Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Obra na rodovia está provocando congestionamentos que podem aumentar o tempo de viagem em até 20 minutos

Canteiro de obras foi instalado próximo à antiga Termocel. Equipamentos e operários já trabalhando

Luiz Bandeira

No dia 6 de julho de 2021, em comemoração aos 130 anos do nosso município e ao lado de várias autoridades e representantes da sociedade civil, o governador Claudio Castro inaugurou a pedra fundamental das obras de recuperação da RJ-130, a Teresópolis-Friburgo, que sozinha escoa a maior parte da produção de hortaliças do estado. Mais de seis meses depois, finalmente os serviços começaram. O canteiro de obras está montado logo após o viaduto da Prata, a poucos metros da antiga fábrica Termocel. As máquinas já trabalham neste trecho da rodovia fazendo a fresagem para só depois então colocarem a cobertura asfáltica. O tráfego de veículos está sendo controlado no sistema para e siga, causando congestionamento na Teresópolis-Friburgo para quem chega à Teresópolis, na BR-116, para quem vai acessar a RJ-130 e na Estrada Wenceslau José de Medeiros desde o Vale Paraíso até o acesso a RJ-130. Quem rotineiramente usa alguma destas vias precisa ter paciência e se programar para não perder o compromisso, porque o tempo de viagem aumentou em torno de 15 minutos por conta das intervenções. A empresa União Norte Fluminense Engenharia e Comércio Ltda. foi a vencedora da licitação, orçada em R$ 62.713.516,95, a previsão é de 10 meses de trabalhos, portanto a reforma deve ser concluída até o fim deste ano. O Assessor Especial de Governo, Alex Castelar acredita que o prazo será cumprido, descartando a possibilidade dele se estender até 2023, “Trabalhamos muito para tirar esse projeto do papel, 24 anos depois, sob a determinação do Governador Cláudio Castro, as obras começaram. Fico feliz em poder estar contribuindo para essa realização. Teresópolis merece, o interior merece o nosso turismo merece”, destacou Castelar.

O que será feito em 10 meses na RJ-130

O projeto contempla quase 70 quilômetros de reforma do asfalto, recuperação do meio-fio, manutenção e melhorias na rede de drenagem existente, construção de acostamentos em trechos onde não há, sobretudo ainda no município de Teresópolis, reforma de pontes, instalação de guarda-corpo e defensas, contenção de encostas e acesso a condomínios, além de sinalização vertical e horizontal. A última vez que a RJ-130 recebeu obras foi em 1998, no governo Marcelo Alencar, quando houve apenas reforma da cobertura asfáltica e sinalização vertical. Os recursos investidos pelo governo para a obra são provenientes da concessão de serviços de saneamento do Estado do Rio de Janeiro, à iniciativa privada, antes de responsabilidade da CEDAE.  “É uma grande conquista para Teresópolis. Foram dois anos trabalhando muito para conseguirmos. A nossa Terê-Fri ficará novinha em folha, com recapeamento completo e nova sinalização. Agradeço muito ao nosso Governador Claudio Castro que entendeu a importância dessa via para a agricultura, o turismo e para a mobilidade dos moradores do interior e vai investir mais de 70 milhões em Teresópolis e região” disse o prefeito Vinícius Claussen após o início das obras.

Obra vai pavimentar o progresso da região

É senso comum, a importância da região do Terceiro Distrito de Teresópolis para a produção agrícola do Estado do Rio de Janeiro, afinal temos ali cerca de seis mil agricultores familiares onde há o maior PIB agrícola do estado, produzindo, em sua maioria, folhosas. Essa obra é fundamental também para o fomento do setor turístico promovendo o circuito Tere-Fri para o mundo, onde estão estabelecidos vários empreendimentos de hospedagem e gastronomia. Não bastasse a importante ligação com Nova Friburgo, outra cidade com vocações semelhantes às de Teresópolis, a reforma da RJ-130 projeta crescimento na economia de ambos os municípios, na qualidade de vida de quem mora na região e na distribuição da expansão populacional, que pode tirar dos centros urbanos, a pressão causada pelo constante aumento na densidade demográfica. Com a Teresópolis-Friburgo reformada Albuquerque, Vargem Grande, Venda Nova, Vieira, Bonsucesso, entre outras localidades de Teresópolis, que são acessadas pela rodovia, tornam-se mais atraentes para quem quer viver em um lugar tranquilo sem abrir mão da comodidade e do fácil acesso. 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 14/05/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis

Cedae vai paralisar o sistema principal nesta terça-feira em Teresópolis