Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Moradores da Rua Guandu pedem socorro

Moradores reclamam de alagamentos na via e cobram ações da prefeitura

Marcus Wagner

Moradores da Rua Guandu, no bairro de Pimenteiras, estão se mobilizando para cobrar ações da prefeitura sobre os graves problemas do local que estão piorando com o aumento desordenado de construções que afetam os serviços de emergência de Teresópolis e região. Foi criado um abaixo-assinado virtual que já conseguiu a adesão de mais de mil pessoas que esperam demonstrar ao governo municipal a urgência das necessidades da comunidade.
Os casos de inundação da rua estão se tornando mais constantes e muitas vezes impedem a passagem de pessoas, carros e até das viaturas de agentes de segurança, como foi divulgado em vídeos que circularam redes sociais recentemente e fazem parte da página do abaixo-assinado na internet.
De acordo com a moradora Regina Fechó, não está havendo preocupação com a segurança e o bem estar de quem reside na Rua Guandu, pois ao mesmo tempo em que são liberadas construções em grande escala, não é feita a estrutura para comportar esse crescimento, tornando antigos problemas ainda maiores.
“O alagamento que ocorre no início da rua de fato sempre existiu, mas tem sido potencializado pelo número de construções que estão sendo feitas ali. A densidade demográfica aumentou  e a estrutura do local não acompanhou. A Rua Guandu tem alagado mais rápido e uma chuva de 20 minutos já impede a passagem das equipes de socorro da cidade. Isso é ruim não só para os moradores da região, como também para todo o município, além de munícipios vizinhos que também dependem do atendimento dessas equipes de emergência”.
Ela também destacou que a rua atrás dos batalhões que seria um caminho alternativo para o Corta Vento, consta como asfaltada pela prefeitura, está destruída e quando chove desce muita lama. Já na entrada da rua, a construção de mais um prédio em um terreno que costumava ajudar a escoar as águas da chuva está deixando todos alarmados para inundações ainda maiores.  
“Esses alagamentos afetam muito os batalhões então é muito importante que os próprios eles se posicionem. Eu levei o abaixo-assinado até à Secretaria de Meio Ambiente e o secretário disse que não recebeu nenhuma notícia que eles tivessem tendo problemas com isso. É muito importante que digam algo porque temos imagens dos carros manobrando e voltando, viaturas novas passando dentro d’água, então vai estragar mais rápido, custa dinheiro e eles precisam dizer algo sobre isso”. 
Apoiador da iniciativa dos moradores da Rua Guandu, Carolos Martins destacou que o problema é apenas um exemplo que vem ocorrendo em várias outras localidades do município, o que considera uma demonstração clara de falta de planejamento por parte do governo municipal.
“Teresópolis cresce conforme as coisas vão acontecendo. Nós vemos que as cidades que estão ganhando destaque em nível nacional, como Gramado, Maringá e outras, já possuem seu planejamento que trata do que queremos ser daqui a algum tempo. Também é colocada a nossa missão, a visão e nossos princípios. Não sabemos o que é isso em nossa cidade. A gestão pública é acompanhada da implementação de novas tecnologias e Teresópolis não vem implementando, principalmente nessa questão de contenção de águas e esgoto”, destacou o especialista em gestão pública. 
Regina exemplificou o atraso vivido na infraestrutura pública em Teresópolis com uma comparação a uma cidade histórica: “Em Machu Picchu, no Peru, erguida no século XV, existe um sistema de drenagem maravilhoso. A gente mora em uma região de montanha que todo mundo sabe que chove de novembro a abril e ninguém resolveu até hoje. Será que temos que ir até Machu Picchu para aprender com eles? É o tipo de coisa que merece uma atenção especial”.

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 22/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Estado é atingido por temporais e enchentes desde final de abril

Promoção no Parc Magique e fazendinha do Le Canton neste domingo (26)

Amós pode ter o mandato cassado por falta de decoro

Rota de observação de aves em Teresópolis ganha grande projeção

ANIC HERDY: Mulher desaparecida é aluna do Unifeso

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE