Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Cedae trabalha para normalizar abastecimento em Teresópolis

Sistema Rio Preto foi afetado após tempestade na região onde ocorre a captação

O sistema Rio Preto, responsável pelo abastecimento de 80% do município de Teresópolis, na Região Serrana, foi temporariamente interrompido devido a uma tempestade no ponto de captação de água nesta terça-feira, 13. Técnicos da Cedae monitoraram a situação do Rio Preto durante o período de grande cheia, o que obrigou a interrupção na prestação do serviço até o final da manhã do dia seguinte. Devido ao problema e paralisação do bombeamento, foi recomendada a economia por parte da população. “O abastecimento é retomado de forma gradativa, podendo levar até 24h para ser plenamente restabelecido”, informou a Companhia, em nota encaminhada para a redação do Diário no final da tarde desta quarta.
Imóveis com caixas d’água e/ou cisternas não devem ser afetados pelo processo de reestabelecimento do serviço. “Como nem todos têm reservatórios, a Companhia recomenda aos consumidores que utilizem água de forma equilibrada, adiando tarefas não essenciais. Clientes da Cedae podem pedir caminhão-pipa pelo telefone 0800-282-1195”, informa também a concessionária.
O sistema Rio Preto fica em Providência, no Segundo Distrito, ao lado da foz do Paquequer. Mas não é do nosso principal rio que vem a água que chega às residências e estabelecimentos comerciais. A captação é feita no curso d´água ao lado, o Rio Preto. A estação desvia parte do líquido para um desarenador, que, como diz o nome, retém as partículas de areia. Nesse ponto também há gradeamento para evitar que galhos de árvore e outros materiais sejam levados até a elevatória. Em seguida, um conjunto de moto-bombas empurra a água, em um ritmo de 435 litros por segundo, para a localidade de Três Córregos. E é nas proximidades do KM 71 da Rio-Bahia que acontece uma das principais etapas do processo, o tratamento da água que será distribuída aos teresopolitanos. Na ETA, o líquido chega a um grande tanque. Em seguida, vai para um sistema chamado floculação, canais onde a velocidade da água é reduzida e ela recebe sulfato de alumínio líquido, que serve para desestabilizar as partículas de sujeira. A próxima etapa são os grandes tanques de decantação, onde fica tempo necessário para a sujeira ir para o fundo. Depois a água vai para os filtros, passando por processo de desinfecção – cloração, alcalinização e fluoretação. É o tratamento fundamental para garantir uma água de qualidade, sendo nosso serviço referência há bastante tempo. Após o tratamento concluído a água é bombeada por mais seis quilômetros, ficando em reservatório no bairro da Prata com capacidade para seis milhões de litros. Dali, é distribuída para praticamente toda a cidade através de elevatórias em vários pontos.

Compartilhe:

Edição 22/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Governo do Estado atua nas cidades afetadas pelas chuvas

LADRÕES DE RESIDÊNCIAS: Troca de tiros e quadrilha presa na Barra do Imbuí

Moradores denunciam possível foco do mosquito em casa abandonada

ÔNIBUS: Rodoviários de Teresópolis podem parar no próximo fim de semana

SindPMT vai debater contratação de 475 trabalhadores “por fora” para a Educação

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE