Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Imposto de Renda: como se proteger de golpes na hora de fazer a declaração

Analista de suporte e professor da Estácio alerta sobre caminhos preferidos pelos estelionatários

Com a temporada de declaração do Imposto de Renda em pleno vapor, os contribuintes precisam estar alerta não apenas para garantir a precisão das informações enviadas ao leão, mas também para se proteger dos golpes cada vez mais sofisticados, que de maneira falsa, usam o nome da Receita Federal para roubar informações pessoais e financeiras dos contribuintes. O analista de suporte e professor do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Estácio, Jorge Israel, explica que mensagens telefônicas e de aplicativos são as formas de atuação preferidas desses golpistas. “Eles estão agindo com cada vez mais astúcia, se passando pela Receita Federal de diversas maneiras. Por exemplo, eles simulam e-mails da Receita Federal, replicando o perfil e layout oficial do órgão. Dentro desses e-mails, eles explicam que é hora de fazer a declaração e instruem o contribuinte a baixar um aplicativo falso. O perigo está nos links fornecidos, que direcionam o usuário para sites fraudulentos”, explica.
Ao clicar nesses links, os contribuintes são conduzidos a páginas controladas pelos golpistas, onde são solicitadas diversas informações pessoais, incluindo dados bancários. Uma vez fornecidos, os golpistas ganham acesso total e irrestrito às informações da vítima, colocando-a em risco iminente de roubo de identidade e fraude financeira e podendo gerar, inclusive, prejuízos financeiros graves ao contribuinte. Para evitar cair nesse tipo de golpe, o profissional recomenda sempre suspeitar de qualquer tipo de mensagem repentina de remetente desconhecido, especialmente se essa mensagem fizer uma cobrança inesperada. Vale lembrar, ainda, que todos os pagamentos à receita são feitos através de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) e não por PIX ou transferência bancária, e que a Receita não envia links de pagamento em suas comunicações e alertas.
“É fundamental ficar atento e não clicar em nenhum tipo de e-mail suspeito. Sempre procure o site oficial da Receita Federal para informações e procedimentos relacionados à declaração do Imposto de Renda”, enfatiza Israel. O profissional alerta, ainda, sobre a importância de consultar fontes oficiais e seguir as orientações de especialistas em segurança digital. “Isso pode fazer a diferença entre a segurança financeira e a vulnerabilidade diante de fraudadores mal-intencionados”, conclui.

Compartilhe:

Edição 21/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Seleção Sub-20 em Teresópolis no próximo dia 03

Selo “Amigo Pet” para bares e restaurantes é criado

Zerada a tarifa de importação para garantir abastecimento de arroz

PM apreende 11 motos em situação irregular no trânsito

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE