ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Ensino profissionalizante pode mudar realidade de jovens

Data: 07/11/2018

Em toda a Região Serrana, o único estabelecimento de ensino que terá a nova modalidade fica em Teresópolis, o Colégio Estadual Presidente Bernardes, no bairro de São Pedro

Marcello Medeiros

Na última semana o governo do estado do Rio de Janeiro anunciou a implementação do Ensino Médio Profissionalizante de Técnico de Administração, com ênfase em Empreendedorismo e em Tempo Integral, em mais 70 escolas públicas estaduais. Em toda a Região Serrana, o único estabelecimento de ensino que terá a nova modalidade fica em Teresópolis, o Colégio Estadual Presidente Bernardes. Nesta terça-feira estivemos no PB, como é mais conhecido o tradicional colégio localizado no bairro de São Pedro, e conversamos com o Diretor Péricles Itamar. Ele explicou como vai funcionar o novo Ensino Médio, que abrirá 150 vagas, divididas em cinco turmas. “O estado entendeu que o Ensino Médio tinha que passar por algum tipo de mudança, chegando a ideia de funcionar de forma concomitante com o Ensino Técnico. Conversando com o Conselho Regional de Administração, entenderam que seria interessante a prática do curso Técnico em Administração. Dessa formar, os alunos  matriculados a partir de 2019, ao terminar o Ensino Médio, terão também o reconhecimento do Conselho Regional de Administração e sairão com a carteira do CRA como técnicos na área”, destaca.
Atualmente, o CEPT tem 350 alunos e algumas turmas em conclusão do Ensino Médio tradicional. Dessa forma, no próximo ano funcionarão as novas turmas do primeiro ano no esquema de Médio Técnico e as antigas que serão mantidas até conclusão. Posteriormente, deverão ficar no prédio localizado na Rua Fileuterpe somente as turmas da nova modalidade.
O período de pré-matrículas para 2019 começou na última quarta-feira, dia 31, por meio do site www.matriculafacil.rj.gov.br. Os professores que vão lecionar nessas novas turmas foram capacitados pelo SEBRAE e pelo Instituto Ayrton Senna. Após os três anos de estudo, os jovens estarão preparados para exercer atividades administrativas relacionadas ao Empreendedorismo e receberão Carteira de Identidade Profissional na Cor Verde, na qual constará o título profissional de Técnico em Administração. Para Péricles, a nova metodologia pode contribuir para mudar a realidade dos jovens no cada vez mais disputado mercado de trabalho.
“Nessa modalidade o aluno vai aprender como montar a empresa dele, como ter foco na vida para alcançar objetivos. Isso começa a resolver o gargalo lá da frente, quando o aluno conclui o Ensino Médio e não tem nada a oferecer para o mercado de trabalho. Com essa qualificação, ele já entra em condições mais favoráveis. Pode ser que ele comece na empresa varrendo o chão, mas o proprietário sabe que aquele jovem tem potencial para ser aproveitado. É uma nova perspectiva, um novo olhar. Os alunos que vierem para cá podem ter certeza que vão ter uma qualificação muito boa em administração e, quem sabe, depois se animam para fazer o curso superior na área. De qualquer forma, já vão sair daqui com um embasamento muito bom, com noção de custos, tempo de trabalho, disponibilidade de carga horária, noção de contabilidade, como montar e manter uma empresa, o que fazer ou deixar de fazer... Foi uma ideia muito boa do estado para auxiliar esses jovens a não concluir o ensino e saírem meio perdidos”, enfatiza Péricles.

Ampliação no estado
Segundo o Secretário Estadual de Educação, Wagner Victer, com as novas unidades anunciadas na semana passada o estado do Rio de Janeiro alcançará a marca de 246 escolas em tempo integral profissionalizantes funcionando em 88 dos 92 municípios. - O setor de serviços, através do Empreendedorismo, é um dos maiores geradores de oportunidades de emprego para jovens em nosso Estado, não só na Região Metropolitana como no interior. Com as 151 escolas de Técnico de Administração com ênfase em Empreendedorismo, teremos, no Estado, o maior programa de formação profissional associado ao Ensino Médio do Brasil formando jovens empreendedores. A formação desses alunos em tempo integral é diferenciada, pois são nove (9) tempos diários de aula com quatro refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço e lanche da tarde) e com carga horária adicional de 30% em Matemática e em Português, 100% de adicional de Língua Estrangeira (Inglês) e quatro disciplinas técnicas por ano letivo voltadas a área de Administração e Negócios, aprendendo desde constituir uma microempresa até executar seu Projeto de Vida – informa o Secretário Wagner Victer.

 


“Nessa modalidade o aluno vai aprender como montar a empresa dele, como ter foco na vida para alcançar objetivos. Isso começa a resolver o gargalo lá da frente, quando o aluno conclui o Ensino Médio e não tem nada a oferecer para o mercado de trabalho”, enfatiza Péricles Itamar, Diretor do CEPB


 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã

Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil

Avisar sobre operações policiais pode configurar crime

Justiça decide libertar delator de Sérgio Cabral

EUA elogiam postura de Bolsonaro na questão do Mais Médicos

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ