Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Karate: Teresópolis será representada no campeonato estadual

Atletas do infantil ao master faixa preta estarão presentes na segunda etapa da importante competição

Marcello Medeiros

Com origem no século 18, esporte olímpico, muita popularidade a partir dos anos 80 com o filme “Karate Kid” – e com novo “boom” mais recentemente, com série na Netflix “Cobra Kai”, tendo como base a icônica produção de cinema – o Karate, ou Caratê, trazendo para a grafia correta na língua portuguesa, atrai cada vez mais adeptos em todo mundo. Em Teresópolis, não seria diferente. Uma das academias referência no estilo é a Kamae de Karate, instalada na Avenida Delfim Moreira, na Várzea, onde são oferecidas aulas para público de todas as idades. E, neste domingo, 23, sete alunos da academia vão representar Teresópolis na segunda etapa do Campeonato Estadual de Karate, que ocorrerá na Arena Flamengo, em Maricá, na Região dos Lagos. Com início às 9h, o evento é uma realização da Liga Independente de Karate Esportivo do Rio de Janeiro e essa etapa será a última classificatória para o Campeonato Brasileirão CEEBK.

A Academia Kamae de Karate funciona Avenida Delfim Moreira, 1277, em cima do Bar Severina, próximo a entrada do bairro Vale do Paraíso


Teresópolis terá sete representantes na competição, do infantil ao master. São eles: Gabriel Nayodi Castelo Branco – 10 anos – faixa verde; Paulo Victor – 12 anos – faixa amarela; Shayera Eduarda Jasmim – 14 anos – faixa verde; Tatiana Fones – Junior – faixa preta; Jorge Rodrigo Machado – Master – faixa vermelha; Pedro Franco – Junior – faixa preta; Régis Hiroshi Miura – Master – faixa preta.
Régis e Pedro foram campeões cariocas na edição do ano passado. Na primeira etapa do Estadual em 2023, realizada em Campo Grande, Rio de Janeiro, Gabriel e Shayera ficaram em segundo lugar nas suas categorias e o atleta Bernardo Matias ocupou o primeiro lugar do pódio. A Academia Kamae de Karate funciona Avenida Delfim Moreira, 1277, em cima do Bar Severina, próximo a entrada do bairro Vale do Paraíso. As aulas são realizadas terças e quintas-feiras das 19h às 20h30 (Adulto – professor Rogério Franco, faixa preta, 5° Dan); Sábados das 10h às 11h30 (Infantil – professor Régis Hiroshi Miura – faixa preta, 4° Dan).

História do Karatê
A história do karatê começou no século 18, na ilha de Okinawa, no Japão. Naquela região, o uso de armas havia sido proibido. Para responder a possíveis saques e assaltos, as pessoas passaram a buscar técnicas de autodefesa em que usavam somente o próprio corpo. A impossibilidade de usar armas foi o principal motivo para que essa arte marcial recebesse o nome de karatê, que significa “mãos vazias”. Ao longo da história do karatê, diferentes mestres desenvolveram suas próprias técnicas de autodefesa. Assim, há inúmeros estilos da arte japonesa.
Entre os principais estilos de karatê, estão Shotokan, Goju-Ryu, Shito-Ryu e Wado-Ryu. Ainda que haja diferentes técnicas, o karatê busca, essencialmente, a disciplina do corpo e da mente, com o aperfeiçoamento do caráter dos seus praticantes. No início do século 20, o karatê passou a ser uma arte marcial mais difundida. Por volta de 1920, houve o incentivo para que ela fosse lecionada em universidades japonesas, o que ajudou na sua popularização. O karatê chegou ao Brasil, efetivamente, em 1956, quando o sensei Mitsuke Harada (Shotokan) instalou o primeiro dojô em São Paulo. Desde então, a arte marcial se desenvolveu rapidamente no país. Atualmente, há mais de 250 mil praticantes de karatê registrados no Brasil.

Edição 17/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Veja como ficam as repartições e atrativos turísticos de Teresópolis no feriado

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

Teresópolis recebeu etapa do Circuito Carioca Master de Vôlei de Praia

Quatro fontes com água imprópria para consumo em Teresópolis

Moradores da Rui Barbosa denunciam calçada em situação irregular

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE