Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Pedro Gil deixa Prefeitura com salários em dia e cabeça erguida

Interino diz que administração pública se faz com participação e ajuda da população, bem como vontade política de realizar

Anderson Duarte

Humildade, simplicidade e força de vontade para realizar! Por mais que não se possa fazer uma avaliação real da sua capacidade administrativa, a breve passagem do vereador Pedro Gil pelo cargo de Chefe do Executivo, já fica para a história como uma das mais proveitosas dos últimos anos. O jeito de falar simples, as palavras diretas e sem a intelectualidade dos que tanto o criticam, mas nem metade de suas realizações foi capaz de promover, instituiu mudanças substanciais em diversas áreas como a Segurança Pública, o Desenvolvimento Social, a Agricultura e os Serviços Públicos. Outro destaque foram as finanças, Pedro Gil deixa a prefeitura com todos os salários em dia e com algumas dívidas com a classe médica quitadas. O político diz estar a disposição do próximo gestor e aconselha Vinicius Claussen a buscar o diálogo com a população, ação que em sua trajetória de gestor fez muita diferença.
O político de primeiro mandato, que assumiu logo de cara a Presidência da Mesa Diretora e acabou com incumbência de gerir a cidade em sua maior crise institucional da história sempre deixou claro que não teria vergonha de pedir ajuda a empresários, entidades e a própria população, tida como ela como sua maior aliada. Agora, prestes a deixar o cargo, Pedro Gil deixa claro que independente de partido ou ideologia política, pensar uma cidade do ponto de vista da gestão é também assumir que precisa da ajuda do teresopolitano. Em simples colocações como sempre lhe são características, Gil aproveitou a entrevista desta terça-feira, 05, na DIÁRIO TV, para avisar que se o prefeito Vinicius Claussen precisar da sua ajuda, como vereador ou cidadão comum, ele estará a disposição para ajudar em tudo aquilo que a Lei permite.
“Como eu disse aqui logo depois da posse, eu não sei falar direito, mas se precisasse falar contrataria alguém que me ajudasse. Também não entendo nada de leis, mas me cerco de bons advogados sempre para respeitar elas sempre. Mas administrar eu sei de longa data, antes mesmo de ser político, e conhecendo bem da área, nunca me deixei levar na cadeira de prefeito por um ou outro interesse que não fosse para estar a disposição do bem estar da minha cidade”, disse Pedro Gil acrescentando que as economias geradas no período nunca deixaram comprometer a capacidade da cidade. “Precisávamos economizar, mas não poderíamos nunca penalizar a população por conta disso. As extravagâncias que cometeram antes não poderiam continuar, por isso reduzimos para treze secretarias, cortamos cargos que não tinham nenhum tipo de produtividade, enfim, demos uma arrumada na casa, mas ainda falta muito, como por exemplo, arrumar dinheiro para comprar caminhões de lixo, compactadores, que vão nos permitir economizar muito com os gastos com o lixo, sem contar que o serviço vai ser prestado eficientemente, sempre disse isso, é preciso melhorar o serviço com o que tem. Essa coisa de ficar terceirizando é pra quem tem dinheiro sobrando e pode pagar mais caro, o que não é o nosso caso. Vamos ter que continuar colocando a casa em dia, espero que o Vinicius tenha isso em mente”, explicou Pedro Gil.
Ponto nevrálgico da última temerária gestão, o pagamento do funcionalismo público da prefeitura também foi tema da conversa desta terça-feira, 05, e o político foi sincero ao concluir que mesmo que consiga fazer permanecer em dia o pagamento, a margem de 10% estipulada em lei já se esgotou propositalmente pela gestão Tricano. “Nós vamos ter quer conversar com a Câmara porque o prefeito que estava no poder antecipou e quitou tudo o que podia com clara intenção de prejudicar que viria pela frente, e com essa margem de remanejamento tão apertada em 10%, mesmo entendendo também que é justa, não poderemos garantir o futuro breve. Teremos que conversar com a Câmara para podermos chegar a uma saída para o problema, que vai se agravar nos próximos meses. Deixou a prefeitura com os salários em dia, mas reconheço que a manutenção desta condição não será simples para o próximo prefeito”, explica Pedro Gil que ainda acrescenta: “O prefeito precisa entender que ele é um funcionário da população, e um funcionário que recebe muito bem para isso. Gestor público que acha que é patrão tá cometendo um erro muito grave. A gente não é patrão de ninguém, muito pelo contrário, a gente é funcionário da população e precisa dar satisfação a ela de tudo o que acontece com a administração”, explica.
Por óbvio, o que é simples, custa menos. Fazer as coisas apenas de acordo com a necessidade reduz os custos totais. A mentalidade simplificadora permite identificar o essencial e, assim, facilita a eliminação do que não é fundamental. Permite focalizar os esforços e definir melhor as prioridades, possibilitando que se escolha aquilo que vai trazer o mínimo de esforço e o máximo de resultado. Ajuda a criar padrões e hábitos, com rotinas simples e repetidas que permitem simplificar as operações e melhorar a produtividade e a qualidade. E os custos totais de gestão diminuem. Uma das primeiras ações do gestor foi cortar pela metade o número de pastas da estrutura de governo. “Como disse, eu precisava me cercar de pessoas competentes, e que queriam melhorar nossa cidade. Todos que tive a oportunidade de convidar a participar desse governo sempre tiveram a informação de que era transitório, e que iria cobrar na produção, no trabalho, caso contrário, era dar espaço a quem queria produzir, assim, simples. Não tivemos tempo para perder com quem não saberia o que estava fazendo”, disse Gil.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 21/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Seleção Sub-20 em Teresópolis no próximo dia 03

Selo “Amigo Pet” para bares e restaurantes é criado

Zerada a tarifa de importação para garantir abastecimento de arroz

PM apreende 11 motos em situação irregular no trânsito

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE