Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Homem que quebrou o próprio carro em Teresópolis pode responder por cinco crimes e infrações

Titular da 110ª Delegacia atenta para situação delituosa registrada após ação da Guarda Municipal

Luiz Bandeira

No último final de semana viralizou nas redes sociais um vídeo que mostra um motorista furioso, quebrando a golpes de martelo o próprio carro, que ficou totalmente avariado diante da deliberada intenção de destruir o veículo, no final da Avenida Feliciano Sodré. Segundo o que apuramos com agentes da Guarda Civil Municipal, ele tomou tal atitude violenta depois de ser perseguido e abordado pelos agentes da ROMU, que identificaram irregularidades no veículo, além de transitar em velocidade acima do permitido em via pública. Ele teria ficado revoltado ao saber que o carro, um Renault Clio, seria apreendido. Nesta segunda-feira, 09, soubemos que a Polícia Civil, quando tomou conhecimento do caso, orientou aos GCMs que prestassem depoimento, visto que o motorista furioso havia incorrido em vários crimes “e vai responder por eles”, como denunciou o titular da 110ª DP, Dr. Márcio Dubugras. “Nós recebemos esse vídeo e logo quando nós recebemos já fizemos contato com a Guarda Civil Municipal, pedindo pra isolar o veículo no depósito que a gente ia fazer a perícia no veículo e também informamos aos guardas que participaram da ocorrência pra eles virem depor. Porque o fato é extremamente absurdo e conforme depoimentos que foram prestados, verificamos que a Guarda Municipal viu esse veículo transitando em uma velocidade incompatível e também com a placa adulterada. A Guarda Municipal tentou abordar esse veículo e esse veículo tentou fugir do local. Então eles conseguiram abordar o veículo em um sinal, quando o sinal estava vermelho e ao abordarem e pedirem a documentação do condutor, o condutor não tinha habilitação e não tinha documentação do veículo. Esse veículo não era licenciado desde 2013, ou seja, ele não é vistoriado há dez anos”, revelou o delegado.
Dubugrass destacou também que atos como esse precisam ser coibidos, pois Teresópolis não é lugar de barbárie. “Quando os Guardas Municipais informaram que iriam apreender o veículo, ele começou a ameaçar os Guardas e em seguida começou a quebrar o veículo todo. Qual a conclusão que a gente tem? Que ele cometeu vários crimes, não é porque o veículo é dele que ele pode quebrar o carro no meio da rua, isso é barbárie, isso é bagunça. Teresópolis não é cidade de bagunça, se o cara quer quebrar o carro dele vai quebrar dentro da casa dele, mas não é no meio da rua. Aqueles vidros que foram quebrados lá ficaram no meio da rua, uma pessoa que está transitando, um idoso, por exemplo, transita ali de chinelos, corta o pé, e aí? Vai ficar impune por esse fato? Não, vai responder”, afirmou o delegado.

Além de não ter placa na frente, identificação traseira estava com uma das letras adulteradas. Onde seria uma letra “U” tentaram fazer uma letra “O”

Histórico
Ainda segundo a autoridade policial, esse motorista tem um histórico de infrações de trânsito e passagens pela polícia. “Esse condutor, que já tem passagens anteriores, vai responder por dirigir sem habilitação, vai responder por perigo a saúde e a vida de outrem, vai responder por desobediência, ameaça e adulteração de sinal identificador de veículo, muito importante deixar claro que esse condutor fez alteração de uma das letras da placa de ‘U’ pra ‘O’, então é típico de uma situação que pode acontecer de um veículo deste atropelar uma pessoa e depois a polícia ter dificuldade pra identificar o condutor porque a placa está alterada, ou ainda, outra pessoa que tenha propriedade de uma placa que seja compatível com essa alterada, está recebendo multa porque esse condutor irresponsável está sendo infracionado e uma pessoa de bem recebendo multa. Então não é assim que funciona, não é bagunça. Quer fazer coisas erradas, sai de Teresópolis, vai fazer em outro lugar, aqui nós não vamos admitir que se desrespeite forças de segurança, que se faça baderna na cidade”, pontua.
Dr. Márcio indicou ainda os crimes nos quais esse motorista já se envolveu e tem anotações. “Já tem passagem por desacato, lesão corporal, crime do estatuto da criança e do adolescente, vários crimes de falta de habilitação, então é uma pessoa que não respeita a lei, é uma pessoas que acha que não precisa respeitar a lei, não precisa respeitar as instituições. Ele vai responder em liberdade porque não foi preso em flagrante, o vídeo chegou pra gente depois e também tem a questão de necessidade de perícia da placa que foi adulterada, mas ele vai responder por pelo menos cinco crimes que podem ter pena de até 10 anos de pena privativa de liberdade”, explicou Dubugras.


Compartilhe:

Edição 16/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sul do Brasil pode registrar geada nos próximos dias

Correios anunciam cargos de nível médio e superior em concurso público

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

ChocoSerra começa nesta sexta-feira em Teresópolis, confira a programação

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE