Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Lei Seca: 22 motoristas autuados em Teresópolis

Município apresentou a maior taxa de flagrantes de alcoolemia no interior

A Operação Lei Seca autuou 599 motoristas no teste do etilômetro, durante o final de semana, em todo o Estado do Rio. Nas 35 ações da Operação, o número de abordados foi de 3.366 condutores, o que resultou numa taxa de alcoolemia de 17,8%. No sábado (15), entre os municípios do interior do estado Teresópolis teve a maior taxa (16,06%), com 137 condutores abordados, sendo 22 destes com teor alcoólico acusado pelo etilômetro. Foram realizadas ações nas avenidas Feliciano Sodré, na Várzea, e Alberto Torres, no Alto.
Na sexta (14), entre os bairros e municípios que compõem a Região Metropolitana, Itaboraí foi a região do Estado com maior índice de alcoolemia. A Operação abordou 137 motoristas e dentre estes, 33 não passaram no teste de alcoolemia, totalizando 24,09%. No sábado (15), entre os bairros e municípios que compõem a Região Metropolitana, o bairro de Realengo foi a região do Estado com a maior taxa de condutores que misturaram bebida e direção (30,15%). 136 motoristas foram abordados e 41 foram pegos pela Operação. O bairro de Vila Isabel também teve uma taxa alta (21,65%), sendo 97 abordados e 21 pegos.
No domingo (16), no interior do Estado, o município de Barra do Piraí obteve a maior taxa de alcoolemia. Foram 130 motoristas abordados e 17 acusados, totalizando 13,08%. Entre os bairros e municípios que compõem a Região Metropolitana, foi o bairro de Parada de Lucas (18,49%) com 119 abordados e 22 reprovados no teste do etilômetro. O bairro de Guaratiba também obteve uma alta taxa (18,37%), foram 49 abordados e nove reprovados.

Raio-x da Lei Seca
A operação Lei Seca completou 15 anos em março passado e lançou um estudo inédito sobre os motoristas parados pela fiscalização. A pesquisa traz o raio-X do condutor abordado nas blitzes e mostra uma mudança de perfil na faixa mais jovem dos condutores. Eles não são, como se imaginava, os maiores vilões do trânsito. Os dados mostram que 295 mil dos 4.124 milhões de condutores abordados dirigiam sob efeito do álcool (um total de 7,16%), ao longo dos últimos 15 anos. Em 2023, o percentual subiu, após medidas tomadas pela Secretaria de Estado de Governo. Enquanto em 2022, o número chegou a 9,92% dos 344 mil motoristas testados no bafômetro, ano passado o percentual foi de 11,32%, num total 34.030 condutores multados por dirigirem bêbados.
O levantamento da Lei Seca traz ainda um fato muito grave: a reincidência de motoristas pegos no bafômetro. Para se ter uma ideia da gravidade, 59 motoristas, ao longo dos últimos 10 anos, foram flagrados dirigindo sob o efeito do álcool ou se recusaram a fazer o teste do etilômetro mais de 10 vezes. Entre cinco e nove vezes, se encontram 586 condutores, enquanto outros 846 foram surpreendidos pela fiscalização em quatro operações. Mas a Lei Seca também teve os reincidentes do bem. Foram condutores parados por mais de uma vez pelos agentes de fiscalização, sempre com testagem negativa no bafômetro. Ao menos 67 foram parados mais de cinco vezes, enquanto um motorista chegou a ser abordado 13 vezes.

Edição 25/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Mais dois flagrantes de corte irregular de árvores em Teresópolis

ATÉ DÍVIDA DE R$ 1: Prefeitura de Teresópolis notifica e divulga lista com 210 contribuintes

Transporte escolar: renovação do alvará até o dia 31

Onça-parda e Jaguatirica “gigante” flagrados em trilhas do Parque dos Três Picos

Estácio Teresópolis disponibiliza vagas para o ProUni

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE