Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Frota da Eco Rio Minas apresentada ao público em Teresópolis

Turistas se queixam por não conseguir acessar o espaço do mirante

Wanderley Peres

Nesta quinta-feira, 22, o grupo Eco Vias assume a administração da BR-116, por mais dois dias apenas sob a responsabilidade da Concessionária Rio_Teresópolis, CRT. Além de ficar responsável pelo trecho entre o Rio de Janeiro e Além Paraíba, de 120 quilômetros, a nova concessionária fará também a manutenção e prestação de serviços aos usuários do sistema rodoviário da estrada indo até Governador Valadares, em Minas Gerais, um total de 720 quilômetros, abrangendo, inclusive o Arco Metropolitano e a BR-493, Magé-Manilha, e ainda um trecho da Dutra. Para marcar a chegada que ocorre essa semana, a Eco Rio Minas exibiu a nova frota de veículos que irão prestar os serviços de resgate, reboque e supervisão, todos enfileirados, durante o domingo, no ponto mais nobre da estrada, o Soberbo, ponto de atração turística aonde vão os visitantes da cidade para se fotografarem no cenário deslumbrante da Serra dos Órgãos.

Em entrevista a O DIÁRIO, o diretor-presidente da Eco-Rio Minas, Luiz Salvador lembrou que a concessão é um desafio longo e grandioso e o diálogo com as autoridades locais e a sociedade será importante para o pleno serviço. “O programa impõe muitas obrigações e vamos unir forças e esforços para a realização dos investimentos programados. A partir do dia 22 vamos iniciar a concessão e já previmos o início imediato da duplicação de todo esse trecho da BR 116, ao longo do município de Teresópolis, indo a estrada duplicada do Soberbo à Além Paraíba”, disse, anunciando ainda que, depois da descida da serra, de Guapimirim ao Rio de Janeiro será feita a ampliação da faixa adicional e onde não tem faixa adicional será construída”, disse, para a melhor fluidez do trânsito e maior segurança.

A boa notícia da troca de concessionária na estrada BR-116 são os investimentos anunciados para Teresópolis, com diversas obras de infraestrutura, uma grande oportunidade para o desenvolvimento da região que será muito beneficiada, garantiu, também em entrevista a O DIÁRIO, o deputado Hugo Leal, que participou de todas as reuniões para organizar a nova concessão. “Dos cerca de R$ 11 bilhões a serem investidos, R$ 2 bilhões serão gastos ao longo da estrada dentro do município de Teresópolis, e isso nos primeiros 8 anos, promovendo empregos e estruturação que serão muito úteis no turismo”, informou o deputado. “Quanto ao pedágio existente, ele cairá o valor de R$ 21,70 para 18,60 e, além da redução do valor, será implantado o Desconto de Utilização Frequente, DUF, voltado aos usuários frequentes, podendo chegar a apenas R$ 2,84 o valor para quem utilizar a estrada todos os dias do mês”, disse Hugo, que entendeu a forma como foi concedida a estrada agora como um avanço. “Venho tendo uma preocupação grande com as concessões ao longo do mandato porque essa cobrança impacta muito na vida das pessoas e na economia da região, devendo ser, também, uma forma de beneficiar as cidades que ele afeta. E na nossa 116 não poderia ser diferente. Agora, temos uma concessão que vai da Baixada Fluminense até o município de Governador Valadares, em Minas Gerais, cuidando ainda a Eco Rio-Minas do trecho entre Magé e Manilha, onde o Denit vai construir um trevo para contribuir com o fluxo de veículos, permitindo mais qualidade para a viagem nessa estrada que também destino dos teresopolitanos”.

Edição 24/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Viação Teresópolis atualiza tabela divulgada pelo Detro e informa novos valores

MEIs: Contadora explica aumento no valor da contribuição previdenciária

Paróquia Santa Rita de Cássia celebra 25 anos de criação da diocese

Automedicação em casos de dengue pode até agravar complicações da doença

Sine divulga 147 vagas de emprego em Teresópolis

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE