Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Green Valley: moradores temem perder acesso às suas casas

Parte da rua foi danificada e está cedendo. Preocupados, moradores se juntaram para improvisar sinalização e contenção

Isla Gomes

Moradores do bairro Green Valley, mais especificamente da Estrada Antônio Carvalho Ventura, na altura do número 821, denunciam buraco formado após chuvas fortes que derrubaram parte de um muro de uma residência no local. De acordo com eles, a situação já está assim há mais de um mês e nenhuma providencia foi tomada. Os cidadãos temem que com as chuvas de março o solo se desloque ainda mais e com isso a rua seja ainda mais prejudicada podendo impedir até mesmo o acesso à suas casas. No desespero de amenizar o transtorno, alguns dos moradores se juntaram para colocar sinalização e uma contenção improvisada no local. Em entrevista ao Diário, um dos moradores ressalta sua indignação e preocupação. “É uma preocupação muito grande, uma forte chuva levou o muro dessa residência e por enquanto nada foi feito. Nós gostaríamos de fazer um apelo à prefeitura, pois, a mesma só vem aqui para recolher o lixo e para questão de iluminação, tirando isso, tudo isso que foi feito aqui no local fomos nós moradores que nos juntamos para ajeitar, até o calçamento”, desabafa o empresário Edson Carreiro.
Carreiro salienta ainda que a possibilidade iminente de mais chuvas fortes neste mês de março está trazendo mais urgência e preocupação sobre o estado da rua. “A região aqui é um vale, ou seja, quando chove vem tudo para cá e a possibilidade desse muro acabar de cair e levar outra parte da rua é enorme. Já tentamos contatar os responsáveis pelo terreno do muro, mas, o proprietário faleceu e a viúva não tem condições de solucionar a questão. Para agravar está sendo feito um desaterro aqui perto e com isso mais de 100 caminhões trucados por dia estão passando aqui pela rua, isso facilita mais ainda para que o buraco possa aumentar e outra parte do muro possa cair. É uma situação complicada e que necessita de um olhar cuidadoso do governo público, pois daqui a pouco não conseguiremos chegar nas nossas casas”, afirma.

“É uma preocupação muito grande, uma forte chuva levou o muro dessa residência e por enquanto nada foi feito. Nós gostaríamos de fazer um apelo à prefeitura sobre esse caso”, destaca Edson Carreiro, empresário. Foto: Gilberto Oliveira/O Diário

Outros depoimentos
O engenheiro Alexandre da Silva é mais um morador que está aflito. Ele ressalta que a cada chuva o solo fica mais suscetível e sensível. “Nosso maior receio é que essa é uma rua que atende praticamente um bairro inteiro, ou seja, se essa rua cair mais, nós perderemos o acesso. Conforme for chovendo vai infiltrando água o solo e a tendência é uma hora isso tudo cair. Ainda tem o fato de que tem dois postes perto do buraco, eles podem cair a qualquer momento e acabar causando uma tragédia. Essa é uma hora que o Governo precisa ajudar, precisa participar da situação, pois, isso aqui é uma rua pública”, relata.
O militar reformado Joarez Siqueira também teme com a possibilidade de ficar impossibilitado de chegar em casa. “O único acesso que nós temos é esse aqui e como podemos ver o estado é deplorável. O poder público municipal é responsável por questões como essa, por isso deve fazer o competente serviço. Essa providencia tem que ser rápida, antes que a situação piore com as chuvas de março”, conclui o morador.

“Nosso maior receio é que essa é uma rua que atende praticamente um bairro inteiro, ou seja, se essa rua cair mais, nós perderemos o acesso. Conforme for chovendo vai infiltrando água o solo e a tendência é uma hora isso tudo cair”, pontua o engenheiro Alexandre da Silva. Foto: Gilberto Oliveira/O Diário

O que diz a prefeitura
Em nota encaminhada ao Diário no final da tarde desta quarta-feira (13), a prefeitura informou que a Defesa Civil realizou vistoria técnica no local e notificou ao proprietário sobre a necessidade de uma intervenção para a estabilização do terreno. Ainda de acordo com a nota, “a Secretaria de Obras e Serviços Públicos também foi informada e fará vistoria no local nos próximos dias para avaliar a situação”.

“O poder público municipal é responsável por questões como essa, por isso deve fazer o competente serviço. Essa providencia tem que ser rápida, antes que a situação piore com as chuvas de março”, conclui o morador Joarez Siqueira. Foto: Gilberto Oliveira/O Diário


Edição 24/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Festival Sesc de Inverno terá shows com Mumuzinho e Paralamas do Sucesso

Onde estão os vereadores de Teresópolis?

Promoção de Férias no Parc Magique e Fazendinha do Le Canton no domingo (28)

Novos radares começam a funcionar na Rio-Teresópolis x Além Paraíba

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE