Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

PM realiza oito flagrantes de contravenção penal em Teresópolis

Ações tiveram apreensões de máquinas de caça-níqueis, apreensão de material do jogo bicho e comerciantes detidos

Somente nesta quinta-feira, 25, policiais do 30º BPM realizaram mais oito ações com o objetivo de enfraquecer os ilícitos relacionados a contravenção penal no município, com oito comerciantes, de diferentes bairros, a maioria proprietários ou responsáveis por bares, sendo conduzidos para autuação no setor de plantão da 110ª Delegacia de Polícia, no bairro do Alto. Diversas máquinas de caça-níqueis e muito material relacionado ao jogo do bicho foram apreendidos pelas equipes do quartel local da Polícia Militar. Tudo que tinha relação aos chamados “jogos de azar” terminou na delegacia, no bairro do Alto. O enfrentamento a esse tipo de delito tem sido frequente no município na atual gestão do 30º. Alguns meses atrás, um verdadeiro “bingo clandestino” foi encontrado nos fundos de um bar no bairro mais populoso de Teresópolis, São Pedro.
Entre as ações realizadas nesta quinta-feira, equipe do Setor Bravo esteve em um bar na Avenida Feliciano Sodré, na Várzea, onde havia quatro máquinas de caça-níqueis. O local já estava em funcionamento, com todos os equipamentos ligados, e o suposto dono do bar, um homem de 38 anos, foi conduzido para autuação e depoimento na 110 DP. Mesma situação passou uma mulher que seria a proprietária de um estabelecimento similar na Rua Waldir Barbosa Moreira, também na Várzea. Nesse local, além de quatro máquinas de caça-níqueis foram recolhidos materiais relacionados ao jogo do bicho, como uma impressora, um telefone celular, um caderno de anotações e R$ 40 em dinheiro. Mais duas maquinetas destinadas ao jogo de azar foram apreendidas pelo Setor Eco na Rua Beira-Linha, bairro de mesmo nome. Até o fechamento desta edição, não havia mais detalhes sobre as outras cinco ocorrências relacionadas ao enfrentamento ao delito de contravenção penal.
Extraoficialmente recebemos a informação que os responsáveis por distribuir tais equipamentos na cidade realizam “rondas” frequentes para recolher o dinheiro obtido com a prática ilícita e, assim, evitar que os valores sejam aprendidos pela polícia. Informações que possam contribuir com as investigações podem ser passadas para os telefones 2742-7755 e 99817-7508. Não é necessário se identificar.

Como é amplamente conhecido, as maquinetas ilícitas têm ligação com outro tipo de contravenção penal, o jogo do bicho

Mais sobre a contravenção
As máquinas ficaram apreendidas e terão o sistema de funcionamento desmontado. A exploração de jogos de azar está tipificada como contravenção penal há aproximadamente 80 anos, podendo render ao contraventor detenção e/ou aplicação de multa. Em 2021, a Polícia Militar realizou dezenas de operações do tipo. Em uma delas, também em São Pedro, mas dessa vez na Rua Fileuterpe, o dono de um bar mantinha uma espécie de “salão de jogos” na parte dos fundos – justamente para tentar evitar a identificação da utilização das máquinas de caça-níquel. Em 2008, autoridades policiais da cidade precisaram responder na Justiça por formação de quadrilha de contraventores que exploravam jogos de azar. Treze pessoas foram acusadas de envolvimento no grupo criminoso, entre elas um policial civil e um policial militar, todos lotados em Teresópolis. Segundo o Ministério Público Federal, na ocasião os envolvidos responderam também por crimes como corrupção, contrabando e ganhos ilícitos com fraudes. A estimativa do MPF era que a quadrilha movimentava na época cerca de R$ 300 mil por semana.

Edição 22/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Temporal mata cinco pessoas no estado do Rio

LADRÕES DE RESIDÊNCIAS: Troca de tiros e quadrilha presa na Barra do Imbuí

Flávio Dino toma posse como ministro do Supremo Tribunal Federal

Bolsonaro não responde à PF em depoimento sobre golpe de Estado

Governo do Estado atua nas cidades afetadas pelas chuvas

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE