Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Estudantes de Teresópolis premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática

Alunos das redes municipal, estadual e particular ganham medalhas e certificados de menção honrosa

Lucas Mattos Delgado, aluno da Escola Municipal Ginda Bloch, e Bruno Schütte Brendolin, estudante do Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima (CENSF), conquistaram medalhas de bronze na 17ª edição da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas). Além de Lucas e Bruno, outros nove alunos da Rede Municipal tiveram excelente desempenho na competição e conquistaram certificados de Menção Honrosa. Estudantes das redes estadual e privada também se destacaram na olimpíada, com 10 certificados de Menção Honrosa. Realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), a iniciativa é a maior competição científica do país e alcançou 99,78% dos municípios brasileiros.
A edição de 2022 contou com a participação de mais de 54 mil escolas públicas e privadas, reunindo cerca de 18 milhões de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. A lista dos premiados foi divulgada nesta terça-feira, 20, e as cerimônias de premiação acontecerão em data a ser definida. “Mais uma vez, alunos da Rede Municipal de Ensino se destacam em competições de nível nacional, ficando entre os melhores de todo o Brasil, e isso é motivo de muito orgulho para nós. Parabenizamos o Lucas e o Bruno pela conquista numa prova de tão alto nível! Parabéns também aos estudantes que receberam certificados de Menção Honrosa e às escolas pelo trabalho de excelência”, enfatiza Satiele Santos, secretária municipal de Educação.
Criada no ano de 2005, a Olimpíada Brasileira de Matemática é voltada para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até o último ano do Ensino Médio de escolas públicas e privadas brasileiras, e tem o objetivo de melhorar a qualidade da educação básica, desafiando os estudantes e incentivando o aperfeiçoamento dos professores. A competição concede medalhas de ouro, prata e bronze e mais de 50 mil menções honrosas aos participantes. Estudantes vencedores garantem ingresso em programas de iniciação científica, com direito à bolsa de estudos concedida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), autarquia vinculada ao MCTI.

PREMIADOS 17ª OBMEP

  • Alunos premiados com medalhas de bronze
    Lucas Mattos Delgado – Escola Municipal Ginda Bloch
    Bruno Schütte Brendolin – Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima (CENSF)
  • Alunos agraciados com Menção Honrosa
    Rede Municipal: João Victor A. da Conceição e Julia Martins Rodrigues (E. M. Prof. Paulo Freire); Gabriel Ângelo Carvalho, Ana Luiza M. Faustino e Rafael M. Pires (CENSF); Pedro Lucas F. Lima (E. M. Profª Neidy Angélica); Davi Lepsch de Carvalho, Juan F. Ferreira e Rafael M. Dantas (E. M. Ginda Bloch).
    Rede Estadual: Rodrigo Andreani M. de Lima (Colégio Estadual Fany Niskier)
    Rede Privada: Bernardo T. Lyrio, Daniel Dias Nogueira e Rafael F. C. Ribeiro (Colégio São Paulo); Artur Quesada Hallack e João Pedro M. Medeiros (Colégio George March); Sofia Brava de Holanda e Mariana F. Cicero (Escola Grandini); Sophia Baddini (Ceso); e Adriano G. Oliveira (Pensi).



Compartilhe:

Edição 01/03/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

GCM e PM apreendem produtos de beleza e saúde vendidos em via pública

Estudantes na campanha contra o mosquito Aedes aegypti

Homem preso com maconha e cocaína em Água Quente

OABRJ e TRF2 realizam parceria para casos de regularização fundiária

Foragido da Justiça é localizado em Teresópolis

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE