carrinho, tem sido uma ajuda muito grande”.
O presidente da Câmara fez questão de destacar que ninguém pode passar fome, principalmente no Natal. “Nós estamos preocupados com a vulnerabilidade alimentar, essencialmente, e o natal é um símbolo muito grande pra nós brasileiros e por todo o mundo e nós não podemos ter nenhum irmão nosso passando fome e necessidade no dia de natal. Não podemos ter em nenhum dia do ano, ainda mais no dia de natal”, pontuou Leonardo Vasconcellos.

Compartilhe:

Edição 23/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Chuvas no estado do Rio provocam ao menos sete mortes

Justiça Federal determina retorno de Adélio Bispo a Minas Gerais

Ônibus: novas tarifas intermunicipais entram em vigor neste sábado

Sexta e sábado com feira de adoção de cães na Várzea

Asfalto ficou na promessa e Vale dos Cedrinhos segue quase intransitável

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE