Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Estado do Rio é destaque na produção de orgânicos

Agricultura familiar dedicada ao segmento registrou aumento de 15% a 25% ao ano

 O Estado do Rio de Janeiro é pioneiro na comercialização de orgânicos cultivados pela agricultura familiar. A agricultura orgânica registrou no estado aumento de produção de 15% a 25% ao ano e já soma 721 produtores certificados pelo Ministério da Agricultura e distribuídos em 60 municípios fluminenses. O crescimento anual demonstra que o sistema orgânico de produção tem se consolidado a cada ano, possibilitando a geração de emprego e renda de forma sustentável no campo.
Para estimular as práticas agroecológicas e apoiar quem já atua na área, a Secretaria de Agricultura e Pesca criou o Programa Cultivar Orgânico, que prevê recursos financeiros para investimento nas lavouras e assistência técnica para produção, além da aproximação com os circuitos de comercialização. – O Cultivar Orgânico tem, através do Programa Rio Rural, do Governo do Estado, propiciado aos agricultores fluminenses condições para uma produção sustentável no meio rural fluminense, contribuindo para o desenvolvimento da área de orgânicos e na qualidade de vida desses agricultores, assim como viabilizando o consumo de alimentos saudáveis para a população de nosso estado – explicou o gerente do Cultivar Orgânico/Emater-Rio, Martinho Belo.
O Programa Rio Rural é o principal incentivador dos investimentos no segmento de orgânicos. Com recursos de cerca de R$ 11 milhões, o programa já contemplou mais de 5.500 produtores em todo o Estado do Rio. A área cultivada soma, em conjunto, cerca de 27.000 hectares.  A iniciativa, que conta com a parceria do Banco Mundial, tem ajudado também a alavancar o negócio de pequenos produtores.  Os investimentos estimulam mudança nos processos produtivos, adequando-os de forma a tornar sustentável a exploração dos recursos naturais, e agregando valor ao produto tanto para o produtor como para o consumidor.

Exemplo de produção sustentável
O Sítio Cultivar, fundado em 1991, foi um dos pioneiros na produção de orgânicos no estado. Em busca de qualidade de vida e de alimentos sem agrotóxicos, o casal Jovelina Fonseca e Luiz Paulo Ribeiro deixou a cidade do Rio de Janeiro e foi morar na Região Serrana. No início, familiares e amigos não acreditavam no empreendimento. Hoje, passados quase 30 anos, eles são a prova de que é possível produzir alimentos orgânicos sem agredir o meio ambiente. – Chegamos a plantar 40 espécies diferentes para ver o que era possível produzir sem fertilizantes químicos e agrotóxicos – disse Jovelina.
Em 42 hectares, eles produzem 14 variedades de verduras e legumes. Por mês, são cerca de sete mil itens, entre produtos in natura e os minimamente processados, ou seja, lavados, cortados e prontos para o consumo.  A produção é comercializada em supermercados locais e lojas do Rio de Janeiro. – Pensamos em expandir para 10 mil mudas e dobrar a produção. Temos oito trabalhadores contratados – disse Jovelina. – afirmou Jovelina.

Feirinhas locais
Teresópolis é responsável por boa parte desse sucesso, mantendo algumas feirinhas exclusivas de produtores orgânicos. Entre elas, a que é mantida pela Associação Agroecológica de Teresópolis-AAT e que funciona às quartas-feiras e sábados na esquina da Rua Tenente Luiz Meireles e Fritz Weber (estacionamento próximo à rodoviária).  “A Feira Orgânica de Teresópolis busca oferecer preços justos aos seus frequentadores. A oportunidade de fazer a compra direto com o produtor, outro diferencial da Feira da AAT, também traz vantagens e permite boas ofertas ao cliente”, destaca João Gallo, atual coordenador da AAT, eleito recentemente pelos cerca de 60 associados entre agricultores, produtores e artesãos de Teresópolis.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 02/07/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Veículo abandonado em via pública é incendiado

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis