Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Museu Sobrado José Francisco Lippi, um tesouro da nossa serra

História viva de Teresópolis é latente no espaço, instalado no interior do município

Nina Benedito
@tesourosdaserra.rj

O Tesouros da Serra segue a sua jornada de valorização dos tesouros escondidos pela Serra Fluminense. No coração da zona rural de Teresópolis, o Sobrado José Francisco Lippi, uma relíquia arquitetônica do século XIX, transformou-se de uma fazenda esquecida em um vibrante centro de cultura e história. O museu, idealizado e concretizado pela professora Regina Furtado Lippi Leite e seu marido José Luiz Lippi Leite, é um testemunho de paixão e dedicação à memória local.
A história do Museu Sobrado José Francisco Lippi começa em 1997, quando o casal Lippi Leite se mudou do centro de Teresópolis para um sítio herdado por José Luiz Lippi Leite de seu avô, José Francisco Lippi. A casa sede, que estava fechada há 25 anos, guardava em seus porões um acervo histórico fabuloso sobre Venda Nova, o vilarejo local. Regina e José Luiz rapidamente perceberam o interesse e a curiosidade que o sítio e sua vasta documentação despertavam nos amigos e visitantes. Foi essa observação que os motivou a organizar e expor o acervo.

Fotos antigas da Vila de Venda Nova estão por toda parte no Museu. Foto: Michelle Gloria

Expansão e atividades educativas
Com o tempo, a curiosidade pela arquitetura do sobrado levou Regina a permitir a visitação de outros cômodos, como a sala de jantar, dois quartos internos sem janela e o hall do banheiro, todos preservados com mobília e detalhes da época. Até os porões foram abertos para visitação, permitindo aos visitantes uma experiência completa da arquitetura histórica.
Sem formação técnica em Museologia e sem apoio financeiro, Regina Furtado idealizou e concretizou o museu com base em seu conhecimento em Letras e uma vontade inabalável de preservar e compartilhar a história local. Ela desenvolveu diversas atividades sócio culturais e pedagógicas no museu, como visitas monitoradas, oficinas de jardinagem e reciclagem, recreação infantil, artes plásticas, apresentações teatrais e atividades de assistência social.

Coleção de canetas de vários períodos fazem parte da exposição. Foto: Michelle Glória

Reconhecimento nacional
Em 2006, o esforço de Regina Furtado e José Luiz Lippi foi reconhecido com a inclusão do Museu Sobrado José Francisco Lippi no Cadastro Nacional de Museus do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Ministério da Cultura (MinC). Este reconhecimento consolidou o museu como o primeiro museu-memória de Teresópolis, destacando sua importância cultural e histórica para a região.

Na sacada do casarão os visitantes são recepcionados. Foto: Michelle Gloria

Um legado vivo
Hoje, o Museu Sobrado José Francisco Lippi é mais do que um espaço de preservação histórica, é um centro vivo de cultura e aprendizado. A dedicação da professora Regina Furtado e de seu marido não só preservou a memória de Venda Nova, mas também enriqueceu a comunidade com oportunidades educacionais e culturais. Este sobrado não é apenas um museu, é um testemunho da capacidade de uma comunidade de se unir em torno de sua história e identidade. Assim, a determinação de uma professora e o apoio de uma comunidade transformaram um sobrado histórico em um farol de cultura e memória, mantendo viva a história de Teresópolis para as gerações futuras.

Objetos curiosos do século XIX estão a exposição dos visitantes. Foto: Michelle Gloria

O endereço
O Museu Sobrado José Francisco Lippi está localizado na estrada Teresópolis Friburgo, km 15 s/s em Venda Nova. As visitas devem ser previamente agendadas pelo telefone (21) 2644-7076. Siga no Instagram @sobradohistorico e veja mais no site www.sobradohistorico.com.br

Tesouro da Serra
Siga no instagram @tesourosdaserra.rj, no site www.tesourosdaserra.com.br, no canal do YouTube Tesouros da Serra e na programação da Diário TV e descubra lugares incríveis

O casal José Luiz Lippi e Dona Regina Furtado Lippi recepcionam os visitantes com vestimentas do século XIX. Foto: Nina Benedito


Edição 25/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Mais dois flagrantes de corte irregular de árvores em Teresópolis

ATÉ DÍVIDA DE R$ 1: Prefeitura de Teresópolis notifica e divulga lista com 210 contribuintes

Transporte escolar: renovação do alvará até o dia 31

Onça-parda e Jaguatirica “gigante” flagrados em trilhas do Parque dos Três Picos

Estácio Teresópolis disponibiliza vagas para o ProUni

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE