Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Mulheres de Teresópolis são homenageadas com a Medalha Imperatriz Teresa Cristina

O Hall da Prefeitura Municipal ganhou clima de época e programação artística e cultural nesta quinta-feira, 16/03, no Sarau ‘Teresópolis, Cidade de Teresa’, realizado pela Secretaria de Cultura. Além de comemorar os 201 anos de nascimento da Imperatriz Teresa Cristina, que dá nome ao município, o evento prestou homenagem a cinco mulheres expoentes em suas áreas de atuação, em celebração ao Dia Internacional da Mulher.

Elas foram agraciadas com a Medalha Imperatriz Teresa Cristina, instituída em 2019 pela Gestão Vinicius Claussen para valorizar pessoas que se dedicam ao desenvolvimento econômico, social, cultural e humano de Teresópolis.

“Nosso agradecimento ao Prefeito Vinicius Claussen por criar essa comenda e por reconhecer a importância de valorizar a história do nosso município. Parabenizo todas as homenageadas por seus exemplos de vida e que fazem a diferença no dia a dia de Teresópolis”, pontuou Cléo Jordão, secretária municipal de Cultural e anfitriã do Sarau, acompanhada do subsecretário, Ricardo Guarilha, e equipe.

Vídeo da entrega da medalha a Lilia Montanha

Clima festivo – Como vem se tornando tradição no Sarau Artístico Cultural, a atriz Edinar Corradini e o ator Henrique Silva vestiram seus trajes de época e deram as boas-vindas aos convidados, caracterizados como os personagens históricos Imperatriz Teresa Cristina e André Rebouças. Entre eles, os vereadores Paulinho Nogueira e João Miguel e o historiador Jorge Ferradeira, que é presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Teresópolis, e Waldir José do Couto, presidente da Academia de Letras do Brasil – Seção Teresópolis.

O público apreciou a apresentação instrumental do Sonoro Trio, formado pela professora de violoncelo e violino Gabi Miranda, o violonista Rubens Tavares e o violonista e produtor musical Max Miranda. Os dois são professores da Escola Municipal de Música Giordano Loques Marrelli. Os convidados também conferiram os painéis da exposição Faces de Teresa, que destacam os papéis sociais desempenhados por Teresa Cristina como mãe, esposa, arqueóloga, promotora cultural, imperatriz e apelidada de ‘Mãe dos Brasileiros’.

Homenagens – Madrinha do projeto Terê Artes Manuais e do bem-estar animal, a Primeira-dama Paula Schütte Claussen foi homenageada com a Medalha Imperatriz Teresa Cristina. Ela é engajada nas ações em prol da causa animal realizadas pela Coordenadoria Municipal de Proteção e Bem-estar Animal; pelo programa gratuito Castra Móvel, de castração de cães e gatos; pela plataforma Adote um Amor, de incentivo à adoção responsável; e é uma das idealizadoras de uma cartilha sobre o tema. O almanaque será distribuído nas escolas municipais, conscientizando alunos do 1º segmento do ensino fundamental sobre a importância dos cuidados com os animais.

Cléo Jordão e Elizabeth Mazzi com Márcia Ejje e familiares

Primeira teresopolitana a pisar no cume do Dedo de Deus, símbolo do montanhismo brasileiro, Lilia Montanha foi um dos destaques da noite. A façanha ocorreu em 17 de julho de 1949, quando ela tinha apenas 15 anos de idade. Aos 89 anos, dona Lilia recebeu a honraria em casa, das mãos das secretárias municipais Cléo Jordão, de Cultura, e Elizabeth Mazzi, de Turismo, e registrou em vídeo o seu agradecimento emocionado.

Também recebeu a medalha a musicista, maestrina e produtora cultural Sonia Bruno, sempre atuante nas causas sociais, culturais e educativas na cidade. Ela é presidente do Grêmio Musical Paquequer, a mais antiga instituição cultural em atividade em Teresópolis. “Muita emoção ao receber essa honraria, é o reconhecimento do nosso trabalho. Um grande presente no mês do meu aniversário. Gratidão”.

A empresária teresopolitana Márcia Ejje foi agraciada por sua dedicação ao trabalho realizado em sua rede de lojas e que contribui, através da geração de empregos, com o desenvolvimento econômico de Teresópolis. “Eu me sinto honrada por estar entre as homenageadas desta noite. A Medalha Imperatriz Teresa Cristina me dá mais responsabilidade e vontade de fazer nossa cidade crescer”.

Edinar Corradini e Henrique Silva como Imperatriz Teresa Cristina e André Rebouças

A arte-educadora Bianca de Aquino dedicou a homenagem à família e aos colegas de trabalho. Professora da rede municipal de ensino desde 2012, ela é colecionadora e artesã de brinquedos tradicionais. Desde 1997, pesquisa os benefícios pedagógicos do brincar, por acreditar que a prática incentiva os alunos a aprenderem de forma leve e divertida. “Agradeço a indicação e divido essa homenagem com todos os professores que estão em sala de aula e na sala de recursos. Que possamos fazer uma história bonita nessa cidade que a gente tanto ama”.

Todas as homenageadas foram presenteadas com um exemplar do livro ‘A cidade de Teresa’, da escritora e ilustradora Ana Maria de Andrade. O livro destaca a importância da Imperatriz Teresa Cristina para o desenvolvimento da Educação, das Artes e da Cultura no Brasil e teve sete mil exemplares distribuídos a alunos da rede pública municipal de ensino no ano passado.

Edição 17/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Veja como ficam as repartições e atrativos turísticos de Teresópolis no feriado

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

Teresópolis recebeu etapa do Circuito Carioca Master de Vôlei de Praia

Quatro fontes com água imprópria para consumo em Teresópolis

Moradores da Rui Barbosa denunciam calçada em situação irregular

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE