Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

DE TERESÓPOLIS PARA A ÁSIA CENTRAL: Teresopolitano escala o “Lenin Peak”, de 7134 metros de altitude

Leonardo Dias foi o sexto brasileiro a pisar no cume da imponente montanha, que fica entre Quirguistão e Tadjiquistão

Marcello Medeiros

Em 14 de maio de 1995 Mozart Catão colocou o seu nome e o do Brasil no Livro dos Recordes ao escalar, junto com Waldemar Niclevicz, a montanha mais alta do mundo, o Everest, com 8.848 metros de altitude. Eles foram os primeiros brasileiros a realizar essa façanha. Esse e outros grandes feitos realizados pelo teresopolitano Catão, falecido no Aconcágua três anos depois, inspiraram montanhistas do país inteiro a sonhar mais alto e, logicamente, os nascidos ou moradores na Terra de Teresa. E um desses “herdeiros” da garra e disciplina de Mozart é o montanhista teresopolitano Leonardo Dias da Costa, que, no último dia 14, realizou uma escalada concluída por apenas seis brasileiros até hoje: ele chegou ao cume do Pico Lênin, o “Lenin Peak”, de 7134 metros de altitude, localizado na fronteira entre Quirguistão e o Tadjiquistão, na cordilheira do Pamir, na Ásia Central.

Léo foi o sexto brasileiro a pisar no cume do “Lenin Peak”, de 7134 metros de altitude


A famosa e cobiçada montanha fica no chamado roteiro dos “Leopardos das Neves”, que são as formações rochosas acima dos sete mil metros localizadas no antigo território da União Soviética, sendo elas o Ismoil Somoni Peak (7495m), o Jengish Chokusu (7439m), o Ibn Sina Peak (7134m, nome local do Pico Lênin), o Pico Korzhenevskaya (7105m) e o Khan Tengri (7010m). Antes de Leonardo, estiveram no cume do “Lenin Peak” Waldemar Niclevicz e Irivan Burda, em 2009, Victor Carvalho, em 2013, Bruno Versiani, em 2014, e Cláudia Bento, em 2017.
“Evidentemente, pela localização, trata-se de expedições em países extremamente exóticos, que misturam a cultura russa, que dominou a região, com a cultura mongol, turca e muçulmana, que sempre influenciou a Ásia Central. Alguns dos países onde ficam os Leopardos, como o Tadjiquistão, sofre com agitações políticas por conta da influência do Al Qaeda do vizinho Afeganistão. Escalar estas montanhas é uma grande aventura em todos os aspectos”, destaca o portal Alta Montanha, site especializado no assunto.
Experiente guia na Região Serrana, com profundo conhecimento na Serra dos Órgãos e Três Picos, Leonardo Dias da Costa também tem no currículo diversas outras montanhas e rotas no Brasil e no exterior, tendo passado pela Patagônia, feito cume do Aconcágua (em solitário, em 2003), do Cotopaxi (5.987m, o maior vulcão ativo do planeta, no Equador), do Huayna Potosi (6.088m, na Bolívia) e do Mont Blanc (4.808m, na França), entre outros.

Leonardo Dias da Costa, experiente guia de Teresópolis, mais uma vez se destaca no exterior

Expedição teresopolitana
Léo “Popaye”, como é mais conhecido pelos amigos mais antigos, não viajou para a Ásia Central sozinho. Fizeram parte da expedição os também teresopolitanos Flávio Eduardo Cupello e Ramon Pagio, que por diferentes dificuldades não chegaram, dessa vez, ao almejado cume do Pico Lênin. “Fui a 4.400 de altitude, mas tive uma inflamação nos brônquios e, em dado momento, não conseguia nem andar. Por recomendação médica tive que descer do C1 para o acampamento base, voltando a cavalo, inclusive”, explica Flavinho, que via rádio acompanhou a incursão dos amigos montanha acima. Ramon, que em 2018 fez cume do Cotopaxi junto com Léo, dessa vez ficou no campo três, a 6100 de altitude. “Tivemos que escolher uma estratégia bem arriscada devido ao nosso cronograma e ao clima. Chegamos ao C3 sem aclimatação prévia e Léo atacou o cume no mesmo dia. Eu decidi não tentar, pois não estava 100% para esse ataque, que seria longuíssimo. Fiquei no C3 esperando e mantendo comunicação até o seu retorno, que ocorreu 16h depois”, relata o montanhista e também tenista Ramon.

A famosa e cobiçada montanha fica no chamado roteiro dos “Leopardos das Neves”, que são as formações rochosas acima dos sete mil metros localizadas no antigo território da União Soviética

Edição 22/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

LADRÕES DE RESIDÊNCIAS: Troca de tiros e quadrilha presa na Barra do Imbuí

Flávio Dino toma posse como ministro do Supremo Tribunal Federal

Bolsonaro não responde à PF em depoimento sobre golpe de Estado

Governo do Estado atua nas cidades afetadas pelas chuvas

Moradores denunciam possível foco do mosquito em casa abandonada

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE