Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Chuvas de inverno com acumulado de 204mm em quatro dias

Temporais fora de época atentam para grande risco em uma comunidade

Além de termômetros marcando temperaturas muito baixas, o final do primeiro e o início do segundo semestres são conhecidos pelo reduzido número de chuvas. Este ano, porém, os dias de despedida do Outono e o do Inverno estão registrando fortes temporais, como os que aconteceram no último fim de semana. Além do fato atípico, o que chama atenção, de acordo com os dados de monitoramento divulgados pela Secretaria Municipal de Defesa Civil, através de pluviômetros instalados em vários bairros do município, é o volume de chuva anotado. Nas últimas 96 horas, o Vale da Revolta registrou acumulado de 204 milímetros (passando para 369,2 no período de um mês), seguido pela Coréia (165mm e 305,2mm), Rosário (119,2mm e 217mm) e Quinta-Lebrão (109.6mm e 200,6mm).
As fortes chuvas dos últimos dias causaram pequenos alagamentos e problemas como uma queda de árvore que fechou o trânsito na Estrada do Arakém, bairro da Pedreira, na noite de sábado. O local foi isolado pela Guarda Municipal até a chegada da equipe da Secretaria Municipal de Defesa Civil, que analisou a situação, e Corpo de Bombeiros para remoção da árvore derrubada pelo vendaval. Ainda sobre o acumulado de chuva, em pleno inverno, deve-se prestar atenção para um alerta: Bastante povoado, com dezenas de residências em áreas de extremo risco, o Vale da Revolta tem sido o bairro com maior precipitação nos últimos meses. No Verão, a sirene de alerta e alarme foi acionada diversas vezes, indicando o grande risco de deslizamentos de terra. 

Frio faz sucesso
Diferente da chuva atípica, o clima característico da estação mais gelada do ano faz mais sucesso do que é motivo de reclamações. Como acontece tradicionalmente, aumenta consideravelmente o número de turistas que sobe a Serra querendo curtir a época mais charmosa do ano. Hotéis e restaurantes lotados, Feirinha do Alto bastante movimentada e estradas cada vez mais cheias sempre que uma imagem de termômetro marcando temperatura lá embaixo é divulgada.
No último fim de semana, por exemplo, um registro de 7 graus no Soberbo, no início da noite, fez grande sucesso. Na página do jornal O DIÁRIO na rede social Facebook, foram rapidamente mais de 70 mil visualizações, centenas de compartilhamentos e muitos comentários, a grande maioria de pessoas comemorando o clima. Vejamos alguns desses posicionamentos: “Maravilhoso… Bom demais…”, Mazinho Motta. “Como eu gostaria de estar aí”, Luciana Trigo. “Nossa, que friooo”, Charlene de Castilho. “Fabiano Oliveira da Rocha, olha que delícia!”, Fernanda Maia. “Saudades desse friozinho!”, Roberta Duarte. “Uauuu. Delícia! Acho que vou subir a Serra”, Marly Pellegrini.

CRÉDITO E LEGENDA

CHUVA

Marcello Medeiros

Nas últimas 96 horas, o Vale da Revolta registrou acumulado de 204 milímetros, passando para 369,2 no período de um mês

TERMÔMETRO

Leitor O Diário

Diferente da chuva atípica, o clima característico da estação mais gelada do ano faz mais sucesso do que é motivo de reclamações

Tags

Compartilhe:

Edição 25/06/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Faetec Teresópolis com inscrições abertas para cursos gratuitos até 14/07

Promoção de ingressos no Parc Magique e Fazendinha neste domingo (30)

Tiros e exibição de armas em plena luz do dia no Bairro de São Pedro

Feira Agroecológica de Teresópolis em novo endereço

Rodoviária do Rio terá vigilância por reconhecimento facial

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE